Como tratar os sistemáticos?

Atualizado em 10/10/2016
Por Redatora Casule

Como tratar os sistemáticos?

Atualizado em 10/10/2016
Por Redatora Casule
Junte-se a milhares de pessoas

Entre para nossa lista e receba conteúdos exclusivos e com prioridade

Como tratar os sistemáticos?

O desafio gerencial de extrair maior contribuição dos colaboradores cheios de manias, metódicos e obsessivos faz parte do cotidiano de qualquer organização.Pessoas que se relacionam com pessoas através de diferentes usos da hierarquia sempre implica o entrechoque com diferentes personalidades

Por certo você facilmente identifica em seu escritório quem tem a mesa mais bem organizada, aquele que mantém tudo em seus devidos lugares, com todos os objetos dispostos rigorosamente prontos para serem utilizados.

É claro que você também sabe que essa pessoa normalmente tende a reagir a quaisquer mudanças de seu cotidiano, seja na simples rearrumação dos móveis, na disposição dos utensílios e da decoração e, principalmente, na forma em que são realizadas as tarefas do dia-a-dia.

Em geral, o Sistemático é o que sempre se apresenta como voluntário para tomar conta do tempo das reuniões de que participa.
Pessoas assim são organizadas e meticulosas, sempre têm o lugar adequado para tudo e detestam ver seus objetos fora do lugar.
Reagem à mudança e, raramente, fazem algo sob o impulso do momento.
Cerebrais, recusam-se a ceder às emoções. Empenham-se na análise dos problemas com os quais se defrontam.
Adoram se dedicar aos aspectos menores, aos detalhes e às minudências que os outros menosprezam ou desconsideram.

terapia-online-casule-banner

Toda vez que você se relacionar com pessoas que tenham essas características, lembre-se de que elas preferem ouvir a falar. Assim, prepare-se para manter a iniciativa do diálogo.

Se tiver a expectativa que o ajudem a resolver algum problema, seja comedido ao lhes passar os detalhes. Não jogue sobre elas tudo de uma só vez. Essas pessoas preferem analisar cada coisa separadamente, em partes, e tratar uma a uma há seu tempo. Julgam os seus interlocutores pela organização, precisão e clareza do que dizem e escrevem.
Passe-lhes as tarefas seguindo a seqüência dos eventos ou atividades, em ordem, deixando-os livremente comentar passo a passo o que desejarem.

Não espere que se saiam bem em trabalho de grupo. Não têm paciência para ouvir os desvios de objetividade na comunicação dos interlocutores.
Preferem realizar atividades solitárias, em que possam se desincumbir de tudo sozinhos. Embora não sejam destituídos de senso de humor, levam muito a sério o que fazem.

Evite envolvê-los em brincadeiras quando estiverem ocupados. Isto os irrita. Não os peça também que atuem como consultores, mentores ou conselheiros de seus colegas menos experientes. Detestam o desempenho dessas funções educacionais. No entanto, tendem a seguir fielmente os conselhos e sugestões que recebem, especialmente quando percebem que lhes serão úteis.

FONTE:http://www.administradores.com.br/artigos/cotidiano/como-tratar-os-sistematicos/39184/

Guia com as 15 Técnicas para reduzir a ansiedade
Sou focada em achar o melhor conteúdo que já foi publicado na rede e trazer informações que são relevantes e agregam valor para você.
Casule Play

Como tratar os sistemáticos?

Se você quiser saber mais ou conversar com um dos nossos profissionais sobre Como tratar os sistemáticos?, você pode  agendar o seu horário clicando aqui. Ou você pode ver mais sobre Terapia Online, Acompanhamento semanal com nossa Nutricionista ou Como ter mais produtividade com o nosso Coach!
Redatora Casule, aqui no Blog.
Sou focada em achar o melhor conteúdo que já foi publicado na rede e trazer informações que são relevantes e agregam valor para você.

O que você achou deste conteúdo? Conte nos comentários sua opinião sobre: Como tratar os sistemáticos?.

0 comentários

Enviar um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

5 sinais clássicos que você se cobra demais

5 sinais clássicos que você se cobra demais

Como lidar com a sensação incômoda de autocobrança excessiva? Como lidar com aquela voz que fica na nossa cabeça falando “você deveria ter feito isso”, “eu deveria dar conta… “você não podia ter feito aquilo”, “você podia ter feito diferente”, “porque eu sou assim?”, dentre outras tantas frases de cobrança que nós mesmos fazemos conosco.

3 estratégias para controlar seu dinheiro

Ser positivo é algo muito bom, porém quando falamos de dinheiro, devemos ser realistas e conhecer bem a nossa própria condição financeira. Por isso, ter inteligência emocional nas finanças se torna algo tão importante.
Leia mais

5 sinais clássicos que você se cobra demais

Como lidar com a sensação incômoda de autocobrança excessiva? Como lidar com aquela voz que fica na nossa cabeça falando “você deveria ter feito isso”, “eu deveria dar conta… “você não podia ter feito aquilo”, “você podia ter feito diferente”, “porque eu sou assim?”, dentre outras tantas frases de cobrança que nós mesmos fazemos conosco.
Leia mais

Geração Tik Tok: 3 vícios do momento

Uma tela de celular, um vídeo vertical e um minuto da sua vida. Esses três elementos são a essência do Tik Tok, a rede social de vídeos curtos que está viciando os jovens e já mudou os hábitos de consumo de vídeos de milhares de usuários. Você abre às 19h, e quando olha para o relógio novamente, já se passou uma hora.
Leia mais
Tenha o total controle das suas emoções conte com a Casule para o seu bem-estar.
Share This