Dissonância-cognitiva-da-realidade---Blog-Casule---psicóloga-Auxiliatrice

Dissonância cognitiva e padrões de distorção da realidade

Atualizado em 05/04/2019
Por Redatora Casule

Dissonância cognitiva e padrões de distorção da realidade

Atualizado em 05/04/2019
Por Redatora Casule
Junte-se a milhares de pessoas

Entre para nossa lista e receba conteúdos exclusivos e com prioridade

Dissonância cognitiva e padrões de distorção da realidade

Segundo o movimento cognitivista, que entende o funcionamento psicológico a partir de processamentos de informações, o indivíduo forma esquemas que o permitem organizar estímulos do ambiente e interpretá-los. Essas estruturas são moldadas a partir da interação com o meio ao longo de toda vida e, na ocorrência de um novo evento, são feitas leituras e atribuição de significado baseados nos esquemas preexistentes. 

Assim, as interpretações que são dadas às situações, grupos, objetos e até a nós mesmos e nossas condições estão condicionadas a esses esquemas, já que são eles os responsáveis por organizar as informações e dar sentido a elas. Tal relação explica o fato de pessoas terem percepções diferentes sobre o mesmo evento, pois filtram e significam este de acordo com sua organização cognitiva, e não de forma direta.

terapia-online-casule-banner

Quando uma situação destoa muito de nossos esquemas, trazendo informações conflitantes com eles, sentimos um desconforto e ansiedade, que chamamos de dissonância cognitiva. Diante disso, alteramos nossos esquemas pra voltar a interpretar o evento ou distorcemos a realidade para que ela volte a ser compatível com nossa organização mental. Se, por exemplo, ao longo da vida a pessoa passa a duvidar de sua capacidade, acreditando que é incapaz, e em determinado momento começa a ter sucesso em processos seletivos e crescimento profissional, isso vai soar estranho e gerar dissonância. Diante dela, ele pode repensar sua real capacidade ou começar a achar justificativas para aquilo acontecer, como: “estava com sorte”, “tiveram dó de mim”, “não foram exigentes”, distorcendo a realidade para ela voltar a ser consonante com seu esquema. 

O processo de dissonância e readequação ao esquema ocorre em todas as áreas da vida, pois trata-se de um mecanismo de processamento de informação. Está presente no âmbito social, relações afetivas, família, contexto profissional e até mesmo na manutenção de ideologias, auxiliando na adaptação ao contexto ou dificultando a percepção crítica de algumas situações. No último caso, o esquema se fortalece e a pessoa entra em um ciclo, o qual envolve a percepção da situação, as emoções associadas e comportamentos; fomentando assim padrões de respostas geradores de prejuízos e sofrimentos.

A terapia cognitivo-comportamental, entre outras coisas, auxilia no aumento da flexibilidade cognitiva, direcionamento atencional para eventos filtrados pelo esquema de processamento do paciente, bem como racionalização de pensamentos automáticos. Os avanços alcançados com as intervenções citadas ajudam na reestruturação dos esquemas de crenças, permitindo que a pessoa possa reformular melhor suas percepções e diminuir as distorções da realidade frente a uma dissonância. 

Guia com as 15 Técnicas para reduzir a ansiedade
Sou focada em achar o melhor conteúdo que já foi publicado na rede e trazer informações que são relevantes e agregam valor para você.
Casule Play

Dissonância cognitiva e padrões de distorção da realidade

Se você quiser saber mais ou conversar com um dos nossos profissionais sobre Dissonância cognitiva e padrões de distorção da realidade, você pode  agendar o seu horário clicando aqui. Ou você pode ver mais sobre Terapia Online, Acompanhamento semanal com nossa Nutricionista ou Como ter mais produtividade com o nosso Coach!
Redatora Casule, aqui no Blog.
Sou focada em achar o melhor conteúdo que já foi publicado na rede e trazer informações que são relevantes e agregam valor para você.

O que você achou deste conteúdo? Conte nos comentários sua opinião sobre: Dissonância cognitiva e padrões de distorção da realidade.

0 comentários

5 sinais clássicos que você se cobra demais

5 sinais clássicos que você se cobra demais

Como lidar com a sensação incômoda de autocobrança excessiva? Como lidar com aquela voz que fica na nossa cabeça falando “você deveria ter feito isso”, “eu deveria dar conta… “você não podia ter feito aquilo”, “você podia ter feito diferente”, “porque eu sou assim?”, dentre outras tantas frases de cobrança que nós mesmos fazemos conosco.

3 estratégias para controlar seu dinheiro

Ser positivo é algo muito bom, porém quando falamos de dinheiro, devemos ser realistas e conhecer bem a nossa própria condição financeira. Por isso, ter inteligência emocional nas finanças se torna algo tão importante.
Leia mais

5 sinais clássicos que você se cobra demais

Como lidar com a sensação incômoda de autocobrança excessiva? Como lidar com aquela voz que fica na nossa cabeça falando “você deveria ter feito isso”, “eu deveria dar conta… “você não podia ter feito aquilo”, “você podia ter feito diferente”, “porque eu sou assim?”, dentre outras tantas frases de cobrança que nós mesmos fazemos conosco.
Leia mais

Geração Tik Tok: 3 vícios do momento

Uma tela de celular, um vídeo vertical e um minuto da sua vida. Esses três elementos são a essência do Tik Tok, a rede social de vídeos curtos que está viciando os jovens e já mudou os hábitos de consumo de vídeos de milhares de usuários. Você abre às 19h, e quando olha para o relógio novamente, já se passou uma hora.
Leia mais
Tenha o total controle das suas emoções conte com a Casule para o seu bem-estar.
Share This