fbpx
birra infantil

Seu filho faz birra?

Atualizado em 30/09/2019
Por Letícia Medeiros

Seu filho faz birra?

Atualizado em 30/09/2019
Por Letícia Medeiros
Junte-se a milhares de pessoas

Entre para nossa lista e receba conteúdos exclusivos e com prioridade

Seu filho faz birra?

A birra é um comportamento que faz parte do desenvolvimento humano. Jogar um brinquedo longe, rolar no chão, gritar e começar a bater são atitudes comuns em determinada fase do desenvolvimento infantil, mas que levam os pais e responsáveis a beira de um estresse!

Inicialmente, precisamos entender que existe a fisiologia humana e que isso ampara o nosso comportamento frente as diversas situações cotidianas. Nosso corpo está apto ou não para exercer determinadas funções nas diferentes etapas da vida.

No caso da criança, existe uma região do cérebro que ainda não está desenvolvida, chamada neocórtex, que é responsável pelo planejamento, solução de problemas, pensamento analítico, reflexão e imaginação. A falta de conexão entre os neurônios, nessa parte do cérebro, impede que essas funções não sejam executadas com eficiência e isso acaba por prejudicar o autocontrole e facilitar a ocorrência de explosões de raiva, choro, grito e comportamento agressivo.

A liberação de energia por meio da birra ocorre como uma descarga energética, já que, não possuem habilidades e maturação cerebral para controlar seus impulsos. Então, situações que para nós pais são normais, como cansaço, fome, shopping lotado, fila para lanche… para as crianças, são motivos de levar o cérebro a um curto-circuito.

A birra infantil pode ter início aos dois anos de idade e se estender até por volta dos 4, 5 anos… fase em que há uma maior autonomia por parte da criança, uma vez que ocorre o aumento do número de palavras no seu vocabulário, o que possibilita se expressar com mais clareza. 

Mas qual o limite desse comportamento? Quando procurar a ajuda de um profissional?

terapia-online-casule-bannerPowered by Rock Convert

Nesse caso, nem sempre a ajuda de um profissional refere-se diretamente ao tratamento específico com a criança. A birra causa muito desconforto para os responsáveis, que se sentem perdidos, nervosos, angustiados e desorientados com o barulho e a atenção que a criança atrai, muitas vezes em público.

A exaustão de uma vida, de um cotidiano agitado, cheio de expectativas, frustrações, cansaço e até mesmo de descobertas, uma vez que, só aprendemos sobre a educação dos filhos vivendo o dia-a-dia, levam pais que sabem exatamente o que é melhor para seus filhos, a se perderem e desequilibrarem seus afetos.

 Por ser um comportamento tão desgastante, a intervenção de um profissional pode auxiliar esses pais no manejo da situação no dia-a-dia através de orientações psicoeducacionais, que irá promover conhecimento, discernimento e maior tolerância frente os momentos de crise.

Os episódios de birra devem se espaçar ao longo do tempo, e caso isso não ocorra, vale examinar se existem agentes estressores, como por exemplo, desordem na dinâmica familiar, chegada de um irmão, mudança de escola, divórcio dos pais, perda de um ente querido. Temos sempre que ter em mente que a criança utiliza o comportamento para extravasar sentimentos que ela não dá conta de verbalizar. 

Outro ponto a se observar e importante de se ressaltar é que, quando a criança passa da fase comum de manifestar determinados comportamentos e esses ainda se fazem presentes, os pais precisam ficarem mais atentos, pois a incidência dessas birras pode indicar a existência de um possível transtorno de neurodesenvolvimento. 

Refletir criticamente sobre como é o funcionamento da casa, como os pais exercem suas autoridades, a maneira como educam e acolhem os filhos, por onde passa o afeto, as regras, a permissividade, são dicas que podem ajudar os pontos que podem ser modificados e, a partir daí, caso haja prejuízo social e emocional nos filhos (ou nos próprios pais), buscar ajuda de um profissional capacitado para auxílio e promoção de mais qualidade de vida.

banner-paisagem-ebook-manejo-da-ansiedade-v1.1-curtoPowered by Rock Convert
Casule Play

Seu filho faz birra?

Se você quiser saber mais ou conversar com um dos nossos profissionais sobre Seu filho faz birra?, você pode  agendar o seu horário clicando aqui.


Ou você pode ver mais sobre Terapia Online, Acompanhamento semanal com nossa Nutricionista ou Como ter mais produtividade com o nosso Coach!
Letícia Medeiros, aqui no Blog.
Especialista em Terapia Cognitivo-comportamental CRP:04/26938

O que você achou deste conteúdo?
Conte nos comentários sua opinião sobre: Seu filho faz birra?.


0 comentários

Saúde-mental-e-as-redes-sociais
Saúde mental e as redes sociais

Saúde mental e as redes sociais

Existem muitas pesquisas que relacionam problemas de saúde mental, principalmente depressão e ansiedade, com o uso excessivo das redes sociais. E não é pra menos que este assunto se tornou corriqueiro nas rodas de conversa. Mas o que acontece para que um número...

treine sua assertividade
Treine sua assertividade

Treine sua assertividade

Muito se fala sobre os tipos de comportamentos e a importância dos modelos de comunicação, sejam eles passivo, assertivo ou agressivo, mas você já parou para pensar como você costuma se posicionar?
Por-que-alguns-casais-se-recuperam-de-uma-traição-e-outros,-não
Por que alguns casais se recuperam de uma traição e outros não?

Por que alguns casais se recuperam de uma traição e outros não?

Descobrir que os votos de fidelidade foram quebrados causa muita dor. Esse sentimento é forte porque a relação amorosa é uma das mais íntimas que estabelecemos e isso faz com que tudo o que é vivenciado nela seja muito intenso. A infidelidade é ser traído naquilo que é mais íntimo e que gera tanta expectativa, ao mesmo tempo em que começamos a nos questionar aonde nós falhamos e se fomos incompetentes em cuidar da relação.
Você-sabe-o-que-é-consciência-emocional
Você sabe o que é consciência emocional?

Você sabe o que é consciência emocional?

Estamos o tempo todo prestando atenção nos sinais que o nosso corpo manda. É febre, dor de cabeça, prisão de ventre... A consciência emocional é quando agimos assim com as nossas emoções. É prestar atenção no que estamos sentindo, reconhecendo e dando nome às emoções que se manifestam com mais intensidade quando passamos por determinadas situações.
Autoestima
Autoestima

Autoestima

Tenho recebido mensagens de pessoas dizendo que em meio a quarentena estão com a autoestima baixa, que por estarem em casa não estão se arrumando, e por isso, eu quero compartilhar com vocês uma história da minha filha...

Alimentação pode minimizar os sintomas da menopausa

A menopausa é uma fase da vida das mulheres que pode trazer sintomas como ondas de calor, irritabilidade, ganho de peso, depressão, entre outros. A alimentação se torna importante no manejo destes sintomas e pode promover um bem-estar geral para as mulheres.
Leia mais
alimentação-pode-minimizar-os-sintomas-da-menopausa

Como lidar com a necessidade de controle?

A necessidade de controle é um mecanismo de enfrentamento utilizado por muitas pessoas que, normalmente,são perfeccionistas, inflexíveis, rígidas. O objetivo principal desse mecanismo é obter segurança e não se sentir vulnerável com os imprevistos.
Leia mais

Como resolver sua autoestima?

Nesse vídeo vou te fornecer um instrumento que vai te ajudar a solucionar seus problemas com a sua autoestima. Tá achando que é milagre? Não! O resultado vai depender das suas atitudes, porém será satisfatório.
Leia mais
Como-resolver-sua-autoestima

Como se posicionar?

Sabe aquela pessoa que sempre se comporta de forma rígida e agressiva? Você tem dificuldade em se posicionar quando isso acontece e acaba se sentindo constrangido ou com algum receio ou trava quando alguém te trata dessa forma? Se você quer aprender a se posicionar, esse vídeo é para você!
Leia mais

Ansiedade

O medo é um sentimento inato que nasce conosco. Já a ansiedade é um sentimento secundário oriundo do medo. Ela é um sentimento que todos nós temos, não há ninguém que tenha uma ansiedade zero. Assim sendo, a ansiedade basal de todos os seres humanos estão sempre maior que zero.
Leia mais

Como reduzir a celulite

A celulite é um processo de desestruturação em que a pele perde seu aspecto firme. Atualmente afeta cerca de 98% das mulheres de todo o mundo. Será que a alimentação pode contribuir na diminuição da celulite? A resposta é SIM e pode ser mais fácil do que você imagina! Assista ao vídeo completo e saiba como.
Leia mais
Como reduzir a celulite

Dicas para melhorar a sua Autoestima

Autoestima é uma auto avaliação positiva ou negativa, envolvendo o sentimento acerca de si próprio (como eu me sinto) e o autojulgamento a partir do que a sociedade impõe (como ''devo'' me sentir).
Leia mais
Dicas para melhorar a sua Autoestima

Você pensa sobre seus medos?

O medo é um estado emocional muito importante, associado ao nosso mecanismo de proteção, sobrevivência e adaptação. Os medos estão relacionados a característica do objeto, contexto ou situação temida, mas também a avaliação subjetiva desses fatores. A forma como pensamos as situações, impacta diretamente em como nos sentimos e lidamos com elas. O que acha de avaliarmos nossos medos?
Leia mais
Você-pensa-sobre-seus-medos

Compulsão por trair existe?

Muitos casais estabelecem um acordo em que se comprometem a permanecer fiéis ao amor que professam um pelo outro. Quando um dos dois rompe esse acordo, falamos de infidelidade. A pessoa que comete a infidelidade geralmente a oculta porque sabe o que significa, e intui algumas das consequências que pode ter, embora mais tarde possa confessar ou ser descoberta. Seja como for, a pessoa que é vítima da infidelidade sofre uma dupla sensação de traição: uma traição a ela e ao relacionamento.
Leia mais
Tenha o total controle das suas emoções conte com a Casule para o seu bem-estar.
Share This