As 4 leis do desapego para a liberação emocional
18 de outubro de 2016
Como detectar o transtorno de personalidade dependente
21 de outubro de 2016

O que é o transtorno ansioso social?

O transtorno ansioso social, anteriormente conhecido como fobia social, é um distúrbio caracterizado por manifestações de intensa ansiedade que surge quando o paciente é ou crê estar sendo submetido à avaliação de outras pessoas em seus desempenhos ou atividades. É frequente que essas pessoas tenham a sensação de estarem sendo julgadas muito ansiosas, fracas ou tolas e, por conta disso, tendem a se isolarem. Na maioria das vezes essa ansiedade concentra-se sob tarefas ou circunstâncias bem definidas (comer, falar ou escrever em público, por exemplo), mas pode também ser sentida de maneira geral para todas as atividades sociais. As pessoas afetadas por essa patologia compreendem que seus medos são injustificados, no entanto, experimentam grande apreensão ao enfrentarem as situações temidas e fazem de tudo para evitá-las.

Essas dificuldades são tidas como patológicas quando acarretam algum prejuízo pessoal como, por exemplo, negar-se a um exame final que exige uma apresentação pública ou diante de alguém que esteja avaliando.

Quem são as pessoas que sofrem de transtorno ansioso social?

Um estudo recente mostrou que 13% dos brasileiros sofrem dele. As fobias sociais afetam os homens mais que as mulheres. O seu início geralmente é muito gradual, na infância ou na adolescência. O mais tardar que a fobia social pode começar é no início da idade adulta, em torno de vinte anos. Há certa possibilidade de uma facilitação genética.

Quais os sintomas mais comuns do transtorno ansioso social?

Não há sintomas que sejam absolutamente típicos, mas em geral eles são aqueles da ansiedade (inquietação incômoda, medo vago e indefinido, expectativas negativas relativas ao futuro, palpitações, sensações de sufocações, tremores, sudorese excessiva, mal estar gástrico, etc.). Sensações de aperto na cabeça ou no peito são muito frequentes. São comuns também distúrbios psicossomáticos como úlceras, asma, gastrites, colites, dores de cabeça, dentre outros. O que é mais característico da fobia social é o aparecimento dos sintomas quando a pessoa é observada enquanto executa uma tarefa comum. Esses sintomas ocorrem com mais intensidade quando a pessoa está desempenhando certas atividades sociais, em presença de outras pessoas. Eles são, principalmente, ansiedade antecipatória, tremores, suor excessivo, palpitações, temor de enrubescer-se, temor de ser avaliado negativamente ou de ser visto como fraco, ansioso, louco ou tolo, o que os leva, em geral, a evitar situações sociais que os colocariam em incômodo.

Esses pacientes não conseguem dizer não, pelo temor de desagradarem as pessoas. Têm uma baixa auto-estima e julgam, por exemplo, que não podem terminar um namoro porque não despertarão o interesse de mais ninguém.

Em que situações os sintomas ocorrem mais frequentemente?

As situações nas quais essa patologia mostra melhor os seus sintomas são andar na rua, falar em público, viajar em transportes públicos, comer ou beber em público, escrever ou assinar em presença de outras pessoas, usar mictórios públicos, olhar as pessoas nos olhos, dar ou aceitar cumprimentos, etc. A fobia social pode ser generalizada para todas essas (e ainda outras) situações, ou específica, se a ansiedade é experimentada apenas em uma ou algumas situações determinadas. A fobia social pode incapacitar a pessoa para o estudo, o trabalho e demais atividades sociais, e privar o individuo de fazer amizades, estabelecer relacionamentos amorosos e formar uma família. Os que conseguem trabalhar buscam profissões nas quais a interação social é mínima e preferem os trabalhos noturnos ou isolados, onde os contatos sociais são mais escassos.

Como deve ser tratada a fobia social?

O tratamento deve ser feito por um terapeuta especializado (psicólogo). A psicoterapia cognitivo-comportamental costuma apresentar bons resultados.

FONTE:http://www.abc.med.br/p/psicologia..47.psiquiatria/223455/voce+sabe+o+que+e+transtorno+ansioso+social.htm

Comentários

comentários

Redatora Casule
Redatora Casule
Sou focada em achar o melhor conteúdo que já foi publicado na rede e trazer informações que são relevantes e agregam valor para você.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Marcar Consulta