Consumismo compulsivo!

Atualizado em 27/11/2015
Por Redatora Casule

Consumismo compulsivo!

Atualizado em 27/11/2015
Por Redatora Casule
Junte-se a milhares de pessoas

Entre para nossa lista e receba conteúdos exclusivos e com prioridade

Consumismo compulsivo!

 

terapia-online-casule-banner

1. O que leva a uma pessoa a acumular muitos objetos?

 A pessoa passa a acumular objetos, muitas vezes na tentativa de preencher espaços vazios como se estivesse preenchendo algo dentro de sim mesmo, mas não percebe que este espaço vazio dentro de si nunca é preenchido e precisa sempre de mais e mais. A pessoa chega em um ponto onde ela não consegue diferenciar o que pode jogar fora e o que realmente é necessário jogar fora, ela olha para o objeto como se ele tivesse vida ou sentimento e fosse sofrer caso ela o jogo fora.
Muitas pessoas às vezes por algum trauma constroem como se fosse um “ninho” para se proteger, ou melhor, onde se sintam protegidas de tudo e todos

2. Como se difere a compulsão de um consumo exagerado?

 O TOC Colecionismo também pode levar o indivíduo ao consumo exagerado, isto é, comprar coisas que não será utilizada, coisas sem necessidades. A compulsão começa aí onde o indivíduo já perdeu o controle e se deixar levar pelo impulso da compra e o desejo de suprir suas necessidades que ele mesmo não sabe do que.

3. Como é o tratamento?

 O tratamento indicado para este tipo de transtorno é o tratamento farmacológico (psiquiatria) e psicoterápico (psicologia), a psicoterapia mais indicada é a TCC (Terapia Comportamental Cognitiva), através da psicoterapia é que será possível conhecer o indivíduo e todas suas histórias de contingências a qual levaram o mesmo a se comportar de tal forma, só a partir de então que começam as intervenções e implementação de novos repertórios e modelagens de novos comportamentos. É importante lembrar que não é um tratamento simples é necessário o acompanhamento multidisciplinar e o mais importante é o empenho do indivíduo para redescobrir-se.

4. A sociedade de consumo pode estimular esse transtorno ou não?

 Na verdade todos nós somos sugestionais, o que às vezes nos deixamos levar por consumos exagerado. O importante é sempre nos vigiarmos para que não deixemos o externo controlar nossos comportamentos, e sim para que nós mesmos conseguíssemos controlá-lo. Nós devemos controlar nossa mente e não nossa mente nos controlar.

5. Existem graus de colecionismo? Por exemplo, a pessoa que tem uma gavetinha de objetos pode evoluir para uma que tenha uma casa cheia de objetos?

 Sim, é possível que esta gavetinha tome conta da casa toda, é como se fosse um vício, no início um pouco satisfaz, quando o organismo se acostuma precisa de mais e mais. O importante é perceber-se sempre, e se conhecer alguém com uma gavetinha é importante buscar tratamento logo no início só assim a evolução de transtorno se interrompe e fica mais fácil e rápido o tratamento.
FONTE:http://www.marisapsicologa.com.br/consumismo-compulsivo.html
Guia com as 15 Técnicas para reduzir a ansiedade
Sou focada em achar o melhor conteúdo que já foi publicado na rede e trazer informações que são relevantes e agregam valor para você.
Casule Play

Consumismo compulsivo!

Se você quiser saber mais ou conversar com um dos nossos profissionais sobre Consumismo compulsivo!, você pode  agendar o seu horário clicando aqui. Ou você pode ver mais sobre Terapia Online, Acompanhamento semanal com nossa Nutricionista ou Como ter mais produtividade com o nosso Coach!
Redatora Casule, aqui no Blog.
Sou focada em achar o melhor conteúdo que já foi publicado na rede e trazer informações que são relevantes e agregam valor para você.

O que você achou deste conteúdo? Conte nos comentários sua opinião sobre: Consumismo compulsivo!.

0 comentários

Enviar um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Quando a rede social deixa de ser um prazer e impacta sua saúde emocional

Atualmente, as redes sociais são uma grande forma de interação social, nos conectando a amigos, familiares e pessoas do mundo todo. Auxiliam também na compra e venda de produtos, e contribuem para a disseminação de informações. Mas, mesmo com todas essas vantagens, as redes sociais também podem ser um ambiente bem tóxico.
Leia mais

AVALIAÇÃO PARA CIRURGIA BARIÁTRICA: entenda porque não pode ser realizada em uma única sessão

A avaliação para cirurgia bariátrica é um processo que consiste na utilização de diversas ferramentas para avaliar o paciente e possibilitar a elaboração do laudo. E como todo processo, não é viável ser realizado em uma única sessão, pois uma série de requisitos precisa ser cumprida para zelar pelo cuidado e segurança do paciente, além da fidedignidade do resultado.
Leia mais
Tenha o total controle das suas emoções conte com a Casule para o seu bem-estar.
Share This