Terapia infantil
16 de janeiro de 2017
Não leve tão a sério a cobrança alheia
19 de janeiro de 2017

O transtorno da personalidade anti-social, também conhecido como psicopatia ou sociopatia, caracteriza-se pela manipulação, exploração e violação dos direitos dos demais. Este transtorno começa durante a infância ou no começo da adolescência e continua durante a idade adulta. O transtorno da personalidade anti-social costuma ser mais frequente em homens do que em mulheres, tem caráter crônico, ainda que possa ser atenuado com o tempo, à medida que a pessoa vai se aproximando dos 40 anos.

Transtorno dissocial. As pessoas que sofrem de transtorno da personalidade anti-social costumam ter tido transtorno dissociativo durante a infância ou a adolescência. O transtorno dissociativo caracteriza-se por condutas que atentam contra as normas e regras sociais e violam os direitos básicos das demais pessoas. Costumam agredir pessoas e/ou animais e destruir propriedade alheia, realizar furtos ou delitos.

Atos delitivos. Costumam ter comportamentos que atentam contra a integridade das pessoas. É por isso que é frequente terem problemas com a lei. É frequente que roubem, destruam propriedades privadas, entre outros. Quem sofre este tipo de transtorno são maiores de 18 anos.

Características pessoais. Manipulam para conseguir seus objetivos e tendem a desprezar os sentimentos e direitos das demais pessoas. São mentirosos e impulsivos. Não costumam pensar nas consequências de seus atos. São pessoas agressivas, costumam provocar brigas físicas de forma reiterada e cometer atos de agressão contra pessoas que fazem parte de seu entorno, como por exemplo, maus tratos aos filhos e ao(à) companheiro(a).

Excessos. São caracterizados pela imprudência, costumam colocar em risco sua própria segurança e a dos demais, como por exemplo dirigir em estado de embriaguez, descuidar ou abandonar o cuidado de uma criança sob sua responsabilidade, etc. Costumam utilizar a ira e a raiva como formas de conseguir o respeito das outras pessoas.

Instabilidade. Costumam ter problemas trabalhistas, sociais e familiares. Costumam abandonar frequentemente seus trabalhos, ser despedidos e desperdiçar dinheiro. Têm escassas habilidades interpessoais quando não se trata de manipular os demais. São desconfiados e pensam que os outros são uma ameaça para eles.

Personalidade. São egoístas, teimosos e arrogantes. Para atingir seu objetivo costumam mostrarem-se joviais, encantadores. São pouco flexíveis, discutem por qualquer coisa e tendem a ser facilmente irritáveis. Consideram-se pessoas inteligentes e audazes. Não apresentam nenhum tipo de sentimento de culpa pelos comportamentos que tiveram.

Não têm limites. Cansam-se rapidamente da rotina, deixando de lado todas as responsabilidades para viver, segundo eles, de forma independente e livre. São movidos pelas recompensas imediatas, os projetos de longo prazo para eles não existem. É por isso que este tipo de condutas que os caracterizam, gera neles um prazer imediato.

Transtornos associados. Este transtorno pode aparecer acompanhado de outros transtornos, como, por exemplo, transtornos depressivos, transtornos de ansiedade, transtornos relacionados com substâncias, transtornos de controle de impulsos, etc.

FONTE:https://saude.umcomo.com.br/artigo/como-identificar-o-transtorno-da-personalidade-anti-social-3101.html

Comentários

comentários

Redatora Casule
Redatora Casule
Sou focada em achar o melhor conteúdo que já foi publicado na rede e trazer informações que são relevantes e agregam valor para você.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Marcar Consulta