fbpx

Como tratar os sistemáticos?

Atualizado em 10/10/2016
Por Redatora Casule

Como tratar os sistemáticos?

Atualizado em 10/10/2016
Por Redatora Casule
Junte-se a milhares de pessoas

Entre para nossa lista e receba conteúdos exclusivos e com prioridade

Como tratar os sistemáticos?

O desafio gerencial de extrair maior contribuição dos colaboradores cheios de manias, metódicos e obsessivos faz parte do cotidiano de qualquer organização.Pessoas que se relacionam com pessoas através de diferentes usos da hierarquia sempre implica o entrechoque com diferentes personalidades

Por certo você facilmente identifica em seu escritório quem tem a mesa mais bem organizada, aquele que mantém tudo em seus devidos lugares, com todos os objetos dispostos rigorosamente prontos para serem utilizados.

É claro que você também sabe que essa pessoa normalmente tende a reagir a quaisquer mudanças de seu cotidiano, seja na simples rearrumação dos móveis, na disposição dos utensílios e da decoração e, principalmente, na forma em que são realizadas as tarefas do dia-a-dia.

Em geral, o Sistemático é o que sempre se apresenta como voluntário para tomar conta do tempo das reuniões de que participa.
Pessoas assim são organizadas e meticulosas, sempre têm o lugar adequado para tudo e detestam ver seus objetos fora do lugar.
Reagem à mudança e, raramente, fazem algo sob o impulso do momento.
Cerebrais, recusam-se a ceder às emoções. Empenham-se na análise dos problemas com os quais se defrontam.
Adoram se dedicar aos aspectos menores, aos detalhes e às minudências que os outros menosprezam ou desconsideram.

terapia-online-casule-bannerPowered by Rock Convert

Toda vez que você se relacionar com pessoas que tenham essas características, lembre-se de que elas preferem ouvir a falar. Assim, prepare-se para manter a iniciativa do diálogo.

Se tiver a expectativa que o ajudem a resolver algum problema, seja comedido ao lhes passar os detalhes. Não jogue sobre elas tudo de uma só vez. Essas pessoas preferem analisar cada coisa separadamente, em partes, e tratar uma a uma há seu tempo. Julgam os seus interlocutores pela organização, precisão e clareza do que dizem e escrevem.
Passe-lhes as tarefas seguindo a seqüência dos eventos ou atividades, em ordem, deixando-os livremente comentar passo a passo o que desejarem.

Não espere que se saiam bem em trabalho de grupo. Não têm paciência para ouvir os desvios de objetividade na comunicação dos interlocutores.
Preferem realizar atividades solitárias, em que possam se desincumbir de tudo sozinhos. Embora não sejam destituídos de senso de humor, levam muito a sério o que fazem.

Evite envolvê-los em brincadeiras quando estiverem ocupados. Isto os irrita. Não os peça também que atuem como consultores, mentores ou conselheiros de seus colegas menos experientes. Detestam o desempenho dessas funções educacionais. No entanto, tendem a seguir fielmente os conselhos e sugestões que recebem, especialmente quando percebem que lhes serão úteis.

FONTE:http://www.administradores.com.br/artigos/cotidiano/como-tratar-os-sistematicos/39184/

banner-paisagem-ebook-manejo-da-ansiedade-v1.1-curtoPowered by Rock Convert

Como tratar os sistemáticos?

Se você quiser saber mais ou conversar com um dos nossos profissionais sobre Como tratar os sistemáticos?, você pode  agendar o seu horário clicando aqui.


Ou você pode ver mais sobre Terapia Online, Acompanhamento semanal com nossa Nutricionista ou Como ter mais produtividade com o nosso Coach!
Redatora Casule, aqui no Blog.
Sou focada em achar o melhor conteúdo que já foi publicado na rede e trazer informações que são relevantes e agregam valor para você.

O que você achou deste conteúdo?
Conte nos comentários sua opinião sobre: Como tratar os sistemáticos?.


0 comentários

Enviar um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Como se posicionar?

Como se posicionar?

Sabe aquela pessoa que sempre se comporta de forma rígida e agressiva? Você tem dificuldade em se posicionar quando isso acontece e acaba se sentindo constrangido ou com algum receio ou trava quando alguém te trata dessa forma? Se você quer aprender a se posicionar, esse vídeo é para você!
Ansiedade

Ansiedade

O medo é um sentimento inato que nasce conosco. Já a ansiedade é um sentimento secundário oriundo do medo. Ela é um sentimento que todos nós temos, não há ninguém que tenha uma ansiedade zero. Assim sendo, a ansiedade basal de todos os seres humanos estão sempre maior que zero.
Como reduzir a celulite
Como reduzir a celulite

Como reduzir a celulite

A celulite é um processo de desestruturação em que a pele perde seu aspecto firme. Atualmente afeta cerca de 98% das mulheres de todo o mundo. Será que a alimentação pode contribuir na diminuição da celulite? A resposta é SIM e pode ser mais fácil do que você imagina! Assista ao vídeo completo e saiba como.
Você-pensa-sobre-seus-medos
Você pensa sobre seus medos?

Você pensa sobre seus medos?

O medo é um estado emocional muito importante, associado ao nosso mecanismo de proteção, sobrevivência e adaptação. Os medos estão relacionados a característica do objeto, contexto ou situação temida, mas também a avaliação subjetiva desses fatores. A forma como pensamos as situações, impacta diretamente em como nos sentimos e lidamos com elas. O que acha de avaliarmos nossos medos?

A importância da rede de apoio no processo de psicoterapia

Muito se fala sobre o acolhimento, alternativas de tratamento, estratégias, dicas e orientações necessárias para os pacientes que estão passando por um momento de sofrimento mental, ou possuem algum tipo de transtorno ou realizam psicoterapia. No entanto, pouco é abordado sobre a importância dos familiares e indivíduos que fazem parte do cotidiano e convívio do paciente, que compõem a rede de apoio, sendo considerados parte importante do processo terapêutico, também poder buscar por ajuda, cuidados e orientação.
Leia mais
A-importância-da-rede-de-apoio-no-processo-de-psicoterapia

Saúde mental e o enfrentamento do câncer

como se manter firme para enfrentar uma doença tão difícil e um tratamento tão delicado, vivendo um turbilhão de emoções? Nesse vídeo você vai encontrar algumas orientações para lidar e ajudar alguém que está convivendo com essa doença!
Leia mais
saúde-mental-e-o-enfrentamento-do-câncer

O que a minha filha me ensina

No aniversário da minha filha Luiza, já estávamos em isolamento social e por conta disso, tivemos que cancelar a festinha de aniversário dela. Confesso que foi bem difícil para mim, pois ela ama o aniversário dela que segundo ela, é o dia mais feliz da vida dela. Mal acaba a festa e ela já está planejando o tema do ano seguinte, ela adora estar com os amigos.
Leia mais
O-que-a-minha-filha-me-ensina

Motivos que levam à obesidade

Você sabia que a obesidade é um quadro multifatorial? Isso mesmo! Não podemos colocar apenas na comida a responsabilidade de um ganho de peso. Por isso é importante não ter preconceito e não julgar o comportamento alimentar de uma pessoa que está nesta situação. O aconselhável é sempre buscar ajuda de profissionais que tenham empatia e que possam oferecer qualidade de vida e bem-estar à pessoa com obesidade. Assista a este vídeo completo e saiba mais!
Leia mais
Motivos-que-levam-à-obesidade

Você já ouviu falar em Pistantrofobia

O termo é complicado mas a explicação é simples. Pistantrofobia é o medo de confiar nas pessoas devido a experiências negativas ou decepções ocorridas no passado. Espero que esse vídeo possa te auxiliar a entender melhor sobre esse assunto.
Leia mais

Você tem medo de falar em público?

O medo de falar em público é muito comum. Ou você mesmo tem esse medo ou conhece alguém que tem, não é? É chamado de glossofobia quando esse medo tem proporções exageradas a ponto de paralisar e não permitir que a pessoa tente vencer este medo por si só.
Leia mais

As 5 Linguagens do Amor

Essas são as 5 formas de expressar e de experimentar o amor nas nossas relações. Vem descobrir qual a linguagem do amor que você fala e qual a linguagem que você mais escuta. Compartilha com uma pessoa querida para que vocês possam melhorar a qualidade do relacionamento!!
Leia mais
Linguagens do amor

6 dicas para se tornar uma pessoa mais resiliente

Você sabia que a resiliência é uma habilidade que conseguimos desenvolver e aprimorar? Não são todas as pessoas que já tem essa habilidade super desenvolvida e é por isso que, nesse vídeo, você vai aprender dicas simples de como se tornar uma pessoa mais resiliente e conseguir enfrentar melhor os obstáculos da vida.
Leia mais
6-dicas-para-se-tornar-uma-pessoa-mais-resiliente-BLOG

Você acha que autoestima é só cuidar da sua aparência?

A autoestima vai muito além da aparência, é a visão que você tem sobre você e quando ela está baixa afeta outras áreas da sua vida, seu relacionamento, vida profissional... No vídeo vou explicar o que é, porque é importante e dar dicas para aumentar sua autoestima.
Leia mais
Você acha que autoestima é só cuidar da sua aparência
Tenha o total controle das suas emoções conte com a Casule para o seu bem-estar.
Share This