A Saúde mental nos relacionamentos como ajudar um parceiro que está passando por algum transtorno psicológico!

A Saúde mental nos relacionamentos: como ajudar um parceiro que está passando por algum transtorno psicológico!

Atualizado em 18/09/2020
Por Danilo Uba

A Saúde mental nos relacionamentos: como ajudar um parceiro que está passando por algum transtorno psicológico!

Atualizado em 18/09/2020
Por Danilo Uba
Junte-se a milhares de pessoas

Entre para nossa lista e receba conteúdos exclusivos e com prioridade

A Saúde mental nos relacionamentos: como ajudar um parceiro que está passando por algum transtorno psicológico!

Aperte o play para escutar este conteúdo.

Quando falamos sobre os transtornos mentais, nos referimos a uma série de alterações significativas no que diz respeito aos aspectos cognitivos, emocionais e comportamentais dos indivíduos e que podem afetar qualquer pessoa durante algum momento de sua trajetória. É uma condição que muitas vezes interfere diretamente na capacidade do indivíduo de enfrentar problemas cotidianos e sentir prazer na vida.

Por isso, quando um transtorno mental entra em cena na relação pode não ser fácil para uns dos parceiros ter que lidar com as demandas que irão aparecer. Muitas vezes esse transtorno pode até ser negligenciado ou os parceiros discordarem entre si sobre o que deve ser feito e como cada um pode ajudar.  

Como cada transtorno terá sua particularidade e exigirá uma atenção diferente não entrarei em detalhes sobre algum em específico, e sim trazer aqui algumas dicas que podem te auxiliar de uma maneira geral. 

Não encare o transtorno do seu parceiro como uma falha de caráter. 

Não encare o transtorno do seu parceiro como uma falha de caráter

Quando lidamos com algum problema físico de nossos parceiros pode ser mais fácil de entende-los e procurar saber o que podemos fazer para ajudá-los. Por exemplo, se seu parceiro fez uma cirurgia ou está fazendo algum tratamento, podemos assumir algumas responsabilidades e ajudar no processo. 

No entanto, dificuldades emocionais e comportamentais são mais difíceis de lidar. Por ser um tema muitas vezes carregado de preconceitos você pode acreditar que seu parceiro trouxe para si um problema emocional, e portanto, é responsável por isto, ou até mesmo enxergar o outro como um fraco, que não dá conta das dificuldades da vida. Desta forma, é possível que vocês entrem em algumas brigas, o que acaba piorando ainda mais o quadro.  

Por isso, para ajudar seu parceiro é necessário que olhe para esse problema não como uma falha, como se a culpa fosse dele por estar assim, pois muitas vezes isso pode afundá-lo ainda mais em seus problemas. Antes de tudo, perceba que, por exemplo, a ansiedade, a depressão ou qualquer outro transtorno são produtos complicados de fatores biológicos e ambientais sobre os quais não temos muito controle. Procure entender as particularidades desse transtorno e como podem lidar juntos com isso. 

Conversem sobre o problema 

Busque ajuda profissional

As vezes os problemas psicológicos são o elefante na sala, tá todo mundo incomodado mas ninguém quer falar sobre ele, e quando tocam no assunto geralmente já estão chateados com isso e a conversa soa como uma crítica ou tom de ameaça, são frases do tipo, “você tem problema”, “se você não melhorar, pra mim não dá mais”. 

Quando isso é feito de maneira agressiva é muito provável que o parceiro se feche e se sinta rejeitado e falar sobre isso novamente será cada vez mais difícil. Então, procure tratar desse assunto com carinho e acolhimento, assim você conseguirá se aproximar mais facilmente. Mostre que você se preocupa com o bem-estar do parceiro e que está ali para apoiá-lo, não mencione um tratamento logo de cara, mas antes o faça perceber que existe um problema real ali. Se ele fica defensivo sobre abordar seus problemas, pode ser necessária uma longa conversa construtiva antes que ele possa encarar a possibilidade de um tratamento. 

terapia-online-casule-banner

Valide as emoções de seu parceiro e Reforce o comportamento construtivo 

Valide as emoções de seu parceiro e Reforce o comportamento construtivo

A dor dele é real e você pode validar essa dor mostrando que você acredita e compreende sua angústia. Esta validação provavelmente alivia esse sofrimento e facilita nas ações para resolver essas dificuldades, seu parceiro se sentirá apoiado e acolhido. E se ele sente que você é um aliado e não um adversário, estará mais aberto a suas sugestões e ajuda. 

Além disso, muitas vezes esse apoio acaba incentivando os parceiros a tentarem ações construtivas para lidar com o problema. Por isso, reforce até as menores mudanças que seu parceiro faz, isso pode ter um efeito cumulativo ao longo do tempo e trazer mais confiança para continuar tentando. 

Cuide de si mesmo 

Cuide de si mesmo

Lidar com um parceiro que tenha um transtorno pode ser uma situação que lhe exija demais. Sua vida pode se concentrar nas necessidades do outro e você acaba assumindo as responsabilidades por ele. Muitas vezes esses problemas podem acabar te afetando também e te sobrecarregando. Em alguns momentos vai ser necessário diminuir alguns esforços e se concentrar para cuidar de si mesmo, só assim você poderá ser mais capaz de ajudar o outro. 

Busque ajuda profissional

Busque ajuda profissional

Os transtornos psicológicos geralmente requerem acompanhamento de um profissional de saúde mental. Com o tratamento adequado será mais fácil encontrarem soluções. Você pode ser uma peça ativa nesse tratamento, apoiando os esforços do seu parceiro e incentivando ele com a terapia.

Terapia Casule

A Casule é uma clínica que pensa na sua saúde e no seu bem-estar que atende de forma presencial e online. Isso faz que possamos cuidar de pessoas em qualquer parte do Brasil e do Mundo!

Venha nos conhecer! Marque uma conversa com nossos terapeutas clicando aqui!

Curtiu o texto? Fica a vontade para relaxar com a gente, conheça nossos áudios de relaxamento, é GRÁTIS!

Compartilhe também a Casule em suas redes sociais, InstagramFacebook e Youtube

Guia com as 15 Técnicas para reduzir a ansiedade
Psicólogo especialista em Terapia Cognitivo-Comportamental. Atende adolescentes, adultos e idosos. Adora aprender coisas novas, assistir filmes e séries e ficar com a família e amigos. Conheça o meu Instagram. | Clique para marcar uma consulta comigo
Casule Play

A Saúde mental nos relacionamentos: como ajudar um parceiro que está passando por algum transtorno psicológico!

Se você quiser saber mais ou conversar com um dos nossos profissionais sobre A Saúde mental nos relacionamentos: como ajudar um parceiro que está passando por algum transtorno psicológico!, você pode  agendar o seu horário clicando aqui. Ou você pode ver mais sobre Terapia Online, Acompanhamento semanal com nossa Nutricionista ou Como ter mais produtividade com o nosso Coach!
Danilo Uba, aqui no Blog.
Psicólogo especialista em Terapia Cognitivo-Comportamental. Atende adolescentes, adultos e idosos. Adora aprender coisas novas, assistir filmes e séries e ficar com a família e amigos. Conheça o meu Instagram. | Clique para marcar uma consulta comigo

O que você achou deste conteúdo? Conte nos comentários sua opinião sobre: A Saúde mental nos relacionamentos: como ajudar um parceiro que está passando por algum transtorno psicológico!.

0 comentários

Enviar um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

5 sinais clássicos que você se cobra demais

5 sinais clássicos que você se cobra demais

Como lidar com a sensação incômoda de autocobrança excessiva? Como lidar com aquela voz que fica na nossa cabeça falando “você deveria ter feito isso”, “eu deveria dar conta… “você não podia ter feito aquilo”, “você podia ter feito diferente”, “porque eu sou assim?”, dentre outras tantas frases de cobrança que nós mesmos fazemos conosco.

3 estratégias para controlar seu dinheiro

Ser positivo é algo muito bom, porém quando falamos de dinheiro, devemos ser realistas e conhecer bem a nossa própria condição financeira. Por isso, ter inteligência emocional nas finanças se torna algo tão importante.
Leia mais

5 sinais clássicos que você se cobra demais

Como lidar com a sensação incômoda de autocobrança excessiva? Como lidar com aquela voz que fica na nossa cabeça falando “você deveria ter feito isso”, “eu deveria dar conta… “você não podia ter feito aquilo”, “você podia ter feito diferente”, “porque eu sou assim?”, dentre outras tantas frases de cobrança que nós mesmos fazemos conosco.
Leia mais

Geração Tik Tok: 3 vícios do momento

Uma tela de celular, um vídeo vertical e um minuto da sua vida. Esses três elementos são a essência do Tik Tok, a rede social de vídeos curtos que está viciando os jovens e já mudou os hábitos de consumo de vídeos de milhares de usuários. Você abre às 19h, e quando olha para o relógio novamente, já se passou uma hora.
Leia mais
Tenha o total controle das suas emoções conte com a Casule para o seu bem-estar.
Share This