Pensamentos suicidas,como se livrar deles?
21 de outubro de 2015
Disfunção erétil: saiba como superar em qualquer idade!
27 de outubro de 2015

casule-psicologia-medo-da-solidao

Não adianta fechar os olhos e tentar se esconder do próprio medo. Fingir que ele não existe, varrê-lo para debaixo do tapete, é mentir para si mesmo. O que é pior: em vez de assumir controle sobre essa emoção, ao se desligar do que acontece dentro de você, você fica sob controle do medo.

A única forma de vencer o medo é enfrentá-lo. Ao entrar em contato com ele, poderá transformá-lo em um amigo que sinalizará o que se passa no seu interior para aprender a transformá-lo em força e auto confiança.

O medo de estar só faz com que as pessoas entrem num processo de dependência dos outros.  Isso diminui gradualmente a capacidade de amadurecimento e de independência, fazendo com que o indivíduo torne-se cada vez mais inseguro, carente e despreparado para se relacionar de forma saudável com as pessoas.

 

O que este medo desencadeia? Como ele influencia o seu comportamento…

– ao sentir-se só e desprotegido(a), a tendência é sentir-se abandonado(a) pelo mundo e desvalorizado(a). Com isso, você tem dificuldade em acreditar em si mesmo(a) e de se dar importância. É o começo de um longo e profundo processo de auto-desvalorização e de auto-sabotagem. …

 

você se torna pegajoso(a) quando…

– temendo ser rejeitado e sentir-se desvalorizado e só, você se agarra a qualquer possibilidade de romance, mesmo que esta possibilidade só exista na sua cabeça. Começa a “pegar no pé” das pessoas que despertam o seu interesse (ou até de amigos) e acaba sendo visto como um tremendo chato …

 

você deixa de acreditar em si mesmo(a)

– com a auto-estima baqueada, a tendência é que o medo de não ser capaz de atrair alguém aumente. Isso pode levá-lo inconscientemente, a atrair pessoas e situações que confirmem essa crença na rejeição. O que acontece, é que você se sabota, fazendo escolhas erradas, que têm tudo para não trazer um final feliz.  Isso revela um processo neurótico, que tem como causa esse medo terrível da solidão. …

 

você passa a ter pensamentos negativos

– torna-se incapaz de nutrir bons sentimentos e pensamentos sobre si mesmo e sobre sua vida. Aquilo que acreditamos sobre nós mesmos se  confirma no mundo físico. A qualidade dos seus pensamentos, o pessimismo e a descrença que o dominam podem transformá-lo em uma pessoa desagradável, pesada e carente. Resultado: as pessoas fugirão de você. ..

 

 você atrai os “foras”

– isso acontece quando você já entra na batalha pronto pra perder. Faz tudo errado, sabota a si mesmo, age como um coitadinho rejeitado e sem valor. A mensagem que passa é a de falta, de carência. Quem é que gosta disso? …

 

você perde seu charme

– justamente por duvidar de sua capacidade de sedução ou de manter uma simples conversa agradável, sua tendência passa a ser a timidez e o retraimento. Você abandona a vaidade que leva alguém a ter cuidados com a aparência e acaba sentindo-se verdadeiramente incapaz de ser um parceiro amoroso. Não raro, acaba acreditando que está condenado a ser só. Preste atenção: você é quem se torna o autor da própria condenação.

 

FONTE:http://www.sucessopessoal.com.br/site/artigo.php?id=363&/relacionamento/vida-a-dois/vencendo-o-medo-da-solidao

Comentários

comentários

Redatora Casule
Redatora Casule
Sou focada em achar o melhor conteúdo que já foi publicado na rede e trazer informações que são relevantes e agregam valor para você.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Marcar Consulta