Como os pais podem diminuir o sofrimento diante da síndrome do ninho vazio

Como os pais podem diminuir o sofrimento diante da síndrome do ninho vazio?

Atualizado em 26/08/2020
Por Cristina Daret

Como os pais podem diminuir o sofrimento diante da síndrome do ninho vazio?

Atualizado em 26/08/2020
Por Cristina Daret
Junte-se a milhares de pessoas

Entre para nossa lista e receba conteúdos exclusivos e com prioridade

Como os pais podem diminuir o sofrimento diante da síndrome do ninho vazio?

Aperte o play para escutar este conteúdo.

A síndrome do ninho vazio é caracterizada por sentimentos como tristeza, solidão e/ou desânimo por parte dos pais quando os filhos crescem e saem de casa, seja por ter tido uma oportunidade de estudo ou trabalho em outra cidade, tenha se casado ou simplesmente por ido morar sozinho.

Não são todos os pais ou responsáveis que experimentam tais sentimentos diante dessas situações. É mais comum percebermos esse sofrimento emocional entre os pais que se viram mais envolvidos com a vida e as atividades dos filhos, por exemplo, quando um dos pais deixa de trabalhar fora para cuidar da educação dos filhos e não retorna mais para o mercado de trabalho. 

lidadndo-com-o-ninho-vazio
É normal sentir estranheza e desconforto a mudança de um filho.

Perceber o crescimento e o desenvolvimento dos filhos pode ser, portanto uma mistura de sentimentos para os pais, que de um lado sentem-se orgulhosos da trajetória dos filhos, mas por outro sentem-se como se não houvesse mais função para eles, ao perceber que agora são capazes de caminhar e fazer suas escolhas de forma independente. 

Sintomas mais comuns

Ainda que muitos pais criem seus filhos para o mundo e estimulem a sua independência para que, um dia, possam sair de casa em busca de seus sonhos, quando este dia chega muitos pais sentem que ainda não estão prontos para esta mudança. A síndrome do ninho vazio pode atingir tanto homens como mulheres, apresentando intensidades distintas, variando de acordo com a individualidade e vivência de cada um.

Muitos são os fatores que podem influenciar no surgimento dos sintomas, tanto o pai quanto a mãe podem passar por mudanças hormonais como a andropausa ou a menopausa, estarem em momentos de mudança como o período de aposentadoria ou a própria saída dos filhos podem causar mais conflitos entre o casal, por exemplo. 

Desta maneira, não é incomum a presença de sintomas como melancolia, depressão, aumento do estresse, mudanças no sono e apetite para mais ou para menos, diminuição da libido, dentre outros.

Como lidar com a saída dos filhos de casa?

Perceba essa mudança como uma fase natural da vida

Chegar à fase da vida em que os filhos buscam sua independência é um processo natural da vida. Talvez não se tenha mais o papel de pais protetores, mas novas possibilidades podem surgir a partir desse momento. Compreenda que este é o fim de um ciclo, e não da relação de amor entre vocês. Tenha confiança no trabalho que você fez e orgulhe-se de ter cumprido a sua missão!  

terapia-online-casule-banner

Busque novos sonhos

Seus filhos saíram de casa, conseguem viver de forma independente e você não tem mais aquela sensação de “utilidade” que possuía antes em relação aos seus filhos. Mas agora é momento de pensar no tempo que você possui para se dedicar aos seus hobbies, a execução de velhos sonhos que foram sendo deixados para depois, fazer aquela viagem que foi sendo adiada, aprender a fazer coisas novas, ter tempo para você. 

Dedique-se a relação do casal

Dedique se a relação do casal
Estar com o seu parceiro s aós em casa é uma ótima oportunidade para melhorar o relacionamento.

Muitos casais quando se veem sozinhos em casa, sem a presença dos filhos começam a perceber que já não possuem mais sonhos em comum ou agora que os dois passam mais tempo juntos começam a se incomodar com as pequenas diferenças da rotina diária. O casal pode aproveitar para planejar atividades entre os dois ou executar sonhos antigos que foram sendo esquecidos.

Veja o lado positivo dessa mudança

Pais e filhos poderão sentir os impactos dessas mudanças, mas elas não precisam ser negativas. A saudade e a distância podem colaborar para que uma relação mais forte e madura seja estabelecida entre a família. 

E sempre que sentir que está difícil lidar com isso sozinho(a) busque ajuda!

Terapia Casule

A Casule é uma clínica que pensa na sua saúde e no seu bem-estar que atende de forma presencial e online. Isso faz que possamos cuidar de pessoas em qualquer parte do Brasil e do Mundo!

Venha nos conhecer! Marque uma conversa com nossos terapeutas clicando aqui!

Curtiu o texto? Fica a vontade para relaxar com a gente, conheça nossos áudios de relaxamento, é GRÁTIS!

Compartilhe também a Casule em suas redes sociais, InstagramFacebook e Youtube =)

Guia com as 15 Técnicas para reduzir a ansiedade
Psicóloga, pós-graduada em Terapia Cognitivo Comportamental. Conheça o meu Instagram. | Clique para marcar uma consulta comigo
Casule Play

Como os pais podem diminuir o sofrimento diante da síndrome do ninho vazio?

Se você quiser saber mais ou conversar com um dos nossos profissionais sobre Como os pais podem diminuir o sofrimento diante da síndrome do ninho vazio?, você pode  agendar o seu horário clicando aqui. Ou você pode ver mais sobre Terapia Online, Acompanhamento semanal com nossa Nutricionista ou Como ter mais produtividade com o nosso Coach!
Cristina Daret, aqui no Blog.
Psicóloga, pós-graduada em Terapia Cognitivo Comportamental. Conheça o meu Instagram. | Clique para marcar uma consulta comigo

O que você achou deste conteúdo? Conte nos comentários sua opinião sobre: Como os pais podem diminuir o sofrimento diante da síndrome do ninho vazio?.

0 comentários

Enviar um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

8 Dicas para melhorar a sua autoestima

8 Dicas para melhorar a sua autoestima

Tem dias que você acorda e não se sente satisfeito com o que é? Não consegue sentir orgulho do que faz e das suas conquistas? Tem dificuldade de enxergar seus pontos fortes e suas qualidades? Pois é, você pode estar com baixa autoestima e isso é muito comum de acontecer. Buscar meios para melhorar a autoestima é um grande passo. Seja através da leitura de um livro sobre o assunto, pesquisas, assistindo vídeos ou mesmo através da ajuda profissional.
5 sinais clássicos que você se cobra demais

5 sinais clássicos que você se cobra demais

Como lidar com a sensação incômoda de autocobrança excessiva? Como lidar com aquela voz que fica na nossa cabeça falando “você deveria ter feito isso”, “eu deveria dar conta… “você não podia ter feito aquilo”, “você podia ter feito diferente”, “porque eu sou assim?”, dentre outras tantas frases de cobrança que nós mesmos fazemos conosco.

6 dicas para lidar com a traição

A descoberta de uma traição é capaz de transformar qualquer relacionamento amoroso, seja namoro ou casamento. A vida do casal pode mudar para melhor ou piorar consideravelmente, mas, com certeza, nunca mais será a mesma.
Leia mais

3 estratégias para controlar seu dinheiro

Ser positivo é algo muito bom, porém quando falamos de dinheiro, devemos ser realistas e conhecer bem a nossa própria condição financeira. Por isso, ter inteligência emocional nas finanças se torna algo tão importante.
Leia mais

5 sinais clássicos que você se cobra demais

Como lidar com a sensação incômoda de autocobrança excessiva? Como lidar com aquela voz que fica na nossa cabeça falando “você deveria ter feito isso”, “eu deveria dar conta… “você não podia ter feito aquilo”, “você podia ter feito diferente”, “porque eu sou assim?”, dentre outras tantas frases de cobrança que nós mesmos fazemos conosco.
Leia mais

Geração Tik Tok: 3 vícios do momento

Uma tela de celular, um vídeo vertical e um minuto da sua vida. Esses três elementos são a essência do Tik Tok, a rede social de vídeos curtos que está viciando os jovens e já mudou os hábitos de consumo de vídeos de milhares de usuários. Você abre às 19h, e quando olha para o relógio novamente, já se passou uma hora.
Leia mais
Tenha o total controle das suas emoções conte com a Casule para o seu bem-estar.
Share This