Pequenos hábitos de vida, principalmente durante as refeições, podem contribuir significativamente para aumentar a ingestão calórica e dificultar (ainda mais) o processo de perda de peso. Mudá-los pode ser um passo mais simples do que grandes alterações na alimentação, mas mesmo assim, gerar resultados bastante positivos. Vamos a eles:

Comer com distrações

Assistir à TV, mexer no celular ou até mesmo lendo algum texto contribuem para a ingestão calórica aumentada durante as refeições. Um estudo recente mostrou que esse aumento pode girar em torno de 15 a 20% das calorias ingeridas, quando comparadas com as refeições feitas sem distrações. Além disso, as pessoas que apresentavam IMC elevado (sobrepeso ou obesidade) consumiram mais calorias do que as pessoas com IMC normal, quando tiveram alguma distração.

Pais e mães também devem ter cuidado com as distrações muitas vezes usadas para as crianças se alimentarem: o ideal é criar o hábito, desde que a criança comece a introdução alimentar, a ter momentos específicos para fazer a refeição sem qualquer distração. É mais fácil educar desde criança do que precisar alterar os hábitos durante a vida.

As causas apontadas para o aumento da ingestão energética durante as refeições feitas com distração são a diminuição da percepção da saciedade e até mesmo o efeito da memória: se você não sabe o que comeu, isso também pode fazer com que você não perceba que está saciado.

Participe e aprenda mais sobre bem-estarPowered by Rock Convert

Comer fora de casa

Alimentar-se fora de casa também pode contribuir para o aumento da ingestão calórica. Um estudo que utilizou dados de consumo alimentar de mais de 18 mil norte-americanos verificou que se alimentar fora de casa, seja em restaurantes fast food ou em restaurantes tradicionais, aumentou a ingestão energética em, aproximadamente, 190kcal diárias. Pessoas obesas consumiram mais calorias que pessoas com peso normal ou com sobrepeso nos restaurantes tradicionais.   

Conclusão

Pequenas mudanças comportamentais, como evitar distrações durante as refeições e evitar comer fora de casa podem contribuir de maneira muito significativa para ajudar na diminuição do peso corporal. Essas estratégias estão presentes no Guia Alimentar para a População Brasileira como 2 dos 10 passos para uma alimentação adequada e saudável. Você pode acessar, na íntegra, o Guia Alimentar clicando aqui.

Antes de pensar em mudanças mirabolantes ou acreditar em dietas de revistas, que tal fazer pequenas mudanças nos seus hábitos? Com certeza elas serão mais efetivas e mais fáceis de manter a longo prazo. E se precisar de alguma orientação sobre a sua alimentação, procure um(a) nutricionista.

Share This