É comum, no nosso dia a dia, nos depararmos com amigos, familiares ou pessoas próximas que estejam passando por momentos difíceis e nos peçam para conversar e desabafar sobre as coisas que os angustia. Muitas vezes nos vemos em uma situação onde não sabemos de que maneira poderíamos auxiliar alguém. Mas existem sim, formas de escutar alguém e auxiliá-lo em um momento de sofrimento ou tristeza. 

Talvez o primeiro e mais importante passo, seja compreender que a pessoa veio até você, provavelmente, por ter  consideração e confiança. Sendo assim, escute essa pessoa com carinho, empatia e respeito. Muito possivelmente essa pessoa escolheu muito para quem se abrir e espera que você não a julgue, é importante então que você tenha empatia e entenda que aquilo que não te causaria sofrimento ou que você resolveria de forma rápida e fácil, pode não ser para aquela pessoa naquele momento.

Seja atento as mudanças de comportamento

Sempre que uma pessoa que esteja passando por momentos difíceis se abrir com você, seja o mais empático, compreensivo e atencioso possível. Mas precisamos considerar que nem todas as pessoas conseguem se expressar de forma aberta e para essas pessoas, na maioria das vezes, o pedido de ajuda vem em forma de sinais, muitas vezes discreto. 

Participe e aprenda mais sobre bem-estarPowered by Rock Convert

Sendo assim, é importante que você fique atento às mudanças de hábitos dessa pessoa, a aparente falta de vontade de fazer coisas que antes davam prazer a ela, mudanças de apetite e peso (tanto para mais quanto para menos), isolamento social, sentimento de tristeza e/ou desesperança e até mesmo as postagens que a pessoa faz nas redes sociais podem sinalizar um pedido de ajuda.  

Mudanças nos hábitos são sinais de atenção

Cuidado com os julgamentos

Para muitas pessoas desabafar não é uma situação fácil, isso porque o medo de ser julgado sempre pode existir seja por receio de ser chamado de fraco, ou comentários do tipo: “Mas você tem tudo na vida, porque está triste?” “Você devia ser mais grato!” “Procure uma igreja, isso é falta de fé!” etc. Mas na verdade, sabemos hoje que transtornos psicológicos como por exemplo a depressão e a  ansiedade não são um sinal de frescura ou de fraqueza. São uma doença e precisam ser tratados como tal. 

Julgamento tende a agravar o estado da pessoa

Por isso, tenha consciência da importância das suas palavras, esteja verdadeiramente disponível para ouvir e acolher essa pessoa (evite chamá-la para conversar enquanto você executa outras tarefas), evite os julgamentos, tente ajudá-la dentro daquilo que ela precisa naquele momento e não o que você acredita ser o melhor naquela situação e seja para ela uma companhia que vai permitir que ela expresse seus sentimentos, sem receio! E principalmente, se apenas uma boa conversa com um amigo, líder religioso ou um familiar não for o suficiente, encoraje essa pessoa a buscar a ajuda de um profissional especializado, seja um psicólogo ou um psiquiatra. Os transtornos psicológicos tem tratamento e não é preciso passar por isso sozinho!

Share This