Terapia Cognitiva Comportamental e as Crenças Centrais: Desamparo, Desamor e Desvalor

Atualizado em 15/01/2020
Por Redatora Casule

Terapia Cognitiva Comportamental e as Crenças Centrais: Desamparo, Desamor e Desvalor

Atualizado em 15/01/2020
Por Redatora Casule
Junte-se a milhares de pessoas

Entre para nossa lista e receba conteúdos exclusivos e com prioridade

Terapia Cognitiva Comportamental e as Crenças Centrais: Desamparo, Desamor e Desvalor

A terapia cognitiva foi desenvolvida por Aaron Beck, direcionada a resolver problemas atuais dos pacientes e a modificar os pensamentos e comportamentos disfuncionais dos mesmos. 

O modelo cognitivo levanta a hipótese de que as emoções e os comportamentos das pessoas são influenciados por sua percepção e interpretação dos eventos e não somente pelo evento em si. Ou seja, o modo como as pessoas sentem está associado ao modo como elas interpretam e pensam sobre uma situação, sendo suas respostas emocionais intermediadas por sua percepção da mesma.  Esses pensamentos são relacionados aos tipos de crenças que cada pessoa tem.

As crenças são ideias ou esquemas que as pessoas desenvolvem desde a infância sobre si mesmas, as outras pessoas e seus mundos. As crenças são uma forma que a criança tem de extrair sentido do seu ambiente. São entendimentos que são tão fundamentais e profundos que as pessoas frequentemente não os questionam e os consideram como verdades absolutas. Usualmente se valem dos ditos “sempre foi assim” ou ”eu sempre fui assim”.

As crenças centrais são as ideias mais centrais da pessoa a respeito dela mesma, de outras pessoas e seus mundos. São usualmente globais, supergeneralizadas e absolutistas. Quando ativadas, o paciente facilmente identifica informações que a apoiam e distorcem as que não se enquadram no estilo de sua crença.  

contestar a preocupação
Sempre foi assim?

Na Terapia Cognitiva, as crenças centrais podem ser: DESAMPARO, DESAMOR e DESVALOR e o que ativa cada crença é:

Na crença de DESAMPARO a pessoa tem uma certeza (irracional/inconsciente) de que é incompetente e sempre será um fracassado.

Na crença de DESAMOR a pessoa tem a certeza (irracional/inconsciente) de que será rejeitada.

Na crença de DESVALOR a pessoa acredita ser inaceitável, sem valor algum.

terapia-online-casule-banner

Para verificar qual ideia está mais enraizada no seu funcionamento psicológico é possível analisar os tipos de pensamentos que você costuma ter com mais frequência.

Pensamentos automáticos da crença de desamparo:

  • Sou inadequado, ineficiente, incompetente;
  • Eu não consigo me proteger;
  • Eu não consigo mudar;
  • Eu não tenho atitude;
  • Sou uma vítima;
  • Sou carente;
  • Eu estou sem saída;
  • Não sou bom o suficiente;
  • Não sou igual aos outros.

Pensamentos automáticos da crença de desamor:

  • Sou diferente, indesejável, feio, monótono, não tenho nada a oferecer;
  • Não sou amado, querido; 
  • Sou negligenciado;
  • Sempre serei rejeitado, abandonado, sempre estarei sozinho;
  • Sou diferente, imperfeito, não sou bom o suficiente para ser amado.

Pensamentos automáticos da crença de desvalor:

  • Não tenho valor;
  • Sou inaceitável;
  • Sou mau, louco, derrotado;
  • Sou um nada mesmo, sou um lixo;
  • Sou cruel, perigosos, venenoso, maligno;
  • Não mereço viver.

As crenças tendem a se fortificarem quando a pessoa foca sua atenção para os dados que confirmam sua visão negativa e não conseguem perceber as situações da vida com outro ponto de vista. Esse processo ocorre involuntariamente e automaticamente, gerando sofrimento psicológico e/ou transtornos psicológicos significativos.

Essas crenças podem ser:

  1. Em relação a si mesmo: citado acima.
  2. Em relação aos outros: os outros são categorizados de maneira inflexível. São vistos como desprezíveis, frios, prejudiciais, ameaçadores e manipuladores.

Também é possível desenvolver uma crença positiva em relação aos outros e em detrimento a si mesmo: as pessoas são superiores, muito eficientes, amáveis e úteis (diferente de si mesmo).

  1. Em relação ao mundo: o mundo é injusto, hostil, imprevisível, incontrolável, perigoso.

Mas e aí? Como é possível nos libertarmos dessa ideia que nos acompanha desde a infância/adolescência?

Inscreva-se no nosso Canal no Youtube

 

O primeiro passo é a tomada de consciência da ativação das crenças. Somente à partir dessa nova percepção é que é possível operar mudanças.

E, neste sentido, a Terapia Cognitiva Comportamental possui ferramentas e técnicas capazes de habilitar a pessoa a desativar suas crenças e esquemas mentais, proporcionando assim, uma vida mais saudável.

Fontes:

BECK, Judith S., Terapia Cognitiva, Teoria e prática. Artmed, São Paulo, 1997 in https://psicologado.com.br/abordagens/psicologia-cognitiva/introducao-ao-modelo-cognitivo

https://noranadirsoares.site.med.br/index.asp?PageName=crencas-centrais

Guia com as 15 Técnicas para reduzir a ansiedade
Casule Play

Terapia Cognitiva Comportamental e as Crenças Centrais: Desamparo, Desamor e Desvalor

Se você quiser saber mais ou conversar com um dos nossos profissionais sobre Terapia Cognitiva Comportamental e as Crenças Centrais: Desamparo, Desamor e Desvalor, você pode  agendar o seu horário clicando aqui. Ou você pode ver mais sobre Terapia Online, Acompanhamento semanal com nossa Nutricionista ou Como ter mais produtividade com o nosso Coach!
Redatora Casule, aqui no Blog.
Sou focada em achar o melhor conteúdo que já foi publicado na rede e trazer informações que são relevantes e agregam valor para você.

O que você achou deste conteúdo? Conte nos comentários sua opinião sobre: Terapia Cognitiva Comportamental e as Crenças Centrais: Desamparo, Desamor e Desvalor.

0 comentários

Saiba quais são os 9 indicadores de violência infantil
Saiba quais são os 9 indicadores de violência infantil

Saiba quais são os 9 indicadores de violência infantil

Antes de qualquer coisa precisamos pensar em uma prática muito comum dos adultos em atribuírem qualquer discurso da criança somente à imaginação e à fantasia, podendo estar negligenciando situações de risco ou de violência consumada. É claro que, em muitos casos, essas situações não são óbvias e nem mesmo fáceis de serem identificadas, por isso é de extrema importância nos atentarmos para os indicadores de violação de direitos e violência.
Como-escolher-minha-futura-profissão-BLOG
Como escolher minha futura profissão?

Como escolher minha futura profissão?

Este momento de decidir em qual curso ingressar optando por uma faculdade, representa uma tomada de decisão importante e significativa na vida de todos nós. Muitas vezes se torna um grande desafio, pois junto com as pressões de notas e prazos para os exames seletivos, surgem também sentimentos de insegurança e incerteza. E o que fazer para tomar uma decisão com coerência e tranquilidade?
Como organizar as finanças do casal
Como organizar as finanças do casal

Como organizar as finanças do casal

A primeira coisa que é importante saber é que não existe o que é o ideal para todas as pessoas, ou seja, não há uma forma adequada que vá se encaixar na vida de todos casais. Por isso, é importante que você e seu parceiro(a) conversem e estabeleçam qual vai ser a forma de organização financeira que vai ser melhor para o caso de vocês. Mas, há quatro formas principais para organizar a vida financeira do casal

5 dicas para se planejar e reduzir a ansiedade!

O planejamento semanal pode ser um grande aliado no manejo da Ansiedade diária. Nesse vídeo, expliquei de forma simples e clara como fazer um planejamento pessoal que pode te ajudar a ser mais produtivo e menos preocupado no seu dia a dia!
Leia mais

Devo comer de 3 em 3 horas?

Quando se inicia um processo de reeducação alimentar e/ou emagrecimento é muito comum associar “dieta” com o ato de comer de 3 em 3 horas, este tipo de analogia na prática clínica é algo recorrente. Entretanto, quando surge este tipo de questionamento a resposta é: depende.
Leia mais
devo comer de 3 em 3 horas

Como se tornar uma pessoa mais interessante?

Não se sentir uma pessoa interessante tem uma relação com o medo do julgamento dos outros, da insegurança e da baixa autoestima. O que você precisa é se tornar interessante primeiro para você, e com isso, tornará mais fácil entender que alguns irão gostar do seu jeito e outras não, e está tudo bem, pois cada um é de um jeito.
Leia mais
como se tornar mais interessante

Você tem vivido como adulto saudável ou como uma criança ferida?

A maneira como vivemos hoje está muito relacionada à nossa história de vida, as nossas experiências passadas, ao que nos foi dado e ao que nos faltou na nossa infância. No entanto, conforme vamos crescendo, precisamos aprender a desenvolver nossa maturidade emocional. Isso significa que precisamos ter controle sobre nossas emoções, comportamentos e olhar para as adversidades de forma mais realista e objetiva. Nesse texto, eu vou explicar as principais características do adulto saudável.
Leia mais
Você tem vivido como adulto saudável ou como uma criança ferida

Você é uma pessoa perfeccionista?

Já ouviu falar sobre o perfeccionismo? Sabia que a longo prazo ele pode causar muitos prejuízos para nossa saúde mental e pode ser fator de risco para transtornos de ansiedade, depressão, burnout e transtornos alimentares?
Leia mais
Você-é-uma-pessoa-perfeccionista

É possível haver relacionamentos abusivos entre pais e filhos?

Sim! É possível sofrer violência na relação entre pais e filhos. Aqui, neste texto, você entenderá mais sobre essa relação tóxica que pode acontecer desde a infância de quem passa por isso. Identificar um relacionamento abusivo na relação entre pai e filho não é nada fácil, considerando que o indivíduo passa por isso desde sempre e pode estar sendo manipulado a enxergar que os castigos e repreensões que sofre são normais devido ao seu mau comportamento.
Leia mais
É possível haver relacionamentos abusivos entre pais e filhos

Fui traído(a) e não consegui superar

É muito comum que pessoas decidam permanecer em um relacionamento mesmo após uma traição. A questão é que muitas vezes, a insegurança, a desconfiança e conflitos por causa disso tomam conta do relacionamento.
Leia mais
Fui-traído-e-não-consegui-superar
Tenha o total controle das suas emoções conte com a Casule para o seu bem-estar.
Share This