5 formas de contribuir para a saúde mental do seu filho durante e depois da pandemia

5 formas de contribuir para a saúde mental do seu filho durante e depois da pandemia

Atualizado em 13/09/2021
Por Redatora Casule

5 formas de contribuir para a saúde mental do seu filho durante e depois da pandemia

Atualizado em 13/09/2021
Por Redatora Casule
Junte-se a milhares de pessoas

Entre para nossa lista e receba conteúdos exclusivos e com prioridade

5 formas de contribuir para a saúde mental do seu filho durante e depois da pandemia

O contexto atual de pandemia envolvendo o isolamento social, uso excessivo de tecnologia e distanciamento da escola trouxe mudanças profundas na rotina das crianças e adolescentes. A escola sendo um espaço, para além da educação formal, de troca e interações contínuas, favorece o amadurecimento de aspectos muito importantes para o desenvolvimento saudável de uma criança/adolescente. 

O contato constante de uma criança com outras da mesma idade, ou de idades próximas, estimula o vínculo afetivo, as habilidades sociais e também a tolerância à frustração, já que elas podem, frequentemente, se deparar com situações desafiadoras como por exemplo eleger a brincadeira do grupo, dividir brinquedos ou resolver brigas entre amigos; dessa maneira, elas são desafiadas a encontrar soluções para seus problemas de forma mais autônoma (mediada pelos educadores). Essas situações desafiadoras podem estimular o desenvolvimento de boas relações sociais, habilidades de planejamento, execução de tarefas, resolução de problemas e inteligência emocional, contribuindo, consequentemente, para a saúde mental.

A escola, ao sair de cena, coloca a família em destaque. As interações, antes entre amigos e colegas, agora são “substituídas” por irmãos, pais e outros familiares. Como podemos contribuir para a saúde mental dos pequenos em um momento como esse em que estão sendo privados de relações tão ricas e importantes?

Aqui estão 5 atitudes básicas que podem contribuir para minimizar os efeitos da pandemia e também proteger a saúde mental de crianças e adolescentes também depois dela:

terapia-online-casule-banner
  1. Permita e estimule a expressão dos sentimentos. Nem sempre eles conseguem expressar seus sentimentos pela fala, por isso é muito importante buscar criar um ambiente familiar seguro e acolhedor. Preste atenção também em quando eles precisam se expressar, tão importante quanto o espaço e forma de expressão é também o seu momento! 
  2. Não esconda o que está acontecendo. Crianças e adolescentes são plenamente capazes de perceber quando algo não vai bem! Esconder situações pode gerar sentimentos negativos de culpa, solidão, desconfiança e medo. 
  3. Evite sobrecarga de tarefas e compromissos. O excesso de atividades e pouco lazer podem gerar exaustão mental e aumentar o estresse, possibilitando o surgimento de consequências mais sérias para a saúde.
  4. Estimule o convívio e o sentimento de pertencimento familiar. Busque atividades lúdicas e recreativas que todos os membros da família possam fazer juntos, elas podem fazer toda a diferença para a saúde mental!  
  5. Fique atento a mudanças bruscas. Qualquer mudança repentina de humor, comportamento, rendimento escolar, sono, alimentação e autocuidado podem ser indicadores de que algo não vai bem.

O cuidado da saúde mental infantil é essencial para prevenir transtornos mentais na vida adulta, além de desenvolver a autoconfiança, compreensão das próprias emoções, autonomia, bem-estar e boas relações sociais. 

Terapia Casule

A Casule é uma clínica que pensa na sua saúde e no seu bem-estar que atende de forma presencial e online. Isso faz que possamos cuidar de pessoas em qualquer parte do Brasil e do Mundo!

Venha nos conhecer! Marque uma conversa com nossos terapeutas clicando aqui!

Curtiu o texto? Fica a vontade para relaxar com a gente, conheça nossos áudios de relaxamento, é GRÁTIS!

Compartilhe também a Casule em suas redes sociais, InstagramFacebook e Youtube.

Guia com as 15 Técnicas para reduzir a ansiedade
Sou focada em achar o melhor conteúdo que já foi publicado na rede e trazer informações que são relevantes e agregam valor para você.
Casule Play

5 formas de contribuir para a saúde mental do seu filho durante e depois da pandemia

Se você quiser saber mais ou conversar com um dos nossos profissionais sobre 5 formas de contribuir para a saúde mental do seu filho durante e depois da pandemia, você pode  agendar o seu horário clicando aqui. Ou você pode ver mais sobre Terapia Online, Acompanhamento semanal com nossa Nutricionista ou Como ter mais produtividade com o nosso Coach!
Redatora Casule, aqui no Blog.
Sou focada em achar o melhor conteúdo que já foi publicado na rede e trazer informações que são relevantes e agregam valor para você.

O que você achou deste conteúdo? Conte nos comentários sua opinião sobre: 5 formas de contribuir para a saúde mental do seu filho durante e depois da pandemia.

0 comentários

Enviar um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Quando a rede social deixa de ser um prazer e impacta sua saúde emocional

Atualmente, as redes sociais são uma grande forma de interação social, nos conectando a amigos, familiares e pessoas do mundo todo. Auxiliam também na compra e venda de produtos, e contribuem para a disseminação de informações. Mas, mesmo com todas essas vantagens, as redes sociais também podem ser um ambiente bem tóxico.
Leia mais

AVALIAÇÃO PARA CIRURGIA BARIÁTRICA: entenda porque não pode ser realizada em uma única sessão

A avaliação para cirurgia bariátrica é um processo que consiste na utilização de diversas ferramentas para avaliar o paciente e possibilitar a elaboração do laudo. E como todo processo, não é viável ser realizado em uma única sessão, pois uma série de requisitos precisa ser cumprida para zelar pelo cuidado e segurança do paciente, além da fidedignidade do resultado.
Leia mais

Você já parou para pensar no seu propósito de vida?

A autocobrança excessiva é entendida como uma super exigência que fazemos para nos disciplinar a alcançar um determinado objetivo. Porém, como o próprio nome já diz, a autocobrança é uma pressão interna, uma “voz” interna que é extremamente exigente com você e que não minimiza a cobrança apesar de qualquer situação.
Leia mais

5 sinais clássicos que você se cobra demais

A autocobrança excessiva é entendida como uma super exigência que fazemos para nos disciplinar a alcançar um determinado objetivo. Porém, como o próprio nome já diz, a autocobrança é uma pressão interna, uma “voz” interna que é extremamente exigente com você e que não minimiza a cobrança apesar de qualquer situação.
Leia mais
Tenha o total controle das suas emoções conte com a Casule para o seu bem-estar.
Share This