fbpx

Quando ser perfeccionista se torna um problema

Atualizado em 04/11/2015
Por Nayara Benevenuto

Quando ser perfeccionista se torna um problema

Atualizado em 04/11/2015
Por Nayara Benevenuto
Junte-se a milhares de pessoas

Entre para nossa lista e receba conteúdos exclusivos e com prioridade

Quando ser perfeccionista se torna um problema

foto-1

Todos nós gostamos de fazer algumas coisas na perfeição, assim como valorizamos os outros pelo que eles fazem muito bem. No entanto fazer tudo bem o tempo todo e em qualquer área da nossa vida é uma tarefa impossível, ultrapassa a capacidade humana de resposta a todas as situações que necessitam da nossa atenção. Existem muitas pessoas que se orientam pela premissa do perfeccionismo, até aqui tudo bem. Mas quando estas pessoas são motivadas a ser perfeccionistas praticamente em tudo o que fazem, e lhes associam pensamentos de negatividade depreciação e desvalorização pessoal, quando acham que não executaram alguma coisa pelos padrões da exigência da perfeição, desenvolvem um problema sério na sua vida.

Esta situação na grande maioria das vezes pode tornar-se patológica ao ponto da pessoa deixar de fazer muitas das coisas que fazia e lhe davam prazer. A pessoa vê-se afetada também nas relações sociais, dado que não se quer expor ao que julga ser ridículo. O perfeccionista apresenta uma formação rígida do pensamento que o impede de adaptar-se a diferentes situações. O perfeccionismo consiste na perseguição patológica de padrões elevados inatingíveis, e pode aparecer associado a ansiedade, depressão e perturbações alimentares.

Apresento em seguida algumas formas baseadas na terapia cognitivo-comportamental para tentar minimizar este tipo de pensamento disfuncional:

A grande maioria das pessoas compreende que os seus pensamentos e emoções influenciam os seus comportamentos. Por exemplo, a Maria acredita: “Eu tenho de ser perfeita para as pessoas gostarem de mim e aceitarem-me” (pensamentos), sente: ansiedade, vergonha, e a partir daqui esforça-se sempre para fazer tudo na perfeição (comportamento). A Maria tem uma grande probabilidade de desenvolver um problema de perfeccionismo.

O PORQUÊ:

Ela sente-se muito ansiosa sempre que não consegue cumprir com os seus padrões de exigência. Quando as coisas correm mal na sua vida ela pensa que os problemas ocorreram porque ela não foi perfeita o suficiente. Ela trabalha compulsivamente nas mais pequenas coisas para as fazer de forma perfeita, perdendo a oportunidade de fazer as coisas realmente importantes e que lhe poderiam dar prazer.

Uma forma de desafiar este tipo de pensamentos disfuncionais é fazer um exercício de registo escrito, para através de um processo de raciocínio lógico avaliar a validade dos seus pensamentos:

  • Qual é a evidência do pensamento: “Os outros só me aceitam ou gostam de mim se eu for perfeita” Isto será verdade?
  • Qual a evidência que me diz que o pensamento não é completamente verdadeiro?

Qual será um pensamento mais equilibrado que melhor reflete a realidade?Esta é uma técnica efetiva para mudar os pensamentos e comportamentos disfuncionais. E porquê:

Já ouviu alguém dizer-lhe que só o aceitaria se fizesse tudo na perfeição? Bem, vou partir do principio que até possa ter ouvido, talvez dos seus pais, mas certamente não de todas as pessoas com que se relaciona. Existe então evidência que o pensamento é apenas verdadeiro na sua mente, e não da totalidade das pessoas. Um pensamento mais equilibrado poderia ser: “Eu nem sempre necessito de fazer tudo na perfeição, nem tudo na vida tem o mesmo grau de importância.” Geralmente (não apenas para os perfeccionistas), a maneira mais efetiva de mudarmos os pensamentos e emoções é mudar primeiro os comportamentos. Dado que:

Pensamentos/sentimentos > Comportamentos
Também quando se comporta de maneira diferente, isto leva a que pense e sinta de maneira diferente.

terapia-online-casule-bannerPowered by Rock Convert

Comportamentos > pensamentos e emoções

Exemplo: uma das estratégias que muitos de nós psicólogos recomendamos para combater o perfeccionismo é propor à pessoa que experimente não fazer as coisas de forma perfeita, e assim poder testar as consequências.

  • Errar em algumas tarefas de propósito.
  • Contar a um amigo sobre um engano, falha ou erro que tenha cometido e observar a resposta. O engano revelado fez com que a pessoa pensasse mal acerca de si, ou o menosprezasse?

O OBJETIVO A OBSERVAR:

Se nada de catastrófico acontece.
Como é que você se sente acerca de si mesmo quando é imperfeito de propósito.

OS SENTIMENTOS:

Você sentiu um maior senso de estar em controlo e autonomia sobre o seu destino?
Você sentiu menos vergonha e ansiedade depois da experiência (mesmo que no inicio a sua ansiedade tenha aumentado)?
Você afastou mais a ideia que tinha de não ser bom o suficiente?

VERIFIQUE SE…

A sua percepção da importância/desejabilidade de ser perfeito mudou? Você talvez tenha chegado à conclusão que ser perfeito é menos importante que previamente pensou? Você talvez tenha aprendido que os seus pensamentos possuem alguma coisa de verdade, mas que não são totalmente verdadeiros? Talvez tenha aprendido que perante determinadas circunstancias revelar a sua imperfeição e vulnerabilidade permite que as outras pessoas gostem mais de si do que o contrario?

Existem evidências em muitos estudos e investigações que mudar os comportamentos é na grande maioria da vezes a melhor forma para mudar os nossos pensamentos e sentimentos (ou seja, é a forma mais efetiva para se sentir melhor e ter uma auto-estima mais elevada)

Uma parte muito significativa no meu trabalho em consulta é ajudar as pessoas a perceberem quais são os seus pensamentos disfuncionais, isto é: que tipo de pensamentos é a causa dos seus problemas emocionais e comportamentais. Trabalho em conjunto com a pessoa para descobrir a melhor maneira de resolver o problema. Em conjunto decidimos que estratégias de tratamento são mais adequadas para ajudar a resolver o problema e o que é que a pessoa conseguirá concretizar.

Fonte: http://www.escolapsicologia.com/quando-ser-perfeccionista-se-torna-um-problema/

banner-paisagem-ebook-manejo-da-ansiedade-v1.1-curtoPowered by Rock Convert

Quando ser perfeccionista se torna um problema

Se você quiser saber mais ou conversar com um dos nossos profissionais sobre Quando ser perfeccionista se torna um problema, você pode  agendar o seu horário clicando aqui.


Ou você pode ver mais sobre Terapia Online, Acompanhamento semanal com nossa Nutricionista ou Como ter mais produtividade com o nosso Coach!
Nayara Benevenuto, aqui no Blog.
Psicóloga, terapeuta cognitivo-comportamental, terapeuta do esquema, especialista em terapia cognitivo-comportamental com crianças e adolescentes. Atende adultos, adolescentes e faz avaliação bariátrica. Conheça o meu Instagram. | Clique para marcar uma consulta comigo

O que você achou deste conteúdo?
Conte nos comentários sua opinião sobre: Quando ser perfeccionista se torna um problema.


0 comentários

Enviar um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Como se posicionar?

Como se posicionar?

Sabe aquela pessoa que sempre se comporta de forma rígida e agressiva? Você tem dificuldade em se posicionar quando isso acontece e acaba se sentindo constrangido ou com algum receio ou trava quando alguém te trata dessa forma? Se você quer aprender a se posicionar, esse vídeo é para você!
Ansiedade

Ansiedade

O medo é um sentimento inato que nasce conosco. Já a ansiedade é um sentimento secundário oriundo do medo. Ela é um sentimento que todos nós temos, não há ninguém que tenha uma ansiedade zero. Assim sendo, a ansiedade basal de todos os seres humanos estão sempre maior que zero.
Como reduzir a celulite
Como reduzir a celulite

Como reduzir a celulite

A celulite é um processo de desestruturação em que a pele perde seu aspecto firme. Atualmente afeta cerca de 98% das mulheres de todo o mundo. Será que a alimentação pode contribuir na diminuição da celulite? A resposta é SIM e pode ser mais fácil do que você imagina! Assista ao vídeo completo e saiba como.
Você-pensa-sobre-seus-medos
Você pensa sobre seus medos?

Você pensa sobre seus medos?

O medo é um estado emocional muito importante, associado ao nosso mecanismo de proteção, sobrevivência e adaptação. Os medos estão relacionados a característica do objeto, contexto ou situação temida, mas também a avaliação subjetiva desses fatores. A forma como pensamos as situações, impacta diretamente em como nos sentimos e lidamos com elas. O que acha de avaliarmos nossos medos?

A importância da rede de apoio no processo de psicoterapia

Muito se fala sobre o acolhimento, alternativas de tratamento, estratégias, dicas e orientações necessárias para os pacientes que estão passando por um momento de sofrimento mental, ou possuem algum tipo de transtorno ou realizam psicoterapia. No entanto, pouco é abordado sobre a importância dos familiares e indivíduos que fazem parte do cotidiano e convívio do paciente, que compõem a rede de apoio, sendo considerados parte importante do processo terapêutico, também poder buscar por ajuda, cuidados e orientação.
Leia mais
A-importância-da-rede-de-apoio-no-processo-de-psicoterapia

Saúde mental e o enfrentamento do câncer

como se manter firme para enfrentar uma doença tão difícil e um tratamento tão delicado, vivendo um turbilhão de emoções? Nesse vídeo você vai encontrar algumas orientações para lidar e ajudar alguém que está convivendo com essa doença!
Leia mais
saúde-mental-e-o-enfrentamento-do-câncer

O que a minha filha me ensina

No aniversário da minha filha Luiza, já estávamos em isolamento social e por conta disso, tivemos que cancelar a festinha de aniversário dela. Confesso que foi bem difícil para mim, pois ela ama o aniversário dela que segundo ela, é o dia mais feliz da vida dela. Mal acaba a festa e ela já está planejando o tema do ano seguinte, ela adora estar com os amigos.
Leia mais
O-que-a-minha-filha-me-ensina

Motivos que levam à obesidade

Você sabia que a obesidade é um quadro multifatorial? Isso mesmo! Não podemos colocar apenas na comida a responsabilidade de um ganho de peso. Por isso é importante não ter preconceito e não julgar o comportamento alimentar de uma pessoa que está nesta situação. O aconselhável é sempre buscar ajuda de profissionais que tenham empatia e que possam oferecer qualidade de vida e bem-estar à pessoa com obesidade. Assista a este vídeo completo e saiba mais!
Leia mais
Motivos-que-levam-à-obesidade

Você já ouviu falar em Pistantrofobia

O termo é complicado mas a explicação é simples. Pistantrofobia é o medo de confiar nas pessoas devido a experiências negativas ou decepções ocorridas no passado. Espero que esse vídeo possa te auxiliar a entender melhor sobre esse assunto.
Leia mais

Você tem medo de falar em público?

O medo de falar em público é muito comum. Ou você mesmo tem esse medo ou conhece alguém que tem, não é? É chamado de glossofobia quando esse medo tem proporções exageradas a ponto de paralisar e não permitir que a pessoa tente vencer este medo por si só.
Leia mais

As 5 Linguagens do Amor

Essas são as 5 formas de expressar e de experimentar o amor nas nossas relações. Vem descobrir qual a linguagem do amor que você fala e qual a linguagem que você mais escuta. Compartilha com uma pessoa querida para que vocês possam melhorar a qualidade do relacionamento!!
Leia mais
Linguagens do amor

6 dicas para se tornar uma pessoa mais resiliente

Você sabia que a resiliência é uma habilidade que conseguimos desenvolver e aprimorar? Não são todas as pessoas que já tem essa habilidade super desenvolvida e é por isso que, nesse vídeo, você vai aprender dicas simples de como se tornar uma pessoa mais resiliente e conseguir enfrentar melhor os obstáculos da vida.
Leia mais
6-dicas-para-se-tornar-uma-pessoa-mais-resiliente-BLOG

Você acha que autoestima é só cuidar da sua aparência?

A autoestima vai muito além da aparência, é a visão que você tem sobre você e quando ela está baixa afeta outras áreas da sua vida, seu relacionamento, vida profissional... No vídeo vou explicar o que é, porque é importante e dar dicas para aumentar sua autoestima.
Leia mais
Você acha que autoestima é só cuidar da sua aparência
Tenha o total controle das suas emoções conte com a Casule para o seu bem-estar.
Share This