Prevenção-contra-o-câncer---fonoaudióloga---Flávia---Casule

Atuação fonoaudiológica no câncer de cabeça e pescoço

Atualizado em 10/07/2018
Por Redatora Casule

Atuação fonoaudiológica no câncer de cabeça e pescoço

Atualizado em 10/07/2018
Por Redatora Casule
Junte-se a milhares de pessoas

Entre para nossa lista e receba conteúdos exclusivos e com prioridade

Atuação fonoaudiológica no câncer de cabeça e pescoço

Durante o mês de julho é realizada uma campanha nacional de conscientização para a prevenção e o combate ao câncer de cabeça e pescoço denominada Julho Verde. Os tumores de cabeça e pescoço podem atingir boca, língua, palato mole ou duro, gengivas, bochechas, amígdalas, faringe, laringe, esôfago, tireoide e seios paranasais.

Fatores de risco

Os principais fatores de risco para o desenvolvimento desse tipo de câncer são:

– tabagismo

– consumo de álcool

– infecções por papilomavírus (HPV)

Sinais e sintomas

O diagnóstico tardio acontece em mais de 60% dos casos, muitas vezes porque os tumores de cabeça e pescoço podem não apresentar sintomas no início do seu desenvolvimento. Porém, o diagnóstico tardio dificulta o tratamento, diminuindo as chances de cura. Por isso é tão importante a conscientização sobre os fatores de risco, sua prevenção e a identificação dos sintomas precocemente.

É importante ficar atento aos seguintes sintomas:

– feridas na boca que demoram a cicatrizar

terapia-online-casule-banner

– manchas brancas na boca

– nódulos no pescoço

– mudança na voz e rouquidão por mais de 15 dias

– dificuldade para engolir

Incidência

De acordo com o Instituto Nacional de Câncer, a cada ano surgem 43 mil novos casos de câncer de cabeça e pescoço no Brasil. Entre as mulheres, os tumores malignos da tireoide são o tipo mais comum, sendo o quinto tipo de câncer mais comum entre elas, enquanto o câncer de cavidade oral é o tipo de tumor maligno de cabeça e pescoço mais comum entre os homens brasileiros, sendo o segundo tipo de câncer mais comum entre eles, ficando atrás apenas do câncer de próstata.

Consequências

Só os cânceres de laringe e cavidade oral contabilizam cerca de 10 mil mortes por ano no Brasil, sendo que os indivíduos que sobrevivem enfrentam diversas complicações que afetam significativamente sua qualidade de vida durante e após o tratamento.

Algumas das consequências mais comuns são alterações na fala, na voz e na deglutição, uma vez que a prática adotada durante o tratamento do câncer de cabeça e pescoço (cirurgia, radioterapia e/ou quimioterapia) pode levar à paralisia das pregas vocais, diminuição do olfato e do paladar, diminuição da produção de saliva, edema da laringe, inflamação da mucosa da cavidade oral, fibrose, entre outras sequelas. O tratamento fonoaudiológico realizado na reabilitação dos pacientes com câncer de cabeça e pescoço visa otimizar a potencialidade das estruturas remanescentes e desenvolver mecanismos de compensação para as funções que estão prejudicadas, objetivando um padrão miofuncional o mais próximo possível do normal, contribuindo, dessa forma, na readaptação para uma alimentação segura e desenvolvendo estratégias para uma melhor comunicação do paciente.

Para saber um pouco mais sobre o câncer de cabeça e pescoço e a campanha Julho Verde, acesse: http://www.sbccp.org.br http://www.acbgbrasil.org/julhoverde/ 

Guia com as 15 Técnicas para reduzir a ansiedade
Casule Play

Atuação fonoaudiológica no câncer de cabeça e pescoço

Se você quiser saber mais ou conversar com um dos nossos profissionais sobre Atuação fonoaudiológica no câncer de cabeça e pescoço, você pode  agendar o seu horário clicando aqui. Ou você pode ver mais sobre Terapia Online, Acompanhamento semanal com nossa Nutricionista ou Como ter mais produtividade com o nosso Coach!
Redatora Casule, aqui no Blog.
Sou focada em achar o melhor conteúdo que já foi publicado na rede e trazer informações que são relevantes e agregam valor para você.

O que você achou deste conteúdo? Conte nos comentários sua opinião sobre: Atuação fonoaudiológica no câncer de cabeça e pescoço.

0 comentários

Como tratar a Fobia Social
Como tratar a Fobia Social

Como tratar a Fobia Social

A ansiedade ou fobia social é quando a pessoa no contato social, no contato com o outro tem o seu objeto fóbico de medo, de ansiedade. Assim, qualquer circunstância que ela precise se expor a uma situação social desde as mais simples, como por exemplo, cumprimentar alguém, fazer ou receber um elogio, ela já sente uma ansiedade extrema e com sintomas físicos.
Fome fisiológica versus Fome emocional
Fome fisiológica x Fome emocional

Fome fisiológica x Fome emocional

Não é incomum se deparar com situações e períodos estressantes na vida da maioria das pessoas e uma das primeiras consequências é sair da dieta. Por essa razão a fome fisiológica (homeostática) muitas vezes pode ser confundida com a fome emocional (hedônica). E como diferenciá-las?

O tripé da Autoestima?

Autoestima é um dos assuntos mais falados no momento. E, apesar de aparecer sempre muito atrelado à autoimagem (forma como o indivíduo se enxerga), ela é muito mais que isso.
Leia mais
O tripé da Autoestima

Dicas para lidar com a insônia

Você sabia que os nossos comportamentos e atitudes durante o dia estão totalmente ligados com o nosso sono? Por isso, nesse vídeo, abordei quais são os tipos de insônia, e sugeri algumas mudanças para que você pode adaptar a sua rotina, e como consequência, melhorar a qualidade do seu sono.
Leia mais
Dicas-para-lidar-com-a-Insônia

Objetivos da Orientação Profissional

A Orientação Profissional é um processo de avaliação que auxilia qualquer pessoa, independente da idade, a escolher uma faculdade ou um curso profissionalizante, e até mesmo mudar de carreira.
Leia mais
Tenha o total controle das suas emoções conte com a Casule para o seu bem-estar.
Share This