Como manter a autoestima?
24 de junho de 2015
TDAH na vida adulta: o que é?
25 de junho de 2015

Entenda melhor sobre doenças Psicossomáticas!

 

 

 

casule-psicologia-juiz-de-fora-dor-de-cabeça

Também conhecidas como Somatização, as doenças psicossomáticas são problemas psicológicos que se transformam em doenças físicas. Ou seja, a pessoa tem problemas psicológicos e sofre tanto que o corpo acaba respondendo com alguma tipo de doença que realmente afeta parte do organismo. Mas como isso ocorre?

Vamos lá, o corpo humano possui uma glândula que tem a capacidade de ligação direta com o hipotálamo, no cérebro. Tal glândula é responsável pela produção dos hormônios que controlam todas as funções do organismo e quando ele percebe os sentimentos e emoções do indivíduo ele acaba alterando sua conexão com cérebro e reagindo.

Essa reação do hipotálamo pode acarretar em doenças respiratórias, de pele, circulatórias ou gastrointestinais. Exemplos claros da reação do organismo são tremores, dores de barriga, travamentos dos dentes, todos involuntários, em resposta à algo que se está sentindo.

Resfriado, herpes, enxaqueca, diarreia, psoríase e vitiligo são algumas dos doenças que podem ser causadas pela somatização de emoções e sentimentos do paciente. Por isso é normal ver uma pessoa que possui psoríase, por exemplo, não apresentar feridas quando está bem, quando está feliz.

Sintomas

As pessoas que somatizam e transformam toda a sua emoção e sentimento podem apresentar sintomas psicológicos, físicos e orgânicos. Dificuldade para reconhecer sentimentos, baixo estima, stress, tristeza, dor de cabeça, dor de barriga, náuseas, vômitos, enjoo, perda da consciência e perda do desejo sexual são alguns do sintomas da pessoa acometida por doenças psicossomáticas.

Em casos mais graves a pessoa pode ainda perder a consciência e aumentar o seu grau de irritabilidade. A somatização acarreta ainda todos os sintomas da resposta do organismo ao sentimento, ou seja, se o corpo responder com uma gripe o paciente terá todos os sintomas da gripe.

Diagnóstico

O maior problema para se diagnosticar um problema de doença psicossomática é o fato de que a pessoa não possui consciência de que sua doença está sendo causada por seus próprios sentimentos. Por se tratar de um problema psicológico que acaba acarretando outro problemas físicos o diagnóstico deve ser feito por um psicólogo ou psiquiatra. Portanto, o acompanhamento médico e fundamental para o diagnóstico seguro, assim como a confiança do paciente no profissional. A análise de sintomas e de reações do corpo também ajuda a identificar o problema

Prevenção

A melhor maneira de se prevenir uma doença como a somatização é estar psicologicamente bem consigo mesmo. Levar uma vida com hábitos saudáveis e atividades prazerosas reduzem significativamente os riscos de um acometimento por esse tipo de problema. Procurar entender a vida, relaxar, sem se cobrar diariamente, todas essas são praticas que diminuirão o risco do acometimento.

Tratamento

Normalmente as doenças psicossomáticas não tem cura e os sinais da doença permanecem durante toda a vida. Porém, o tratamento feito com terapias, acompanhamento de psicólogos ou psiquiatras e a mudança de hábitos pode fazer com que os sintomas desapareçam. Não se estressar, evitando conflitos e brigas no trabalho, escola ou na residência, e aproveitar bem os momentos de lazer e descanso também ajudam no tratamento.

FONTE: http://www.saudicas.com.br/doencas-psicossomaticas/

Comentários

comentários

Redatora Casule
Redatora Casule
Sou focada em achar o melhor conteúdo que já foi publicado na rede e trazer informações que são relevantes e agregam valor para você.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Marcar Consulta