Mães-Narcisistas

Mães Narcisistas

Atualizado em 20/01/2021
Por Redatora Casule

Mães Narcisistas

Atualizado em 20/01/2021
Por Redatora Casule
Junte-se a milhares de pessoas

Entre para nossa lista e receba conteúdos exclusivos e com prioridade

Mães Narcisistas

Aperte o play para escutar este conteúdo.

O termo “narcisismo” já faz parte da cultura ocidental há mais de século. Tem origem no mito grego de Narciso, rapaz jovem e orgulhoso cuja beleza era admirada por todos. Em uma caminhada ao lado de um rio, Narciso vê seu reflexo na água pela primeira vez. Apaixonado pela própria imagem, ele se mantém junto ao rio para melhor apreciá-la. Por recusar-se a abandoná-la, Narciso morre no local, admirando a si mesmo.

O Narcisismo como transtorno de personalidade

Atualmente, a interpretação mais prevalente do que consiste ser um(a) narcisista é a do Manual Diagnóstico e Estatístico de Transtornos Mentais, 5ª edição, que é usado como referência de critério de diagnóstico de transtornos mentais em todo mundo. Nele, o termo narcisismo refere-se a uma característica de personalidade, onde o indivíduo possui:

  • Necessidade de admiração; 
  • Precisa ser o centro das atenções;
  • Tem uma sensação grandiosa da própria importância; 
  • Possui ideais perfeccionistas, inflexíveis e superficiais.
  • Tem grande dificuldade de controlar sentimentos negativos, como a insatisfação, a insegurança, a raiva, a culpa e a vergonha.
  • Tem dificuldades de manter relacionamentos saudáveis
  • Falta de empatia, relutando em reconhecer ou identificar-se com os sentimentos e as necessidades dos outros, além de serem arrogantes e insolentes.

Embora as causas do narcisismo permaneçam desconhecidas, um grande número de estudos científicos publicado recentemente tem ajudado a revelar os fatores – tanto genéticos quanto ambientais – que tendem a influenciar a ocorrência e a manifestação do transtorno de personalidade narcisista. Dentre os quais, o estilo de educação adotado por pais e mães, assim como a genética ou índice de hereditariedade.

Características de Mães Narcisistas

Em geral, a figura materna é idealizada, romantizada pelo nosso psicológico. A crença de que toda mãe é perfeita e que seu amor pelos filhos é algo incondicional pode ser uma utopia, e essa realidade acarreta sofrimento e até adoecimento emocional desses filhos.

Mães narcisistas tendem a ser abusivas na criação dos filhos.

Verifique abaixo alguns comportamentos de uma mãe narcisista.

  • São abusivas na criação dos filhos: o relacionamento com o filho – principalmente com a filha –  é marcado por atritos e discussões, muitas vezes por motivos fúteis, sendo difícil manter uma convivência pacífica e saudável sob o mesmo teto. Além disso, aproveitam o fato de ser autoridade para terem aprovação e cometem abusos psicológicos, de forma verbal e emocional. São manipuladoras e fazem os filhos acreditarem que são inferiores;
  • É egocêntrica, arrogante: essas mulheres não aceitam serem contestadas, nem que os filhos pensem de forma diferente. Seus pensamentos são inquestionáveis e sua verdade se baseia na sua própria conveniência;
  • É manipuladora e dissimulada: comporta-se de uma forma diante de outras pessoas e muda dentro de casa com a família. Enquanto na frente dos outros, age como mãe normal; a sós, com você, é amarga, fria, inacessível e desinteressada. Dificultando os familiares acreditarem nas queixas dos filhos;
  • Sem autocrítica: não conseguem ver os próprios erros;
  • Necessidade em ser o centro das atenções: acredita que veio ao mundo para ser admirada. É obcecada com a imagem. Para ela, é muito mais importante parecer do que se sentir bem. Ela faz tudo para emanar uma imagem de perfeição, ainda que esteja dominada por sentimentos negativos intensos, como a inveja, a insatisfação, a insegurança e a raiva;
  • Egoísta: Subestima os filhos e quer que eles se dediquem a atendê-la sempre. Afinal, só o sentimento do indivíduo narcisista é importante para ele;
  • Nunca pedem desculpas;
  • São perfeccionistas:  Como no fundo essas mães têm baixa auto-estima, elas precisam de bajulação. Para isso, tentam desempenhar as tarefas com excelência. Sempre em busca da aprovação do outro, etc.

Conviver com uma mãe assim é um peso e traz consequências significativas para os filhos. Durante a infância os abusos alteram a personalidade, aparecendo sintomas que geram dificuldades e incapacidades; na adolescência surgem sentimentos de inadequação, isolamento, depressão, baixa autoestima, fobia social, etc. Na vida adulta, os sintomas afetam também a vida profissional, a pessoa questiona sua sanidade, se sente incapaz e duvida de si mesmo, prioriza os outros e esquece-se de si, tem dificuldade de dizer não porque busca sempre agradar, possui dificuldade de se relacionar com as pessoas, etc.

 Tratamento

Embora essa figura materna seja egocêntrica, arrogante e transpareça que se ama muito, na verdade ela é alguém frágil, com imensa carência de amor, baixa autoestima e que se sente invariavelmente desamparada. 

terapia-online-casule-banner

Entretanto, mães narcisistas  dificilmente buscam ajuda terapêutica, muito menos reconhecem que são acometidas por esse transtorno, já que, não conseguem avaliar e reconhecer os próprios erros, pois para esconder a sua real identidade, criam um mundo fictício, enxergando-se perfeitas, sem falhas ou defeitos.

Aquelas que se propõe ao tratamento, necessitam que o profissional tenha experiência. O tratamento para o narcisismo torna-se produtivo somente quando a pessoa é tratada como narcisista, ou seja, como um indivíduo que possui um transtorno de personalidade. O narcisista tratado pelo psicoterapeuta como “mãe injustiçada”, por exemplo, sai da sala de terapia mais narcisista do que quando entrou.

Dicas para lidar com a mãe narcisista

Mesmo com uma mãe que pensa só nela mesma, você pode passar por cima do comportamento emocional ausente dela, e tornar-se um indivíduo forte e gentil. 

  • Tem certas dores que precisam serem vividas, por isso, passe pelo processo de “luto”. Você finalmente percebeu que sua mãe não irá mudar e que só pensa nela mesma. Dê a si tempo para lamentar e passar para o processo de “cicatrização”.
  • Busque autonomia;
  • Reveja crenças absolutas: Se você ainda acredita nas regras “Família é tudo” e “Toda mãe ama seus filhos”, o seu luto nunca será completo. Reestruture suas crenças. Amor existe sem laço consanguíneo e uma mãe narcisista é incapaz de ter um comportamento genuíno, despretensioso. Seja honesta consigo mesma, reconheça a complexidade da sua situação e abra o seu coração para a verdade narcisista.
  • Valorize os relacionamentos fora do ambiente familiar: ter uma rede de apoio auxilia a elaboração das dores, e contribui com o seu crescimento e desenvolvimento pessoal.
  • Permita-se concentrar-se em si mesmo.

O narcisismo é um transtorno de personalidade e existem inúmeras maneiras de reduzir a presença e a influência da sua mãe narcisista na sua vida. Cuide de você, procure ajuda, se informe e faça terapia!

Terapia Casule

A Casule é uma clínica que pensa na sua saúde e no seu bem-estar que atende de forma presencial e online. Isso faz que possamos cuidar de pessoas em qualquer parte do Brasil e do Mundo!

Venha nos conhecer! Marque uma conversa com nossos terapeutas clicando aqui!

Curtiu o texto? Fica a vontade para relaxar com a gente, conheça nossos áudios de relaxamento, é GRÁTIS!

Compartilhe também a Casule em suas redes sociais, InstagramFacebook e Youtube

Guia com as 15 Técnicas para reduzir a ansiedade
Casule Play

Mães Narcisistas

Se você quiser saber mais ou conversar com um dos nossos profissionais sobre Mães Narcisistas, você pode  agendar o seu horário clicando aqui. Ou você pode ver mais sobre Terapia Online, Acompanhamento semanal com nossa Nutricionista ou Como ter mais produtividade com o nosso Coach!
Redatora Casule, aqui no Blog.
Sou focada em achar o melhor conteúdo que já foi publicado na rede e trazer informações que são relevantes e agregam valor para você.

O que você achou deste conteúdo? Conte nos comentários sua opinião sobre: Mães Narcisistas.

0 comentários

Enviar um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Como tratar a Fobia Social
Como tratar a Fobia Social

Como tratar a Fobia Social

A ansiedade ou fobia social é quando a pessoa no contato social, no contato com o outro tem o seu objeto fóbico de medo, de ansiedade. Assim, qualquer circunstância que ela precise se expor a uma situação social desde as mais simples, como por exemplo, cumprimentar alguém, fazer ou receber um elogio, ela já sente uma ansiedade extrema e com sintomas físicos.
Fome fisiológica versus Fome emocional
Fome fisiológica x Fome emocional

Fome fisiológica x Fome emocional

Não é incomum se deparar com situações e períodos estressantes na vida da maioria das pessoas e uma das primeiras consequências é sair da dieta. Por essa razão a fome fisiológica (homeostática) muitas vezes pode ser confundida com a fome emocional (hedônica). E como diferenciá-las?

O tripé da Autoestima?

Autoestima é um dos assuntos mais falados no momento. E, apesar de aparecer sempre muito atrelado à autoimagem (forma como o indivíduo se enxerga), ela é muito mais que isso.
Leia mais
O tripé da Autoestima

Dicas para lidar com a insônia

Você sabia que os nossos comportamentos e atitudes durante o dia estão totalmente ligados com o nosso sono? Por isso, nesse vídeo, abordei quais são os tipos de insônia, e sugeri algumas mudanças para que você pode adaptar a sua rotina, e como consequência, melhorar a qualidade do seu sono.
Leia mais
Dicas-para-lidar-com-a-Insônia

Objetivos da Orientação Profissional

A Orientação Profissional é um processo de avaliação que auxilia qualquer pessoa, independente da idade, a escolher uma faculdade ou um curso profissionalizante, e até mesmo mudar de carreira.
Leia mais
Tenha o total controle das suas emoções conte com a Casule para o seu bem-estar.
Share This