Como lidar com a frustração?
14 de outubro de 2015
Não ter filhos por opção!
16 de outubro de 2015

casule-psicologia-sem-afeto

Quantas pessoas já se questionaram que não conseguem demonstrar os sentimentos?

Seja qual for a relação social, algumas pessoas sentem vergonha de demonstrar esses sentimentos, ou talvez por rejeição. Mas na verdade todos nós sabemos que precisamos desses sentimentos para nos sentirmos bem, seja qual for, um abraço ou um apoio moral sempre foi uma ótima terapia para nós, mas quando se fala de demonstrar isso pra alguém, aí que a coisa complica…

Existem 3 fatores que determinam a maneira como agimos: a genética, o contexto e a maneira como reagimos à esses influxos inatos e sociais.

Por exemplo:

Quando somos mais novos fica muito mais fácil de expressarmos algum sentimento, pois ainda estamos sem cicatrizes. Com o tempo a vida vai nos impondo certas amarras, ficamos desacreditados e assim achamos que “ninguém” realmente mereça o nosso verdadeiro afeto.

Muitas vezes a falta de carinho e afeto, vem da consequência da relação familiar, a frieza dos pais, a falta de diálogo, são fontes para que o filho ache isso “normal”, e dê continuidade a esse modo de agir, e depois venha a sofrer dificuldades em relacionamentos lá na frente. Os pais são apenas crianças crescidas que deram origem a seus filhos. Logo, são passíveis de todos os bloqueios e ressentimentos, tanto quanto você.

O fato de não ter recebido afeto não leva à conclusão de que não tenha méritos ou não seja digno de amor. Como adulto você mesmo pode buscar o amor que necessita, ainda que não tenha recebido o que considera suficiente.  É importante que essa pessoa saiba, que existem recursos para esse tipo de problema e procurar uma psicóloga não significará o fim, ela irá te orientar o que você pode fazer diante a isso, separamos aqui algumas dicas que você pode treinar em casa mesmo, podem parecer bobos, mas são bem úteis

Dicas

  • Comece se aproximando fisicamente das pessoas;
  • Desenvolva o hábito de olhar nos olhos;
  • Avance para pequenos toques, nas mãos e nos braços;
  • Arrisque abraços mais demorados e depois cumprimente com beijos no rosto;
  • Faça testes em animais de estimação e acaricie o quanto quiser, depois vá gradualmente tentando com pessoas de confiança;
  • Levante pontos positivos das pessoas para terceiros, depois para a própria pessoa e depois faça elogios completos;
  • Se exercitar com as pessoas de modo geral, as garotas serão consequências naturais desse processo, afinal, elas tem os mesmos desejos e receios humanos que você.

FONTE:http://doutissima.com.br/2013/12/11/por-que-algumas-pessoas-nao-conseguem-demonstrar-carinho-e-afeto-33805/

Comentários

comentários

Redatora Casule
Redatora Casule
Sou focada em achar o melhor conteúdo que já foi publicado na rede e trazer informações que são relevantes e agregam valor para você.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Marcar Consulta