fbpx

Como tratar a insônia em Terapia Cognitivo-Comportamental?

Atualizado em 07/08/2015
Por Nayara Benevenuto

Como tratar a insônia em Terapia Cognitivo-Comportamental?

Atualizado em 07/08/2015
Por Nayara Benevenuto
Junte-se a milhares de pessoas

Entre para nossa lista e receba conteúdos exclusivos e com prioridade

Como tratar a insônia em Terapia Cognitivo-Comportamental?

A Terapia Cognitivo-Comportamental (TCC) é considerada o método “padrão ouro” no tratamento da insônia, pois promove mudanças em ações e pensamentos que interferem na capacidade de dormir bem e ajuda a desenvolver hábitos saudáveis de sono.

As causas da Insônia necessitam ser primeiramente diagnosticadas e tratadas. Geralmente, a causa da insônia é muito complexa e seu tratamento pode envolver mais de um método. Diversas técnicas de TCC podem ser usadas, as mais comuns estão especificadas a seguir.

Controle de Estímulos

Um estímulo é algo que provoca uma resposta. O objetivo deste método é obter uma resposta positiva ao deitar-se à noite. É usado para pessoas que se debatem e se viram na cama, incapazes de dormir. Quando isso acontece muito repetitivamente, o indivíduo começa a ficar frustrado e até adquire certo temor em saber que poderá ficar horas a fio revirando-se na cama. A hora de dormir e até mesmo sua própria cama causam-lhe uma resposta negativa.

Esta técnica ensina o uso da cama apenas para dormir e para o ato sexual. Não é permitido ler, assistir TV ou fazer qualquer outra coisa na cama. Também se ensina o paciente a ir para a cama somente quando estiver muito sonolento. Caso não esteja dormindo depois de cerca de 20 minutos, deverá sair da cama e fazer algo mais relaxante. Quando sentir-se sonolento novamente, em seguida, poderá voltar para a cama.

Com o tempo, estas condutas ajudam a adormecer mais rapidamente e indivíduo começa a ter uma resposta positiva ao ir dormir. Em vez de ser um ato frustrante, torna-se um momento relaxante e repousante.

As pessoas que se queixam que dormem melhor fora de casa podem se beneficiar das instruções de controle de estímulos. Este método também pode ajudar quem passa muito tempo na cama fazendo outras coisas além de dormir, tais como ler, escrever e estudar.

Restrição de Sono

Este método define limites rígidos sobre a quantidade de tempo que se passa na cama a cada noite. O limite de tempo inicialmente utilizado é o tempo real que se dorme todas as noites. Por exemplo, a pessoa pode ter apenas cinco horas de sono noturno, mesmo que fique sete horas deitado na cama. Duas horas na cama são gastas para tentar adormecer ou voltar a dormir depois de acordar. Neste caso, o limite inicial proposto seria passar apenas cinco horas deitado na cama. Isso significa que provavelmente terá menos de cinco horas de sono.

Esta perda de sono fará que o indivíduo fique inicialmente ainda mais cansado, mas também vai ajudá-lo a adormecer mais rapidamente e acordar menos vezes nas noites seguintes. Isto proporciona um período de sono mais sólido e um padrão de sono mais estável. Como a qualidade do sono melhora, o limite de tempo de permanência na cama é aumentado lentamente. O objetivo desta técnica é chegar a um ponto em que se consiga a quantidade adequada de sono, sem que sua qualidade fique prejudicada.

Práticas de Relaxamento e Biofeedback

As práticas de relaxamento ensinam a descontrair a mente e o corpo. Isso ajuda a reduzir qualquer ansiedade ou tensão que mantenha o paciente acordado na cama. Este método pode ser usado durante o dia e no horário de dormir. Trata-se de um treinamento em que se descobre a melhor forma de controlar as seguintes funções: a respiração, o relaxamento muscular e a concentração mental. A Yoga é o exemplo mais conhecido deste tipo de prática.

O Biofeedback pode ser usado conjuntamente às práticas de relaxamento. O processamento do sono é mais complexo do que possa parecer e envolve componentes do cérebro, respiração, coração e músculos. Esta técnica ensina como aumentar ou diminuir diversos sinais de como o corpo está funcionando, a partir de alguns indicadores, tais como a tensão muscular, as ondas cerebrais, a pressão arterial, a freqüência cardíaca e a temperatura do corpo.

Para dormir melhor, ensina-se como modificar a tensão muscular ou as ondas cerebrais. Usa-se um dispositivo que sinaliza para o indivíduo o seu nível de tensão muscular ou a freqüência das ondas cerebrais e tenta-se mudar esse nível até um modo que o ajude a dormir. O dispositivo usa um indicador com imagens visuais ou sons para mostrar como seu nível está mudando.

Estes métodos exigem concentração para resultados satisfatórios. Algumas pessoas podem aprender rapidamente os métodos em apenas algumas sessões, outras já precisam de várias sessões para o domínio das técnicas.

terapia-online-casule-bannerPowered by Rock Convert

Controle Cognitivo e Psicoterapia

Útil em muitos casos de insônia, inclusive quando uma das causas é a depressão ou o estresse.

Estes métodos são usados para ajudar a identificar atitudes e crenças que impeçam o sono, tais como pensamentos negativos, preocupações e estresse que mantém a pessoa acordada. O terapeuta ajuda a processar os pensamentos e sentimentos relacionados com o sono.

Diversas maneiras de superar os pensamentos negativos e de promover atitudes e crenças positivas são aprendidas. O terapeuta realizará sessões individuais semanais, que podem variar de 30 a 90 minutos de duração. Outra opção consiste em realizar a terapia em grupo, geralmente disponível em centros universitários.

Práticas de Higiene do Sono

Este método de tratamento é utilizado para corrigir atitudes rotineiras que perturbam o sono. A higiene do sono consiste em hábitos básicos e dicas que ajudam a desenvolver um padrão de sono saudável. O distúrbio do sono muitas vezes pode ser causado por mais de um tipo de mau hábito. Para melhorar o sono, é preciso mudar toda essa rotina.

Por exemplo, um homem começa a praticar atividade física. Ele espera que isso vá ajudá-lo a dormir melhor. Depois de um tempo ele se torna frustrado, pois ainda está tendo dificuldade em adormecer à noite, embora continue a tomar café e tirar longos cochilos à tarde. Mesmo que ele corrija um hábito, as outras ações irão impedi-lo de dormir bem.

É preciso aprender a praticar bons hábitos de higiene do sono regularmente. Isso vai melhorar muito a chance de dormir bem à noite.

A Terapia Cognitivo-Comportamental não é uma solução rápida para os problemas do sono. Tudo isso requer prática constante ao longo do tempo. A frustração pode surgir se a pessoa esperar resultados imediatos e espetaculares. O tempo, o esforço e o investimento financeiro necessário podem acabar desestimulando a conclusão do tratamento.

Psicologia Casule

A Casule é clínica pensada para a sua saúde e bem-estar que atende de forma presencial e online. Isso faz que possamos cuidar de pessoas em qualquer parte do Brasil e do Mundo!

Venha nos conhecer! Marque uma conversa com nossos terapeutas clicando aqui!

Curtiu o texto? Fica a vontade para relaxar com a gente, conheça nossos áudios de relaxamento, é GRÁTIS!

Compartilhe também a Casule em suas redes sociais, Instagram, Facebook e Youtube =)

Fonte: http://www.elianaferrarez.com.br/noticias/terapia_cognitiva/a_insonia_e_a_terapia_cognitivo_comportamental

banner-paisagem-ebook-manejo-da-ansiedade-v1.1-curtoPowered by Rock Convert

Como tratar a insônia em Terapia Cognitivo-Comportamental?

Se você quiser saber mais ou conversar com um dos nossos profissionais sobre Como tratar a insônia em Terapia Cognitivo-Comportamental?, você pode  agendar o seu horário clicando aqui.


Ou você pode ver mais sobre Terapia Online, Acompanhamento semanal com nossa Nutricionista ou Como ter mais produtividade com o nosso Coach!
Nayara Benevenuto, aqui no Blog.
Psicóloga, terapeuta cognitivo-comportamental, terapeuta do esquema, especialista em terapia cognitivo-comportamental com crianças e adolescentes. Atende adultos, adolescentes e faz avaliação bariátrica. Conheça o meu Instagram. | Clique para marcar uma consulta comigo

O que você achou deste conteúdo?
Conte nos comentários sua opinião sobre: Como tratar a insônia em Terapia Cognitivo-Comportamental?.


0 comentários

Enviar um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Você-pensa-sobre-seus-medos
Você pensa sobre seus medos?

Você pensa sobre seus medos?

O medo é um estado emocional muito importante, associado ao nosso mecanismo de proteção, sobrevivência e adaptação. Os medos estão relacionados a característica do objeto, contexto ou situação temida, mas também a avaliação subjetiva desses fatores. A forma como pensamos as situações, impacta diretamente em como nos sentimos e lidamos com elas. O que acha de avaliarmos nossos medos?
Compulsão por trair existe?

Compulsão por trair existe?

Muitos casais estabelecem um acordo em que se comprometem a permanecer fiéis ao amor que professam um pelo outro. Quando um dos dois rompe esse acordo, falamos de infidelidade. A pessoa que comete a infidelidade geralmente a oculta porque sabe o que significa, e intui algumas das consequências que pode ter, embora mais tarde possa confessar ou ser descoberta. Seja como for, a pessoa que é vítima da infidelidade sofre uma dupla sensação de traição: uma traição a ela e ao relacionamento.
A-importância-da-rede-de-apoio-no-processo-de-psicoterapia
A importância da rede de apoio no processo de psicoterapia

A importância da rede de apoio no processo de psicoterapia

Muito se fala sobre o acolhimento, alternativas de tratamento, estratégias, dicas e orientações necessárias para os pacientes que estão passando por um momento de sofrimento mental, ou possuem algum tipo de transtorno ou realizam psicoterapia. No entanto, pouco é abordado sobre a importância dos familiares e indivíduos que fazem parte do cotidiano e convívio do paciente, que compõem a rede de apoio, sendo considerados parte importante do processo terapêutico, também poder buscar por ajuda, cuidados e orientação.

Motivos que levam à obesidade

Você sabia que a obesidade é um quadro multifatorial? Isso mesmo! Não podemos colocar apenas na comida a responsabilidade de um ganho de peso. Por isso é importante não ter preconceito e não julgar o comportamento alimentar de uma pessoa que está nesta situação. O aconselhável é sempre buscar ajuda de profissionais que tenham empatia e que possam oferecer qualidade de vida e bem-estar à pessoa com obesidade. Assista a este vídeo completo e saiba mais!
Leia mais
Motivos-que-levam-à-obesidade

Você já ouviu falar em Pistantrofobia

O termo é complicado mas a explicação é simples. Pistantrofobia é o medo de confiar nas pessoas devido a experiências negativas ou decepções ocorridas no passado. Espero que esse vídeo possa te auxiliar a entender melhor sobre esse assunto.
Leia mais

Você tem medo de falar em público?

O medo de falar em público é muito comum. Ou você mesmo tem esse medo ou conhece alguém que tem, não é? É chamado de glossofobia quando esse medo tem proporções exageradas a ponto de paralisar e não permitir que a pessoa tente vencer este medo por si só.
Leia mais

As 5 Linguagens do Amor

Essas são as 5 formas de expressar e de experimentar o amor nas nossas relações. Vem descobrir qual a linguagem do amor que você fala e qual a linguagem que você mais escuta. Compartilha com uma pessoa querida para que vocês possam melhorar a qualidade do relacionamento!!
Leia mais
Linguagens do amor

6 dicas para se tornar uma pessoa mais resiliente

Você sabia que a resiliência é uma habilidade que conseguimos desenvolver e aprimorar? Não são todas as pessoas que já tem essa habilidade super desenvolvida e é por isso que, nesse vídeo, você vai aprender dicas simples de como se tornar uma pessoa mais resiliente e conseguir enfrentar melhor os obstáculos da vida.
Leia mais
6-dicas-para-se-tornar-uma-pessoa-mais-resiliente-BLOG

Você acha que autoestima é só cuidar da sua aparência?

A autoestima vai muito além da aparência, é a visão que você tem sobre você e quando ela está baixa afeta outras áreas da sua vida, seu relacionamento, vida profissional... No vídeo vou explicar o que é, porque é importante e dar dicas para aumentar sua autoestima.
Leia mais
Você acha que autoestima é só cuidar da sua aparência

Na sua dieta tem “dia do lixo”?

O dia do lixo é uma expressão usada para caracterizar o dia em que comemos em grandes quantidades, alimentos calóricos e super deliciosos! Mas será que essa prática é aconselhável? Contribui ou atrapalha o processo de emagrecimento? Saiba como agir assistindo a este vídeo completo.
Leia mais
Dia do lixo

A Saúde mental nos relacionamentos: como ajudar um parceiro que está passando por algum transtorno psicológico!

Quando falamos sobre os transtornos mentais, nos referimos a uma série de alterações significativas no que diz respeito aos aspectos cognitivos, emocionais e comportamentais dos indivíduos e que podem afetar qualquer pessoa durante algum momento de sua trajetória. É uma condição que muitas vezes interfere diretamente na capacidade do indivíduo de enfrentar problemas cotidianos e sentir prazer na vida.
Leia mais
A Saúde mental nos relacionamentos como ajudar um parceiro que está passando por algum transtorno psicológico!
Tenha o total controle das suas emoções conte com a Casule para o seu bem-estar.
Share This