A ansiedade: como enfrentá-la no ambiente de trabalho?

Atualizado em 17/06/2022
Por Cristiane Pereira

A ansiedade: como enfrentá-la no ambiente de trabalho?

Atualizado em 17/06/2022
Por Cristiane Pereira
Junte-se a milhares de pessoas

Entre para nossa lista e receba conteúdos exclusivos e com prioridade

A ansiedade: como enfrentá-la no ambiente de trabalho?

Você conhece alguém que está sofrendo com ansiedade no trabalho? Ou você sente que está se cobrando mais do que deveria? A sua ansiedade no trabalho está prejudicando seu desempenho? Fique aqui e entenda porque isso pode acontecer.

A ansiedade é um mecanismo natural do nosso corpo e é até necessária para dar sentido a vida, pois com ela é possível nos prevenir de um perigo real.

O problema é quando a ansiedade está muito alta e nos preocupamos com um perigo em potencial (aquele que pode ou não acontecer) surgem os sintomas físicos desagradáveis, como palpitação, sudorese, tremores, respiração acelerada (hiperventilação) e falta de ar. Também é comum sintomas comportamentais como a procrastinação ou tentar evitar a situação temida.
No trabalho, estes sintomas estão cada vez mais presentes. Iniciar tarefas com a ser um grande desafio, principalmente para os procrastinadores. Além disso, muitas pessoas estão tendo crises de ansiedade no trabalho e também desenvolvendo síndrome do Pânico e síndrome do esgotamento profissional – o Burnout.

E por que isso está sendo frequente?

São vários os fatores: cobrança no trabalho, autocobrança, falta de recursos para conseguir realizar o trabalho, ambiente de trabalho hostil, muita função para um determinado cargo, infelicidade na profissão escolhida, falta de reconhecimento, falta de lazer e vida social.

Segundo uma pesquisa realizada com 1600 funcionários de 300 empresas brasileiras, apenas 49% sentiam bem-estar em seus locais de trabalho.

O Brasil tem 30% de pessoas empregadas, apresentando a síndrome do esgotamento profissional, o colocando em uma posição de segundo lugar no mundo com pessoas que sofrem dessa doença, perdendo apenas para o Japão, com 70% dos empregados sofrendo com bournout.

Diante deste fato, a OMS incluiu, agora em 2022, a síndrome do esgotamento profissional como um doença relacionada ao trabalho. Cuidar de crianças e familiares doentes também se encaixarem nessa síndrome.

Além da sobrecarga no trabalho, outros fatores podem afetar o estado emocional dos trabalhadores, como lidar com questões de vida e de morte, a exemplo dos profissionais de saúde, bombeiros e policiais. 
Essas responsabilidades afetam e muito a ansiedade, pois os profissionais precisam estar hiper vigilantes e atentos, sabedores que um descuido poderia afetar a vida de outra pessoa.

Outras profissões também podem afetar muito a saúde emocional, quando existe carga excessiva de trabalho, como é o caso de professores que precisam trabalhar em muitos lugares e ter jornadas de trabalho excessivas para conseguir se manter.

Ambientes corporativos também são responsáveis pelo adoecimento, pois muitos são lugares de competição, cobrança excessiva, trabalhos fora do turno e metas.

Com o crescente aumento do número de desempregados, a pressão para se destacar e manter seu emprego também cresce na mesma proporção. Isso gera um nível gigantesco de ansiedade nas pessoas empregadas. 

Isso é muito perigoso! Leva a pessoa buscar sempre o perfeccionismo (o que não existe e gera frustração), faz com que ela se cobre demais e não se sinta boa o suficiente e tenha rotinas maiores do que deveria ter.

Pensando nisso, muitas empresas estão mudando o seu modelo de trabalho. Algumas, a carga horária na sexta passa ser até 12h, para que o profissional cuide de sua saúde mental. Outras oferecem aos profissionais, planos em academias de ginásticas e fazem reuniões frequentemente para feedback do funcionário em relação ao ambiente de trabalho.

Porém, a maioria das empresas ainda não presta esse suporte aos funcionários e eles têm que buscar, sozinhos, formas de reduzir o estresse, a ansiedade e evitar adoecer mentalmente.

Vou deixar aqui algumas dicas para você começar hoje a reduzir sua ansiedade no trabalho. 
–  Faça meditação para aliviar o estresse;
– Faça atividade física para promover o bem-estar, através da produção de serotonina e dopamina;
– Tenha momentos de lazer para reiniciar sua mente e relaxar.
– Busque ajuda profissional para lidar com a ansiedade.


Terapia Casule

A Casule é uma clínica que pensa na sua saúde e no seu bem-estar que atende de forma presencial e online. Isso faz que possamos cuidar de pessoas em qualquer parte do Brasil e do Mundo!

terapia-online-casule-banner

Venha nos conhecer! Marque uma conversa com nossos terapeutas clicando aqui!

Curtiu o texto? Fica a vontade para relaxar com a gente, conheça nossos áudios de relaxamento, é GRÁTIS!

Compartilhe também a Casule em suas redes sociais, InstagramFacebook e Youtube.

Guia com as 15 Técnicas para reduzir a ansiedade
Psicóloga formada pela UFJF com formação em Terapia Cognitivo Comportamental pelo Núcleo de Estudos em Saúde Mental. Tem experiência em transtornos de ansiedade, fobias, violência, uso abusivo de redes sociais/ internet e relações interpessoais e timidez. Conheça o meu Instagram. | Clique para marcar uma consulta comigo Conheça o meu Instagram. | Clique para marcar uma consulta comigo
Casule Play

A ansiedade: como enfrentá-la no ambiente de trabalho?

Se você quiser saber mais ou conversar com um dos nossos profissionais sobre A ansiedade: como enfrentá-la no ambiente de trabalho?, você pode  agendar o seu horário clicando aqui. Ou você pode ver mais sobre Terapia Online, Acompanhamento semanal com nossa Nutricionista ou Como ter mais produtividade com o nosso Coach!
Cristiane Pereira, aqui no Blog.
Psicóloga formada pela UFJF com formação em Terapia Cognitivo Comportamental pelo Núcleo de Estudos em Saúde Mental. Tem experiência em transtornos de ansiedade, fobias, violência, uso abusivo de redes sociais/ internet e relações interpessoais e timidez. Conheça o meu Instagram. | Clique para marcar uma consulta comigo Conheça o meu Instagram. | Clique para marcar uma consulta comigo

O que você achou deste conteúdo? Conte nos comentários sua opinião sobre: A ansiedade: como enfrentá-la no ambiente de trabalho?.

0 comentários

Enviar um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Quando a rede social deixa de ser um prazer e impacta sua saúde emocional

Atualmente, as redes sociais são uma grande forma de interação social, nos conectando a amigos, familiares e pessoas do mundo todo. Auxiliam também na compra e venda de produtos, e contribuem para a disseminação de informações. Mas, mesmo com todas essas vantagens, as redes sociais também podem ser um ambiente bem tóxico.
Leia mais

AVALIAÇÃO PARA CIRURGIA BARIÁTRICA: entenda porque não pode ser realizada em uma única sessão

A avaliação para cirurgia bariátrica é um processo que consiste na utilização de diversas ferramentas para avaliar o paciente e possibilitar a elaboração do laudo. E como todo processo, não é viável ser realizado em uma única sessão, pois uma série de requisitos precisa ser cumprida para zelar pelo cuidado e segurança do paciente, além da fidedignidade do resultado.
Leia mais

Você já parou para pensar no seu propósito de vida?

A autocobrança excessiva é entendida como uma super exigência que fazemos para nos disciplinar a alcançar um determinado objetivo. Porém, como o próprio nome já diz, a autocobrança é uma pressão interna, uma “voz” interna que é extremamente exigente com você e que não minimiza a cobrança apesar de qualquer situação.
Leia mais

5 sinais clássicos que você se cobra demais

A autocobrança excessiva é entendida como uma super exigência que fazemos para nos disciplinar a alcançar um determinado objetivo. Porém, como o próprio nome já diz, a autocobrança é uma pressão interna, uma “voz” interna que é extremamente exigente com você e que não minimiza a cobrança apesar de qualquer situação.
Leia mais
Tenha o total controle das suas emoções conte com a Casule para o seu bem-estar.
Share This