As 4 formas mais comuns de violência infantil

As 4 formas mais comuns de violência infantil

Atualizado em 25/01/2021
Por Gabriel Neves

As 4 formas mais comuns de violência infantil

Atualizado em 25/01/2021
Por Gabriel Neves
Junte-se a milhares de pessoas

Entre para nossa lista e receba conteúdos exclusivos e com prioridade

As 4 formas mais comuns de violência infantil

Aperte o play para escutar este conteúdo.

Embora a violência infantil seja um assunto difícil de ser abordado, seu debate é de extrema importância. Em primeiro lugar porque ela está presente no cotidiano de muitas crianças e adolescentes brasileiros, se mostrando como um grande problema de saúde pública. Além disso, ela pode afetar profundamente a vida das vítimas. 

Mas o que ela é afinal?

A violência infantil é entendida como o uso de força física ou do poder, real ou em ameaça, contra crianças e adolescentes que resulte ou tenha grande possibilidade de causar lesão, morte, dano psicológico, deficiência no desenvolvimento ou privação. Até aqui percebemos que ela pode se manifestar de diversas formas, não é mesmo?

Então vamos lá falar um pouco dos seus tipos mais frequentes. 

1 – Maus-tratos

O primeiro tipo da nossa lista está relacionado aos maus-tratos, que envolvem principalmente a violência física, emocional e a negligência. Damos destaque aqui aos autores típicos desse tipo de violência que são os pais, cuidadores ou outras figuras de autoridade. Os maus tratos ocorrem mais frequentemente dentro de casa.

2 – Bullying

Bullying - Quando brincadeiras e implicâncias viram agressão
Por mais que pareça uma brincadeira, o Bullying é uma forma de violência muito séria

Você provavelmente já ouviu essa palavra e apesar de ela ser utilizada em muitas situações cotidianas de forma leviana, é uma forma de violência muito séria.

O bullying é definido como o comportamento repetitivo e agressivo de uma criança ou um grupo de crianças que não são irmãos nem têm relações afetivas com a vítima. Destaca-se aqui a repetição dos atos violentos que são a essência desse tipo de violência. O bullying é frequentemente praticado em escolas e on-line (cyberbullying).

3 – Violência sexual

Esse é outro assunto muito presente nos noticiários e no debate público devido à sua grande frequência e gravidade. Mas como ela ocorre? Podemos pensar em quatro formas principais:

terapia-online-casule-banner
  • Contato físico de natureza sexual, efetivado ou tentado. Simplificando: Toque, carícias e estimulação de partes íntimas pelo autor da violência sobre o corpo da criança ou adolescente contra a sua vontade.
  • Atos de cunho sexual que não envolvem contato físico, como por exemplo o voyeurismo (observar a criança/adolescente ao se despir ou nua) ou o assédio sexual (constranger a vítima com discurso de teor sexual). 
  • Exploração pelo tráfico sexual e prostituição cometidos contra a criança/adolescente.
  • Exploração e divulgação on-line de conteúdo sexual envolvendo crianças/adolescentes.

A violência sexual, seja de qual tipo for, pode acontecer dentro da própria residência e também no contexto familiar mais amplo como, por exemplo a casa de outros familiares. Pode ser cometida também na escola e em qualquer outro espaço que as crianças/adolescentes frequentem. Os autores desse tipo de violência são, frequentemente, homens; eles podem ser familiares, conhecidos, vizinhos e outros indivíduos que estejam em uma posição de poder em relação à criança/adolescente.

4 – Testemunho de violência

Por último, mas não menos importante, temos o testemunho de violência. Esse tipo de violência está intimamente relacionado com a violência doméstica. Nesse caso, a criança/adolescente presencia um ou mais episódios de violência entre os pais, ou responsáveis (de natureza sexual, física ou emocional). Podemos pensar como exemplo uma criança que vê o pai batendo, humilhando e/ou estuprando a mãe. Infelizmente esse é um cenário frequente em nosso país e cada vez mais se torna a realidade de muitas famílias. 

A psicoterapia, nestes casos, se torna uma ferramenta essencial, pois pode ajudar no acolhimento, cuidado e suporte dessas crianças e adolescentes que tenham sofrido violação de direitos, além de oferecer também um suporte essencial aos familiares e muitas vezes técnico às escolas.

Terapia Casule

A Casule é uma clínica que pensa na sua saúde e no seu bem-estar que atende de forma presencial e online. Isso faz que possamos cuidar de pessoas em qualquer parte do Brasil e do Mundo!

Venha nos conhecer! Marque uma conversa com nossos terapeutas clicando aqui!

Curtiu o texto? Fica a vontade para relaxar com a gente, conheça nossos áudios de relaxamento, é GRÁTIS!

Compartilhe também a Casule em suas redes sociais, InstagramFacebook e Youtube

Guia com as 15 Técnicas para reduzir a ansiedade
Casule Play

As 4 formas mais comuns de violência infantil

Se você quiser saber mais ou conversar com um dos nossos profissionais sobre As 4 formas mais comuns de violência infantil, você pode  agendar o seu horário clicando aqui. Ou você pode ver mais sobre Terapia Online, Acompanhamento semanal com nossa Nutricionista ou Como ter mais produtividade com o nosso Coach!
Gabriel Neves, aqui no Blog.
Psicólogo, pós-graduando em Terapia Cognitivo-comportamental e Psicologia Forense. Possui experiência em Saúde Mental e Saúde Pública. Apaixonado pela atuação clínica e tem como horizonte a promoção da saúde mental, do bem-estar e autonomia dos sujeitos!

O que você achou deste conteúdo? Conte nos comentários sua opinião sobre: As 4 formas mais comuns de violência infantil.

1 Comentário

  1. Avatar

    Conteúdo muito interessante.

    Responder

Enviar um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Como tratar a Fobia Social
Como tratar a Fobia Social

Como tratar a Fobia Social

A ansiedade ou fobia social é quando a pessoa no contato social, no contato com o outro tem o seu objeto fóbico de medo, de ansiedade. Assim, qualquer circunstância que ela precise se expor a uma situação social desde as mais simples, como por exemplo, cumprimentar alguém, fazer ou receber um elogio, ela já sente uma ansiedade extrema e com sintomas físicos.
Fome fisiológica versus Fome emocional
Fome fisiológica x Fome emocional

Fome fisiológica x Fome emocional

Não é incomum se deparar com situações e períodos estressantes na vida da maioria das pessoas e uma das primeiras consequências é sair da dieta. Por essa razão a fome fisiológica (homeostática) muitas vezes pode ser confundida com a fome emocional (hedônica). E como diferenciá-las?

O tripé da Autoestima?

Autoestima é um dos assuntos mais falados no momento. E, apesar de aparecer sempre muito atrelado à autoimagem (forma como o indivíduo se enxerga), ela é muito mais que isso.
Leia mais
O tripé da Autoestima

Dicas para lidar com a insônia

Você sabia que os nossos comportamentos e atitudes durante o dia estão totalmente ligados com o nosso sono? Por isso, nesse vídeo, abordei quais são os tipos de insônia, e sugeri algumas mudanças para que você pode adaptar a sua rotina, e como consequência, melhorar a qualidade do seu sono.
Leia mais
Dicas-para-lidar-com-a-Insônia

Objetivos da Orientação Profissional

A Orientação Profissional é um processo de avaliação que auxilia qualquer pessoa, independente da idade, a escolher uma faculdade ou um curso profissionalizante, e até mesmo mudar de carreira.
Leia mais
Tenha o total controle das suas emoções conte com a Casule para o seu bem-estar.
Share This