Rotinas que asfixiam, medos que encarceram.

Atualizado em 11/08/2016
Por Redatora Casule

Rotinas que asfixiam, medos que encarceram.

Atualizado em 11/08/2016
Por Redatora Casule
Junte-se a milhares de pessoas

Entre para nossa lista e receba conteúdos exclusivos e com prioridade

Rotinas que asfixiam, medos que encarceram.

As rotinas nos protegem, tanto que, às vezes, podem se tornar uma verdadeira prisão. Estabelecê-las evita que tomemos algumas decisões diárias que deveríamos adotar se não existissem aquelas costumeiramente fixas. Também nos coloca uma forma de agir que se traduz em um esquema de pensamentos e sentimentos que não mudam.

O preço das rotinas pode ser muito alto. Sim, elas são necessárias; são uma maneira prática de administrar a vida cotidiana. Ao mesmo tempo, porém, e de forma imperceptível, se transformam em uma forma de viver na qual você se refugia e começa a ter medo das mudanças.

É comum encontrar com pessoas que vivem submersas em uma rotina, mas que a negam o tempo todo. Suspiram, tomam a frente e dizem que estão entediados porque tudo sempre é igual. No entanto, não sentem que têm a força para dizer “basta”.

Assim, para vencer a ditadura das rotinas é necessária uma boa dose de valor. Além disso, é imprescindível uma motivação importante e a confiança suficiente em si mesmo para ser capaz de romper o esquema e adentrar o caminho da incerteza.

O efeito ensurdecedor das rotinas

O pior de estabelecer rotinas e mantê-las é que você vai se tornando insensível sem perceber. Não é que você deixa de sentir, mas isso acaba restringindo o que sente. Você começa a ter a percepção de que tudo aquilo que não é familiar é perigoso. O novo, o diferente, se transforma em uma espécie de ameaça.

A rotina é um andaime composto por muitas peças. Compreende desde a forma como você administra seus horários habituais e chega a abordar toda a sua concepção sobre o mundo. Você acaba acreditando que deve sentir, pensar e agir de um único modo. Que já compreende toda a realidade e que perguntas não são mais necessárias.

A rotina acaba com a sua curiosidade, diminui sua capacidade de se surpreender. Sobretudo, o deixa surdo e cego a respeito de seu próprio potencial. Você acaba acreditando que só faz o que pode fazer e que seria impossível agir ou viver de outra forma.

terapia-online-casule-bannerPowered by Rock Convert

O resultado é um certo estado de torpor. Com a rotina, você vive em função de “cumprir”, e não de evoluir ou ser feliz. E o pior: começa a ver a rotina como sua grande realização e sente medo de tudo que pode alterá-la.

O medo de mudar e a resistência à mudança

Viver com paixão é um verdadeiro dom que muitos não podem, ou não querem, experimentar. Significa sentir um interesse genuíno pelo trabalho que desenvolve, um amor autêntico pelas pessoas com quem se relaciona, um verdadeiro entusiasmo diante dos planos para o futuro e de tudo o que há para fazer.

Por que, então, tantas pessoas veem a vida passar diante de seus olhos e tratam, mais ainda, de “perder tempo” ao invés de viver intensamente? A resposta só pode ser uma: é o medo que as prende em rotinas que funcionam como um escudo. Faz com que elas evitem experimentar o novo, o desconhecido, o desafiador.

A mudança é isso: um desafio. Os convencionalismos, os costumes, a segurança que existe em fazer a mesma coisa sempre para não ter que pensar demais. Mesmo quando a rotina está repleta de situações desagradáveis, muitos a toleram porque o medo de mudar é maior. Isso significaria sair de sua zona de conforto e ter que aguçar sua capacidade de encarar as situações desconhecidas.

Como vencer o medo de sair da rotina?

Cada pessoa deveria estar fazendo o que quer, do modo que quer, com quem quer e onde quer. Ninguém teria razão para se conformar em trabalhar ou viver como não quer simplesmente por medo de mudar.

Com certeza ninguém pode mudar completamente de um dia para o outro. Na verdade, pode sim, mas muitos precisam de um processo mais pausado para conseguir isso. É certo que nem sempre convém romper com tudo, mas basta recuperar algum espaço para ser você mesmo. Como começar? O que fazer para sair dessas rotinas que nos encarceram?

  • Tire um tempo para você. Por mais exigente ou importante que seja o seu trabalho, ele nunca pode ser mais importante do que você mesmo. Uma parte do seu tempo deve ser dedicada a si mesmo. É nessas partes que você deve focar somente o que verdadeiramente quer: dormir, comer, dançar, seja o que for. O importante é que você sinta que está fazendo única e exclusivamente o que quer fazer.
  • Você precisa brincar. A brincadeira nunca deve ser eliminada. A brincadeira tida como diversão é um espaço de liberdade por excelência. Durante a brincadeira você se reinventa, volta a construir novos significados para o que você é. Jogue cartas, jogue bola, brinque com o que quiser, mas brinque. Atenção: não olhe os outros jogarem. Estamos falando de você ser o jogador.

Não perca contato com a natureza. A natureza exerce um efeito extremamente positivo sobre as emoções e o pensamento. Assim, é muito importante que você procure uma forma de estar em contato com o verde das plantas e com a maneira particular que os animais têm de interagir. A natureza nos ajuda a nos conectarmos com nós mesmos, e isso, por sua vez, nos permite identificar as mudanças que precisamos implementar.

FONTE:http://amenteemaravilhosa.com.br/rotinas-asfixiam-medos-encarceram/

banner-paisagem-ebook-manejo-da-ansiedade-v1.1-curtoPowered by Rock Convert
Casule Play

Rotinas que asfixiam, medos que encarceram.

Se você quiser saber mais ou conversar com um dos nossos profissionais sobre Rotinas que asfixiam, medos que encarceram., você pode  agendar o seu horário clicando aqui.


Ou você pode ver mais sobre Terapia Online, Acompanhamento semanal com nossa Nutricionista ou Como ter mais produtividade com o nosso Coach!
Redatora Casule, aqui no Blog.
Sou focada em achar o melhor conteúdo que já foi publicado na rede e trazer informações que são relevantes e agregam valor para você.

O que você achou deste conteúdo?
Conte nos comentários sua opinião sobre: Rotinas que asfixiam, medos que encarceram..


0 comentários

Enviar um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

quero-emagrecer-por-onde-começo
Quero emagrecer, por onde começo?

Quero emagrecer, por onde começo?

Chás emagrecedores, dietas milagrosas, produtos caríssimos: quem de nós nunca recorreu a estes artifícios para emagrecer? No vídeo de hoje a nutricionista Isa Polastri traz três dicas de como iniciar e se manter nesse processo de maneira efetiva, com passos simples, leves e seguros.
Saúde-mental-e-as-redes-sociais
Saúde mental e as redes sociais

Saúde mental e as redes sociais

Existem muitas pesquisas que relacionam problemas de saúde mental, principalmente depressão e ansiedade, com o uso excessivo das redes sociais. E não é pra menos que este assunto se tornou corriqueiro nas rodas de conversa. Mas o que acontece para que um número...

treine sua assertividade
Treine sua assertividade

Treine sua assertividade

Muito se fala sobre os tipos de comportamentos e a importância dos modelos de comunicação, sejam eles passivo, assertivo ou agressivo, mas você já parou para pensar como você costuma se posicionar?
Por-que-alguns-casais-se-recuperam-de-uma-traição-e-outros,-não
Por que alguns casais se recuperam de uma traição e outros não?

Por que alguns casais se recuperam de uma traição e outros não?

Descobrir que os votos de fidelidade foram quebrados causa muita dor. Esse sentimento é forte porque a relação amorosa é uma das mais íntimas que estabelecemos e isso faz com que tudo o que é vivenciado nela seja muito intenso. A infidelidade é ser traído naquilo que é mais íntimo e que gera tanta expectativa, ao mesmo tempo em que começamos a nos questionar aonde nós falhamos e se fomos incompetentes em cuidar da relação.

Autoestima

Tenho recebido mensagens de pessoas dizendo que em meio a quarentena estão com a autoestima baixa, que por estarem em casa não estão se arrumando, e por isso, eu quero compartilhar com vocês uma história da minha filha...
Leia mais
Autoestima

Como identificar que seu filho precisa de psicoterapia?

A infância é uma fase marcada por transformações e crescimentos, tanto no âmbito físico quanto no emocional. É uma fase do desenvolvimento e maturação neurocognitiva de grande importância. A família precisa estar atenta as respostas comportamentais e emocionais. Os motivos para buscar a Psicoterapia na infância são diversos. A psicoterapia infantil é um caminho para ajudar a criança a lidar com essas questões. Estimular para que aprendam a lidar de forma funcional com o conjunto de emoções, pensamentos e comportamentos desencadeados nas mais diversas situações.
Leia mais
Como-identificar-que-seu-filho-precisa-de-psicoterapia

Alimentação pode minimizar os sintomas da menopausa

A menopausa é uma fase da vida das mulheres que pode trazer sintomas como ondas de calor, irritabilidade, ganho de peso, depressão, entre outros. A alimentação se torna importante no manejo destes sintomas e pode promover um bem-estar geral para as mulheres.
Leia mais
alimentação-pode-minimizar-os-sintomas-da-menopausa

Como lidar com a necessidade de controle?

A necessidade de controle é um mecanismo de enfrentamento utilizado por muitas pessoas que, normalmente,são perfeccionistas, inflexíveis, rígidas. O objetivo principal desse mecanismo é obter segurança e não se sentir vulnerável com os imprevistos.
Leia mais

Como resolver sua autoestima?

Nesse vídeo vou te fornecer um instrumento que vai te ajudar a solucionar seus problemas com a sua autoestima. Tá achando que é milagre? Não! O resultado vai depender das suas atitudes, porém será satisfatório.
Leia mais
Como-resolver-sua-autoestima

Como se posicionar?

Sabe aquela pessoa que sempre se comporta de forma rígida e agressiva? Você tem dificuldade em se posicionar quando isso acontece e acaba se sentindo constrangido ou com algum receio ou trava quando alguém te trata dessa forma? Se você quer aprender a se posicionar, esse vídeo é para você!
Leia mais

Ansiedade

O medo é um sentimento inato que nasce conosco. Já a ansiedade é um sentimento secundário oriundo do medo. Ela é um sentimento que todos nós temos, não há ninguém que tenha uma ansiedade zero. Assim sendo, a ansiedade basal de todos os seres humanos estão sempre maior que zero.
Leia mais

Como reduzir a celulite

A celulite é um processo de desestruturação em que a pele perde seu aspecto firme. Atualmente afeta cerca de 98% das mulheres de todo o mundo. Será que a alimentação pode contribuir na diminuição da celulite? A resposta é SIM e pode ser mais fácil do que você imagina! Assista ao vídeo completo e saiba como.
Leia mais
Como reduzir a celulite

Dicas para melhorar a sua Autoestima

Autoestima é uma auto avaliação positiva ou negativa, envolvendo o sentimento acerca de si próprio (como eu me sinto) e o autojulgamento a partir do que a sociedade impõe (como ''devo'' me sentir).
Leia mais
Dicas para melhorar a sua Autoestima
Tenha o total controle das suas emoções conte com a Casule para o seu bem-estar.
Share This