Minha-casa-virou-escritório-blog-casule

Minha casa virou escritório!

Atualizado em 15/06/2020
Por Redatora Casule

Minha casa virou escritório!

Atualizado em 15/06/2020
Por Redatora Casule
Junte-se a milhares de pessoas

Entre para nossa lista e receba conteúdos exclusivos e com prioridade

Minha casa virou escritório!

Vivemos tempos de reorganização em todas as esferas da vida. O isolamento social trouxe limitação para o nosso dia-a-dia, inclusive no ambiente de trabalho. Lá no escritório, era onde as ideias surgiam, as reuniões aconteciam e onde se cultivava a carreira. Aqui em casa, era o refúgio, o porto seguro, o lugar de descanso, de ficar com a família. Hoje já não podemos dizer a mesma coisa. A pandemia acelerou um processo que estava em crescimento, o home office, fazendo com que nos adaptássemos mais rápido do que estávamos prevendo e querendo.

O lar virou o escritório, a repartição pública, a faculdade, a escola e derrepente tudo mudou! Colocamos uma mesa de trabalho no canto do quarto ou da sala, está cheio de papel, planilhas e relatórios ali tão perto, invadindo o seu momento de descanso. Se você se vira e abre os olhos de madrugada, está de frente com toda a papelada. O horário de trabalho não está mais terminando quando acaba. O telefone toca e as mensagens chegam a qualquer horário.  

Esta situação traz uma série de consequências para as pessoas envolvidas nesta rotina. Muitas vezes se trabalha mais … muito mais do que trabalharia se estivesse no lugar original de trabalho. Se por um lado há confusão entre o lugar de descanso e o de produção, falta de contato social entre os colegas e invasão das questões familiares no espaço do trabalho, por outro lado há ganhos também. O tempo no trânsito que tanto estressa é eliminado, assim como a alimentação de má qualidade e a mudança de perspectiva na realização de algumas tarefas que agora podem ser resolvidas com um clique. Ganha-se em qualidade de vida e em relações familiares, porém se faz necessária uma delimitação de tempo e espaço em relação ao trabalho. 

Para quem trabalha em casa é preciso disciplina, concentração, foco, sob o risco de entrar num ciclo de procrastinação, baixa produtividade e muita frustração. 

terapia-online-casule-banner

Aspectos muito importantes neste momento são o autoconhecimento e a autocompaixão. Permita-se uma adaptação aos novos tempos. Não se cobre além do que consegue dar conta. Ao invés disso olhe para si e perceba o que tira o seu foco, o que lhe traz ansiedade, o que lhe deixa desconfortável, desorganizado (a) e procure soluções para o seu problema. As mudanças sempre provocam incômodos, incertezas e falta de motivação. Entenda como está sendo para você viver o novo e se adapte à realidade que está presente.

Se o dia não está produtivo, reveja seus horários de acordar, de trabalhar, seus momentos de descanso e alimentação. Se não há um horário para começar e para terminar as atividades, o dia fica muito solto, sem planejamento e você pode acabar não fazendo o que é realmente importante. Manter uma rotina é imprescindível neste momento. 

Se você sofre interrupções a todo momento de pessoas, de mensagens de fora do trabalho ou da TV com as notícias, estabeleça horários para ver o noticiário, as redes sociais e as mensagens não importantes, converse com as pessoas que moram com você a respeito da importância da sua concentração e foco para dar continuidade a uma tarefa ou a um raciocínio. Todos estão se adaptando.

Se você tem a sensação de que trabalhar em casa é trabalhar mais, talvez seja por estar prolongando demais o horário de término para “adiantar” alguma tarefa para o dia seguinte. Não caia nessa armadilha. Terminou o dia, deixe sua “mesa de trabalho” organizada para o dia seguinte, como se estivesse indo embora para casa. Isso dá a sensação de dever cumprido!

A adaptação acontece em tempos diferentes para cada pessoa. Uns sofrem em menor intensidade e por menos tempo, já outros sentem os efeitos mais intensamente, o que pode acarretar problemas psíquicos e podem precisar de acompanhamento com um profissional.

Guia com as 15 Técnicas para reduzir a ansiedade
Sou focada em achar o melhor conteúdo que já foi publicado na rede e trazer informações que são relevantes e agregam valor para você.
Casule Play

Minha casa virou escritório!

Se você quiser saber mais ou conversar com um dos nossos profissionais sobre Minha casa virou escritório!, você pode  agendar o seu horário clicando aqui. Ou você pode ver mais sobre Terapia Online, Acompanhamento semanal com nossa Nutricionista ou Como ter mais produtividade com o nosso Coach!
Redatora Casule, aqui no Blog.
Sou focada em achar o melhor conteúdo que já foi publicado na rede e trazer informações que são relevantes e agregam valor para você.

O que você achou deste conteúdo? Conte nos comentários sua opinião sobre: Minha casa virou escritório!.

0 comentários

Enviar um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Quando a rede social deixa de ser um prazer e impacta sua saúde emocional

Atualmente, as redes sociais são uma grande forma de interação social, nos conectando a amigos, familiares e pessoas do mundo todo. Auxiliam também na compra e venda de produtos, e contribuem para a disseminação de informações. Mas, mesmo com todas essas vantagens, as redes sociais também podem ser um ambiente bem tóxico.
Leia mais

AVALIAÇÃO PARA CIRURGIA BARIÁTRICA: entenda porque não pode ser realizada em uma única sessão

A avaliação para cirurgia bariátrica é um processo que consiste na utilização de diversas ferramentas para avaliar o paciente e possibilitar a elaboração do laudo. E como todo processo, não é viável ser realizado em uma única sessão, pois uma série de requisitos precisa ser cumprida para zelar pelo cuidado e segurança do paciente, além da fidedignidade do resultado.
Leia mais

Você já parou para pensar no seu propósito de vida?

A autocobrança excessiva é entendida como uma super exigência que fazemos para nos disciplinar a alcançar um determinado objetivo. Porém, como o próprio nome já diz, a autocobrança é uma pressão interna, uma “voz” interna que é extremamente exigente com você e que não minimiza a cobrança apesar de qualquer situação.
Leia mais

5 sinais clássicos que você se cobra demais

A autocobrança excessiva é entendida como uma super exigência que fazemos para nos disciplinar a alcançar um determinado objetivo. Porém, como o próprio nome já diz, a autocobrança é uma pressão interna, uma “voz” interna que é extremamente exigente com você e que não minimiza a cobrança apesar de qualquer situação.
Leia mais
Tenha o total controle das suas emoções conte com a Casule para o seu bem-estar.
Share This