Os Efeitos Psicológicos da Pandemia

Atualizado em 13/01/2021
Por Renata Giovannini

Os Efeitos Psicológicos da Pandemia

Atualizado em 13/01/2021
Por Renata Giovannini
Junte-se a milhares de pessoas

Entre para nossa lista e receba conteúdos exclusivos e com prioridade

Os Efeitos Psicológicos da Pandemia

Muito se fala sobre os impactos físicos que o Covid-19 pode trazer ao corpo. Mas ainda é pouco falado sobre o agravamento dos quadros de transtornos mentais que a Pandemia gerou.

Alguns transtornos que já eram conhecidos pelo próprio indivíduo, e que já eram acompanhados por um profissional, tiveram recaídas comprometedoras.

Outras desordens emocionais que já existiam, mas que ainda não eram tratadas porque não eram consideradas ”evidentes”, importantes ou comprometedoras, vieram a tona com força total.

Teoricamente, aprendemos que cada organismo se adapta à uma situação de sua forma individual e única, ainda que estejam vivendo a mesma experiência.

Mas o que torna o enfrentamento da pandemia tão difícil e comprometedor?

Por que algumas pessoas lidam com esse contexto de forma tão desesperadora, e outras de uma forma mais leve e tranquila?

Por que será que algumas pessoas demonstram desacreditar na potência do vírus e outras se sentem incapacitadas por ele?

O que vai tornar o enfrentamento mais ou menos difícil, ou o que vai trazer consequências mais severas, vai depender da forma com que cada pessoa se desenvolveu e viveu a sua vida.

Não importa se é uma criança ou um idoso. 

Não importa a idade de cada um.

O que interfere é a forma como cada pessoa enfrenta as situações, como elabora as mudanças e como aprendeu a se ”defender” de situações inesperadas ou difíceis.

E também tem o estresse…

Um dos principais prejuízos emocionais gerados pela pandemia e também pelo covid é o estresse.

Do ponto de vista da saúde mental, o estresse é uma pressão constante que obriga o nosso organismo a se adaptar e fazer algum tipo de mudança.

Na maior parte das vezes, conseguimos essa adaptação e nem percebemos que de fato nos causou incômodo. Mas quando o organismo não consegue se adaptar, ou seja, acontece uma crise desadaptativa, começamos a nos dar conta de várias adversidades como inquietude, irritabilidade, impulsividade, pensamentos agitados e acelerados, que podem vir a gerar desconfortos físicos como enxaquecas, dores de cabeça constantes, tensão muscular, desconforto abdominal entre outros.

Nesse período de pandemia, a principal situação de estresse identificada pelos profissionais é o Burnout, que é conhecido como pressão pelo excesso de trabalho.

Porém, diante do contexto, alguns estudos identificaram os mesmos sintomas e efeitos prejudiciais da Síndrome de Burnout em crianças, justamente pelas mudanças no ritmo escolar.

E até mesmo em situações que não tenham uma relação direta com o trabalho, como é o caso da pressão pelo convívio familiar por exemplo, que foi forçado e por tempo indeterminado.

E também pelo próprio isolamento ou confinamento que nos fez perder a sensação de liberdade.

terapia-online-casule-banner

Por conta dessa nova realidade, temos percebido um aumento significativo nos quadros de Ansiedade, ou seja, intensificou-se também os sintomas de ansiedade generalizada, que como o nome diz, pode se estender por diversas situações ou eventos comuns. Mas também os sintomas e crises de pânico ou fobias, que também são formas de manifestação da ansiedade, porém, por situações mais específicas e discriminadas.

Mas além do estresse e da ansiedade, é evidente um aumento também muito significativo nos quadros de depressão. E isso não engloba apenas aquelas pessoas que já apresentavam um quadro depressivo. Nesses casos, a depressão pode ter se intensificado, e se tornado um pouco mais evidente. Porém, é importante ressaltar também, aquelas pessoas que deprimiram em função do afastamento social e familiar, aumentando o sentimento de solidão e desamparo, e também das perdas afetivas daqueles que perderam pessoas queridas e mal conseguiram fazer uma elaboração do luto.

Também percebemos um aumento nos casos de TEPT – que é o Transtorno de Estresse pós traumático.

O TEPT é a forma mais grave da evolução dos quadros de estresse, porque caracteriza uma ameaça à vida, pela aproximação e sensação iminente de morte. 

O que torna esse tipo de transtorno grave e prejudicial é a frequencia que a pessoa revive essa experiência de morte, e dois principais sinais:

O primeiro são os sintomas deprimidos que essa sensação traz. Não é um transtorno de depressão comum, mas sim um sintoma depressivo causado por essa experiência traumática e pelas lembranças recorrentes do trauma.

E um segundo fator é a hipervigilância, ou seja, a pessoa fica o tempo todo buscando e procurando a ameaça que causou o risco de morte, como se ela pudesse retornar a qualquer momento.

Mas o que fazer diante de todos esses prejuízos emocionais?

Como lidar com tudo isso que está acontecendo?

Como disse anteriormente, cada caso é um caso diferente e específico, mas de um modo geral, precisamos criar mecanismos de defesa que possam evitar um momento de crise.

Para isso, precisamos elaborar ou simular esse momento. Não para promover esse ataque ao organismo, mas para entender melhor como os esquemas mal adaptativos se formam e poder prevenir tais acontecimentos e também criar estratégias de enfrentamento.

Porém, o mais importante a se ressaltar é o entendimento dos impactos da pandemia, na saúde mental das pessoas, como uma forma de gerar mais empatia.

Não é nada fácil conviver com uma pessoa que está sofrendo emocionalmente, mas o que agrava ainda mais esse sofrimento é a falta de compreensão, de solidariedade, e de amparo das pessoas que estão próximas.

E se esse amparo e carinho em forma de cuidado não vier de perto, a recuperação e o tratamento se tornam extremamente mais difíceis.

Terapia Casule

A Casule é uma clínica que pensa na sua saúde e no seu bem-estar que atende de forma presencial e online. Isso faz que possamos cuidar de pessoas em qualquer parte do Brasil e do Mundo!

Venha nos conhecer! Marque uma conversa com nossos terapeutas clicando aqui!

Curtiu o texto? Fica a vontade para relaxar com a gente, conheça nossos áudios de relaxamento, é GRÁTIS!

Compartilhe também a Casule em suas redes sociais, InstagramFacebook e Youtube

Guia com as 15 Técnicas para reduzir a ansiedade
Casule Play

Os Efeitos Psicológicos da Pandemia

Se você quiser saber mais ou conversar com um dos nossos profissionais sobre Os Efeitos Psicológicos da Pandemia, você pode  agendar o seu horário clicando aqui.


Ou você pode ver mais sobre Terapia Online, Acompanhamento semanal com nossa Nutricionista ou Como ter mais produtividade com o nosso Coach!
Renata Giovannini, aqui no Blog.
Psicóloga, Terapeuta Cognitivo Comportamental, pós graduada em Avaliação Psicológica. Encantada pela profissão e pelo cuidado com o outro. Conheça o meu Instagram. | Clique para marcar uma consulta comigo

O que você achou deste conteúdo?
Conte nos comentários sua opinião sobre: Os Efeitos Psicológicos da Pandemia.


0 comentários

Enviar um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Ensine seu filho(a) a lidar com as emoções
Ensine seu filho(a) a lidar com as emoções

Ensine seu filho(a) a lidar com as emoções

As crenças dos pais e cuidadores influenciam diretamente em como as crianças irão enxergar o mundo, o outro e principalmente a si mesmas. Todos nós temos nossos medos, ansiedades, sentimos raiva, tristeza e para cada um de nós as emoções têm uma intensidade, um significado e um motivo para que elas se expressem. Ensinar os pequenos a reconhecer as emoções, é muito importante para que tenhamos pessoas mais inteligentes emocionalmente.
O que é a terapia de Aceitação e Compromisso (ACT) e como ela pode te ajudar

O que é a terapia de Aceitação e Compromisso (ACT) e como ela pode te ajudar

A Terapia de Aceitação e Compromisso ou ACT (Acceptance and Commitment Therapy) foi desenvolvida nos Estados Unidos pelo psicólogo Steven Hayes e por seus colegas Kelly Wilson e Kirk Strosahl. Ela tem se mostrado altamente eficaz na solução de uma série de problemas, desde depressão, ansiedade, dor crônica e até mesmo vício em drogas.

Como ter inteligência emocional?

Quanto maior a inteligência emocional, maior a qualidade das relações e interações sociais. Você já parou para pensar como podemos ter mais inteligência emocional?
Leia mais

Rede Social x Saúde Mental

Existem muitas pesquisas que relacionam problemas de saúde mental, principalmente depressão e ansiedade, com o uso excessivo das redes sociais. Mas o que acontece para que um número cada vez maior de pessoas se sinta atraída como se estivessem hipnotizadas, mesmo sabendo o quanto esse hábito em excesso pode ser prejudicial à saúde mental?
Leia mais

Como lidar com a Ansiedade diante da chegada de um Novo Ano?

A chegada do Ano Novo traz consigo a ideia de Recomeço! Para muitas pessoas, representa esperança, prosperidade e expectativas positivas para ”uma nova vida”. Nessa época, também é comum nos sentirmos ansiosos pela vontade de renovação e mudança. Mas, não podemos nos esquecer que a Ansiedade é uma sensação normal e nem sempre ruim. Ela faz parte do nosso instinto de proteção e nos prepara para lidar com as situações de perigo ou estresse.
Leia mais
Como lidar com a Ansiedade diante da chegada de um Novo Ano

Você reclama demais?

Você já parou para reparar quantas vezes você reclamou hoje? O nosso dia a dia está cada vez mais cheio de obrigações e afazeres. Muitas vezes o cansaço e as preocupações fazem com que façamos das reclamações um hábito. Se você se identificou com esse conteúdo, assista ao vídeo.
Leia mais
Voce Reclama Demais blog casule

Como sair do efeito platô?

Você já percebeu que, no processo de emagrecimento, a perda de peso costuma ser ótima nos primeiros meses, mas depois estaciona? Por que será que isso acontece? E como evitar tal efeito platô e continuar a ter resultados? É isso que a nutricionista Isa Polastri explica no vídeo de hoje.
Leia mais
Como-sair-do-efeito-plato-BLOG

Por que ele não me dá valor?

Você já ouviu a frase “a gente só da valor quando perde? Sabia que de certa forma, é uma frase que faz sentido? Neste vídeo, a psicóloga Cristiane Schumann explica o porquê de não darmos tanto valor àquilo que está disponível para nós. Depois de entender a teoria da disponibilidade, certamente muita coisa irá mudar na sua vida!
Leia mais
por-que-ele-não-me-dá-valor

Como ajudar uma pessoa com Depressão?

A Depressão não precisa necessariamente vir acompanhada de perdas marcantes ou evidentes. E nem deve ser confundida com aquela tristeza que veio por uma situação que normalmente nos deixaria triste, ou chateado.
Leia mais
como-ajudar-uma-pessoa-com-depressão-

Dicas para diminuir a Procrastinação e organizar melhor sua Rotina

A Procrastinação é uma Distorção Cognitiva – pensamentos automáticos disfuncionais que distorcem a realidade para que esta se torne condizente com nossas crenças e interpretações anteriores. Mascarada pelo pensamento de ”depois eu faço”, a pessoa tende a adiar tarefas e acumular várias atividades. Geralmente isso acontece por insegurança e promove muita culpa e sintomas de Ansiedade.
Leia mais
dicas para diminuir a procrastinação

Quero emagrecer, por onde começo?

Chás emagrecedores, dietas milagrosas, produtos caríssimos: quem de nós nunca recorreu a estes artifícios para emagrecer? No vídeo de hoje a nutricionista Isa Polastri traz três dicas de como iniciar e se manter nesse processo de maneira efetiva, com passos simples, leves e seguros.
Leia mais
quero-emagrecer-por-onde-começo
Tenha o total controle das suas emoções conte com a Casule para o seu bem-estar.
Share This