Atenção plena: práticas para melhorar o bem-estar físico e emocional
16 de abril de 2015
Ansiedade Social [Vídeo]
18 de abril de 2015

Quais os sintomas da Dislexia?

 

Para entender como diagnosticar a dislexia, é importante saber que ela não é uma doença, senão um distúrbio genético e neurobiológico que independe da preguiça, falta de atenção ou má alfabetização. É claro que os sintomas da dislexia variam de acordo com os diferentes graus do transtorno, mas a pessoa tem dificuldade para decodificar as letras do alfabeto e tudo o que é relacionado à leitura.  O disléxico não consegue associar o símbolo gráfico e as letras ao som que eles representam. Podem confundir direita com esquerda, no sentido espacial, ou escrever de forma invertida, ao invés de “vovó”, “ovóv”, “topa” por “pato”. A dislexia também gera a omissão de sílabas ou letras como “transorno” para “transtorno”, até mesmo a confusão de palavras com grafia similar, por exemplo, n-u, w-m, a-e, p-q, p-b, b-d… Ter a necessidade de seguir a linha do texto com os dedos é outro sintoma de dislexia. O indivíduo sofre com a pobreza de vocabulário, escassez de conhecimento prévio, confusão com relação às tarefas escolares, podendo resultar num atraso escolar.

Ter dislexia não é o fim do mundo, o disléxico não é deficiente. Fique tranquilo! Ele pode ser uma pessoa saudável e inteligente, porém com dificuldade acima do comum em aprender a ler. Geralmente, o disléxico possui um QI normal ou até mesmo acima do normal. É de extrema importância descartar a ocorrência de deficiências visuais e auditivas, déficit de atenção e problemas emocionais que possam dificultar o aprendizado, só assim os sintomas já citados poderão ser sinais de dislexia.

Quanto antes descobrir a dislexia, melhor para evitar rótulos depreciativos ao portador, dificuldades com os colegas na escola, constrangimento no local de trabalho, problemas de relacionamento seja com amigos, parceiros ou familiares. Afinal, quantas vezes algum disléxico, por não saber a origem de seu problema, não soube argumentar contra críticas, ridicularizarão, zombaria onde trabalha ou estuda? Quantas vezes você, mãe, pai, já não se preocupou com as dificuldades de seu filho?

Sintomas

Os sintomas da dislexia variam de acordo com os diferentes graus do transtorno, mas a pessoa tem dificuldade para decodificar as letras do alfabeto e tudo o que é relacionado à leitura.  O disléxico não consegue associar o símbolo gráfico e as letras ao som que eles representam. Podem confundir direita com esquerda, no sentido espacial, ou escrever de forma invertida, ao invés de “vovó”, “ovóv”, “topa” por “pato”.

A dislexia também gera a omissão de sílabas ou letras como “transorno” para “transtorno”, até mesmo a confusão de palavras com grafia similar, por exemplo, n-u, w-m, a-e, p-q, p-b, b-d… Ter a necessidade de seguir a linha do texto com os dedos é outro sintoma de dislexia. O indivíduo sofre com a pobreza de vocabulário, escassez de conhecimento prévio, confusão com relação às tarefas escolares, podendo resultar num atraso escolar. A existência de casos de dislexia na família, dificuldades para compreensão de texto, reconhecer rimas e símbolos, decorar tabuada, inversão, acréscimo ou omissão de letras, saltar ou retroceder linhas no momento da leitura, são sinais de dislexia.

Alguns sinais que podem diagnosticar a dislexia:

– Quando a incompreensão na leitura ultrapassa a fase de alfabetização;

– A leitura é silabada;

– Faz adivinhações, por exemplo, entende a palavra “famoso” como “família” (pois esta última é mais frequente);

– Troca, omite ou inverte as letras durante a leitura;

– Substituição: “todos” por “totos”;

– Omissão: “Chuva forte” por “chuva fote”;

– Acréscimo de letras ou sílabas: “Estranho” por “estrainho”;

-Separação: “Está embaixo da cama” por “Está em baixo da cama”;

Ou “Caiu uma chuva” por “caiu um a chuva”;

– Junção: “A lua está entre as nuvens” por “Alua está entreas nuvens”.

Tratamento

Uma equipe interdisciplinar, formada por professor, pedagogo, psicólogo, psicopedagogo e fonoaudiólogo, é fundamental para que você consiga não apenas conviver, como superar essa dificuldade de não conseguir associar o símbolo gráfico e as letras ao som que eles representam. Quanto antes descobrir a dislexia, melhor será para evitar rótulos depreciativos ao portador, dificuldades com os colegas na escola, constrangimento no local de trabalho, problemas de relacionamento seja com amigos, parceiros ou familiares. O tratamento da dislexia é um processo longo e que demanda muita persistência.

Fonte: http://www.centropsicopedagogicoapoio.com.br/como-saber-se-seu-filho-e-dislexico/

CONTEښDO VIP
Coloque o seu email abaixo para receber gratuitamente as atualizações do blog!
 
Enviar
100% livre de SPAM.

Comentários

comentários

Nayara Benevenuto
Nayara Benevenuto
Especialista em Terapia Cognitivo-comportamental com crianças e adolescentes. Atende: adultos, casais, famílias, crianças e adolescentes. Afiliada à Federação Brasileira de Terapias Cognitivas (FBTC).

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Marcar Consulta
CONTEښDO VIP
Coloque o seu email abaixo para receber gratuitamente as atualizações do blog!
 
Enviar
100% livre de SPAM.
Fechar
 E aí? Vamos conversar?

  • Este campo é para fins de validação e não deve ser alterado.
close-link

Agende a sua Sessão aqui!
Primeira sessão R$ 100,00 (Psicologia, Fonoaudiologia e Nutrição)

PRÓXIMO PASSO →
fechar
Agendar Sessão