“A vida na montanha-russa”, entenda o transtorno bipolar

Atualizado em 08/05/2014
Por Redatora Casule

“A vida na montanha-russa”, entenda o transtorno bipolar

Atualizado em 08/05/2014
Por Redatora Casule
Junte-se a milhares de pessoas

Entre para nossa lista e receba conteúdos exclusivos e com prioridade

“A vida na montanha-russa”, entenda o transtorno bipolar

Você já teve aquela vontade de não sair de casa, de passar o dia inteiro trancado e sozinho? De chorar o dia inteiro? Ou o contrário, sem motivo algum você acorda feliz, expansivo, com uma sensação de grandiosidade? E tem certeza que você é a pessoa mais importante do mundo, a melhor que já existiu. Já teve um dia assim?

Muitas pessoas confundem o estado de tristeza e de alegria com o transtorno bipolar do humor. Todos nós já tivemos esses dois pólos, como os dois lados de uma mesma moeda, e essas variações de humor são extremamente normais, e não devem ser confundidas com o transtorno bipolar, que é grave e trás inúmeros prejuízos as pessoas.

No transtorno bipolar o indivíduo pode estar às vezes eufórico, muito alegre, e em outros momentos deprimido. Podemos notar como sintomas da depressão: a angústia, o desânimo, a falta de vontade de se levantar da cama. E em contrapartida, temos a mania que se caracteriza por: animação, extrema autoconfiança, sensação de poder, vontade de fazer mil coisas ao mesmo tempo, ausência de sono, sentimento de grandiosidade, entre outros.

Na fase de depressão podemos observar que a pessoa fica deprimida por um longo período de tempo, sem ânimo, e não tem prazer em realizar atividades que antes eram prazerosas. Já na fase de euforia, ela sente uma alegria fora do normal, fica acelerada, agitada e tem um excesso de energia. Ambas, tanto a fase de depressão quanto a de mania, são de alto risco, principalmente para o suicídio, pois as pessoas podem acabar perdendo o controle dos seus atos, portanto o diagnóstico e o tratamento precoce são imprescindíveis para evitar o sofrimento e os prejuízos.

terapia-online-casule-banner

No entanto, para a realização do diagnóstico de transtorno bipolar do humor não basta apenas saber que existem mudanças de humor, é necessário compreender como se dá o funcionamento daquela pessoa. Ainda é muito comum o cliente ser visto apenas como deprimido quando, na verdade, vai de um extremo a outro, ou seja, possui indícios claros de mania. Caso o diagnóstico não seja feito de maneira correta, o tratamento também se dará de forma errada, não contribuindo, portanto, com a melhora e o restabelecimento da qualidade de vida da pessoa.

O profissional psicólogo precisa compreender a frequência, a intensidade e a duração desses comportamentos, bem como, em quais contextos ocorrem com maior frequência, o que a pessoa faz quando está assim, e na frente de quem esses sintomas mais aparecem, para então traçar um plano de tratamento adequado para aquele cliente específico. Existem tratamentos eficazes para o transtorno bipolar do humor, que ajudam a pessoa a ter maior autocontrole e possivelmente evitar as crises. A terapia comportamental – cognitiva é apontada pelos especialistas como uma das mais eficazes no tratamento e controle deste transtorno. Busque auxílio terapêutico, cuide-se!

 

Fonte: http://www.dm.com.br/texto/175358

Guia com as 15 Técnicas para reduzir a ansiedade
Sou focada em achar o melhor conteúdo que já foi publicado na rede e trazer informações que são relevantes e agregam valor para você.
Casule Play

“A vida na montanha-russa”, entenda o transtorno bipolar

Se você quiser saber mais ou conversar com um dos nossos profissionais sobre “A vida na montanha-russa”, entenda o transtorno bipolar, você pode  agendar o seu horário clicando aqui. Ou você pode ver mais sobre Terapia Online, Acompanhamento semanal com nossa Nutricionista ou Como ter mais produtividade com o nosso Coach!
Redatora Casule, aqui no Blog.
Sou focada em achar o melhor conteúdo que já foi publicado na rede e trazer informações que são relevantes e agregam valor para você.

O que você achou deste conteúdo? Conte nos comentários sua opinião sobre: “A vida na montanha-russa”, entenda o transtorno bipolar.

0 comentários

Enviar um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

8 Dicas para melhorar a sua autoestima

8 Dicas para melhorar a sua autoestima

Tem dias que você acorda e não se sente satisfeito com o que é? Não consegue sentir orgulho do que faz e das suas conquistas? Tem dificuldade de enxergar seus pontos fortes e suas qualidades? Pois é, você pode estar com baixa autoestima e isso é muito comum de acontecer. Buscar meios para melhorar a autoestima é um grande passo. Seja através da leitura de um livro sobre o assunto, pesquisas, assistindo vídeos ou mesmo através da ajuda profissional.
5 sinais clássicos que você se cobra demais

5 sinais clássicos que você se cobra demais

Como lidar com a sensação incômoda de autocobrança excessiva? Como lidar com aquela voz que fica na nossa cabeça falando “você deveria ter feito isso”, “eu deveria dar conta… “você não podia ter feito aquilo”, “você podia ter feito diferente”, “porque eu sou assim?”, dentre outras tantas frases de cobrança que nós mesmos fazemos conosco.

6 dicas para lidar com a traição

A descoberta de uma traição é capaz de transformar qualquer relacionamento amoroso, seja namoro ou casamento. A vida do casal pode mudar para melhor ou piorar consideravelmente, mas, com certeza, nunca mais será a mesma.
Leia mais

3 estratégias para controlar seu dinheiro

Ser positivo é algo muito bom, porém quando falamos de dinheiro, devemos ser realistas e conhecer bem a nossa própria condição financeira. Por isso, ter inteligência emocional nas finanças se torna algo tão importante.
Leia mais

5 sinais clássicos que você se cobra demais

Como lidar com a sensação incômoda de autocobrança excessiva? Como lidar com aquela voz que fica na nossa cabeça falando “você deveria ter feito isso”, “eu deveria dar conta… “você não podia ter feito aquilo”, “você podia ter feito diferente”, “porque eu sou assim?”, dentre outras tantas frases de cobrança que nós mesmos fazemos conosco.
Leia mais

Geração Tik Tok: 3 vícios do momento

Uma tela de celular, um vídeo vertical e um minuto da sua vida. Esses três elementos são a essência do Tik Tok, a rede social de vídeos curtos que está viciando os jovens e já mudou os hábitos de consumo de vídeos de milhares de usuários. Você abre às 19h, e quando olha para o relógio novamente, já se passou uma hora.
Leia mais
Tenha o total controle das suas emoções conte com a Casule para o seu bem-estar.
Share This