As 4 formas mais comuns de violência infantil

As 4 formas mais comuns de violência infantil

Atualizado em 25/01/2021
Por Redatora Casule

As 4 formas mais comuns de violência infantil

Atualizado em 25/01/2021
Por Redatora Casule
Junte-se a milhares de pessoas

Entre para nossa lista e receba conteúdos exclusivos e com prioridade

As 4 formas mais comuns de violência infantil

Aperte o play para escutar este conteúdo.

Embora a violência infantil seja um assunto difícil de ser abordado, seu debate é de extrema importância. Em primeiro lugar porque ela está presente no cotidiano de muitas crianças e adolescentes brasileiros, se mostrando como um grande problema de saúde pública. Além disso, ela pode afetar profundamente a vida das vítimas. 

Mas o que ela é afinal?

A violência infantil é entendida como o uso de força física ou do poder, real ou em ameaça, contra crianças e adolescentes que resulte ou tenha grande possibilidade de causar lesão, morte, dano psicológico, deficiência no desenvolvimento ou privação. Até aqui percebemos que ela pode se manifestar de diversas formas, não é mesmo?

Então vamos lá falar um pouco dos seus tipos mais frequentes. 

1 – Maus-tratos

O primeiro tipo da nossa lista está relacionado aos maus-tratos, que envolvem principalmente a violência física, emocional e a negligência. Damos destaque aqui aos autores típicos desse tipo de violência que são os pais, cuidadores ou outras figuras de autoridade. Os maus tratos ocorrem mais frequentemente dentro de casa.

2 – Bullying

Bullying - Quando brincadeiras e implicâncias viram agressão
Por mais que pareça uma brincadeira, o Bullying é uma forma de violência muito séria

Você provavelmente já ouviu essa palavra e apesar de ela ser utilizada em muitas situações cotidianas de forma leviana, é uma forma de violência muito séria.

O bullying é definido como o comportamento repetitivo e agressivo de uma criança ou um grupo de crianças que não são irmãos nem têm relações afetivas com a vítima. Destaca-se aqui a repetição dos atos violentos que são a essência desse tipo de violência. O bullying é frequentemente praticado em escolas e on-line (cyberbullying).

3 – Violência sexual

Esse é outro assunto muito presente nos noticiários e no debate público devido à sua grande frequência e gravidade. Mas como ela ocorre? Podemos pensar em quatro formas principais:

terapia-online-casule-banner
  • Contato físico de natureza sexual, efetivado ou tentado. Simplificando: Toque, carícias e estimulação de partes íntimas pelo autor da violência sobre o corpo da criança ou adolescente contra a sua vontade.
  • Atos de cunho sexual que não envolvem contato físico, como por exemplo o voyeurismo (observar a criança/adolescente ao se despir ou nua) ou o assédio sexual (constranger a vítima com discurso de teor sexual). 
  • Exploração pelo tráfico sexual e prostituição cometidos contra a criança/adolescente.
  • Exploração e divulgação on-line de conteúdo sexual envolvendo crianças/adolescentes.

A violência sexual, seja de qual tipo for, pode acontecer dentro da própria residência e também no contexto familiar mais amplo como, por exemplo a casa de outros familiares. Pode ser cometida também na escola e em qualquer outro espaço que as crianças/adolescentes frequentem. Os autores desse tipo de violência são, frequentemente, homens; eles podem ser familiares, conhecidos, vizinhos e outros indivíduos que estejam em uma posição de poder em relação à criança/adolescente.

4 – Testemunho de violência

Por último, mas não menos importante, temos o testemunho de violência. Esse tipo de violência está intimamente relacionado com a violência doméstica. Nesse caso, a criança/adolescente presencia um ou mais episódios de violência entre os pais, ou responsáveis (de natureza sexual, física ou emocional). Podemos pensar como exemplo uma criança que vê o pai batendo, humilhando e/ou estuprando a mãe. Infelizmente esse é um cenário frequente em nosso país e cada vez mais se torna a realidade de muitas famílias. 

A psicoterapia, nestes casos, se torna uma ferramenta essencial, pois pode ajudar no acolhimento, cuidado e suporte dessas crianças e adolescentes que tenham sofrido violação de direitos, além de oferecer também um suporte essencial aos familiares e muitas vezes técnico às escolas.

Terapia Casule

A Casule é uma clínica que pensa na sua saúde e no seu bem-estar que atende de forma presencial e online. Isso faz que possamos cuidar de pessoas em qualquer parte do Brasil e do Mundo!

Venha nos conhecer! Marque uma conversa com nossos terapeutas clicando aqui!

Curtiu o texto? Fica a vontade para relaxar com a gente, conheça nossos áudios de relaxamento, é GRÁTIS!

Compartilhe também a Casule em suas redes sociais, InstagramFacebook e Youtube

Guia com as 15 Técnicas para reduzir a ansiedade
Sou focada em achar o melhor conteúdo que já foi publicado na rede e trazer informações que são relevantes e agregam valor para você.
Casule Play

As 4 formas mais comuns de violência infantil

Se você quiser saber mais ou conversar com um dos nossos profissionais sobre As 4 formas mais comuns de violência infantil, você pode  agendar o seu horário clicando aqui. Ou você pode ver mais sobre Terapia Online, Acompanhamento semanal com nossa Nutricionista ou Como ter mais produtividade com o nosso Coach!
Redatora Casule, aqui no Blog.
Sou focada em achar o melhor conteúdo que já foi publicado na rede e trazer informações que são relevantes e agregam valor para você.

O que você achou deste conteúdo? Conte nos comentários sua opinião sobre: As 4 formas mais comuns de violência infantil.

0 comentários

Enviar um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

8 Dicas para melhorar a sua autoestima

8 Dicas para melhorar a sua autoestima

Tem dias que você acorda e não se sente satisfeito com o que é? Não consegue sentir orgulho do que faz e das suas conquistas? Tem dificuldade de enxergar seus pontos fortes e suas qualidades? Pois é, você pode estar com baixa autoestima e isso é muito comum de acontecer. Buscar meios para melhorar a autoestima é um grande passo. Seja através da leitura de um livro sobre o assunto, pesquisas, assistindo vídeos ou mesmo através da ajuda profissional.
5 sinais clássicos que você se cobra demais

5 sinais clássicos que você se cobra demais

Como lidar com a sensação incômoda de autocobrança excessiva? Como lidar com aquela voz que fica na nossa cabeça falando “você deveria ter feito isso”, “eu deveria dar conta… “você não podia ter feito aquilo”, “você podia ter feito diferente”, “porque eu sou assim?”, dentre outras tantas frases de cobrança que nós mesmos fazemos conosco.

6 dicas para lidar com a traição

A descoberta de uma traição é capaz de transformar qualquer relacionamento amoroso, seja namoro ou casamento. A vida do casal pode mudar para melhor ou piorar consideravelmente, mas, com certeza, nunca mais será a mesma.
Leia mais

3 estratégias para controlar seu dinheiro

Ser positivo é algo muito bom, porém quando falamos de dinheiro, devemos ser realistas e conhecer bem a nossa própria condição financeira. Por isso, ter inteligência emocional nas finanças se torna algo tão importante.
Leia mais

5 sinais clássicos que você se cobra demais

Como lidar com a sensação incômoda de autocobrança excessiva? Como lidar com aquela voz que fica na nossa cabeça falando “você deveria ter feito isso”, “eu deveria dar conta… “você não podia ter feito aquilo”, “você podia ter feito diferente”, “porque eu sou assim?”, dentre outras tantas frases de cobrança que nós mesmos fazemos conosco.
Leia mais

Geração Tik Tok: 3 vícios do momento

Uma tela de celular, um vídeo vertical e um minuto da sua vida. Esses três elementos são a essência do Tik Tok, a rede social de vídeos curtos que está viciando os jovens e já mudou os hábitos de consumo de vídeos de milhares de usuários. Você abre às 19h, e quando olha para o relógio novamente, já se passou uma hora.
Leia mais
Tenha o total controle das suas emoções conte com a Casule para o seu bem-estar.
Share This