Perturbação de Personalidade Obsessivo-compulsiva

Atualizado em 27/10/2014
Por Redatora Casule

Perturbação de Personalidade Obsessivo-compulsiva

Atualizado em 27/10/2014
Por Redatora Casule
Junte-se a milhares de pessoas

Entre para nossa lista e receba conteúdos exclusivos e com prioridade

Perturbação de Personalidade Obsessivo-compulsiva

Ao longo deste texto vão sendo apresentadas especificidades que caracterizam esta forma de pensar e de fazer. Antes de lhe dar início coloque-se as seguintes perguntas: sente uma atenção extrema com organização, controlo e perfeccionismo? Tem dificuldade em ser flexível, em se adaptar a mudanças ou aprendizagens? Pois bem, se estes comportamentos estão a tomar conta de si, a dominá-lo e a condicioná-lo, este texto pode bem ser o impulsionador para a resposta que procura.

Continue atento e perceba se se revê nos exemplos que vão sendo enunciados e se estes o descrevem de forma permanente, acabando por o prejudicar nas suas funções, papeis e actividades no dia-a-dia, nas esferas social, profissional e familiar.

Concretizando, perceba se se preocupa excessivamente com pormenores triviais, regras, listas, ordens, organizações ou esquemas ao ponto de perder a própria finalidade da actividade que está a realizar, ou seja, como se o essencial das tarefas que realiza acabasse por ser: cumprir de forma criteriosa as regras por si definidas. (por exemplo, não completa um projecto porque este não segue a 100% a estrutura ou os pormenores que decidiu que a ele se adequam).

Pode também ser tão perfeccionista que procura continuamente a perfeição em tudo o que faz, revendo as tarefas vezes sem fim, com a sensação de que há sempre mais correcções a fazer. Estas duas características contribuem para uma grande limitação em definir prioridades (por exemplo, em escolher o que é urgente – prazos – e o que é importante – objectivos).

Devido a este excesso de zelo pode acontecer que se dedique tanto ao trabalho, à responsabilidade e à produtividade que se afaste totalmente dos seus amigos, hobbies e lazer. Acredita que “não pode perder tempo”, o que o impede de relaxar e aproveitar os bons momentos, levando consigo tarefas de trabalho para “aproveitar bem o tempo” e assim sentir menos desconforto mesmo quando vai de férias. Até os momentos de humor e diversão são para si momentos de responsabilidade, o que deixa frustradas as pessoas que o rodeiam.

Existe também a possibilidade de se focar imensamente em tarefas domésticas ou de higiene, repetindo muitas acções como forma de “garantir” que tudo está organizado e limpo.

Uma outra característica que o pode dominar é estar hiper-consciente da moral, regras, ética ou valores ao ponto em que são elas que decidem o seu dia-a-dia, havendo grande ansiedade sempre que alguma é desrespeitada. O seu lado crítico está desenvolvido de tal forma que qualquer falha que possa cometer, em relação a estes “imperativos” o leva a sentir-se terrivelmente culpado e incapaz, procurando rapidamente a correcção meticulosa da situação (o que também é válido para as pessoas que o rodeiam, podendo criticá-las frequentemente).

terapia-online-casule-banner

toc

Observe agora a sua casa, o seu automóvel e o seu local de trabalho. Pode sentir-se incapaz de se libertar de objectos sem utilidade, mesmo que não tenham qualquer valor sentimental, por pensar que nunca se sabe quando serão úteis, mesmo que quem o rodeie reclame com a quantidade de “tralha” acumulada.

Observe-se agora no seu local de trabalho, e repare como lhe é difícil delegar tarefas. Parece-lhe imprudente visto que desconfia que alguém possa realizar as tarefas que tem em mente, a não ser que siga detalhadamente o seu procedimento. É que para si, existe um modo único e rígido de realizar uma tarefa como pintar uma parede, cozinhar um bife ou enviar um email. Na verdade, é-lhe muito difícil trabalhar em equipa dado que cada pessoa tem o seu modo próprio de trabalhar.

A nível financeiro, existe a possibilidade de você viver abaixo das suas reais possibilidades visto lhe parecer que tem de estar preparado para qualquer eventualidade, imprevisto ou catástrofe acabando por controlar rigidamente as suas despesas, verificando constantemente o orçamento, para que não haja “derrapagens”.

Está tão preocupado com o modo “correcto” das tarefas serem realizadas, que não está receptivo a sugestões vindas de outros, pois é-lhe extremamente difícil ver a vida pela perspectiva deles. Para si, tudo tem de estar bem planeado e estruturado. Nada pode falhar!

Pode também perceber que não lhe parece natural a expressão dos afectos visto que o faz de uma forma controlada e rígida, valorizando a lógica e o intelecto em detrimento da expressão da afectividade.

Por fim, gostaríamos de lhe dizer que estas características presentes de forma moderada podem ser adaptativas e a verdade é que vivemos numa sociedade que valoriza e premeia algumas destas, como: a atenção ao detalhe, disciplina, controlo emocional e perseverança. No entanto, se perceber que estas características são persistentes, rígidas e desadaptativas e afectam o seu desempenho e relacionamentos, acabando por prejudicar de forma decisiva o seu bem-estar, lembre-se que estamos aqui para o ajudar a começar a libertar-se destas amarras e a encontrar novos rumos para o bem-estar!

fonte: http://oficinadepsicologia.com/perturbacoes-de-personalidade/obsessivo-compulsiva

Guia com as 15 Técnicas para reduzir a ansiedade
Casule Play

Perturbação de Personalidade Obsessivo-compulsiva

Se você quiser saber mais ou conversar com um dos nossos profissionais sobre Perturbação de Personalidade Obsessivo-compulsiva, você pode  agendar o seu horário clicando aqui.


Ou você pode ver mais sobre Terapia Online, Acompanhamento semanal com nossa Nutricionista ou Como ter mais produtividade com o nosso Coach!
Redatora Casule, aqui no Blog.
Sou focada em achar o melhor conteúdo que já foi publicado na rede e trazer informações que são relevantes e agregam valor para você.

O que você achou deste conteúdo?
Conte nos comentários sua opinião sobre: Perturbação de Personalidade Obsessivo-compulsiva.


0 comentários

Enviar um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Ensine seu filho(a) a lidar com as emoções
Ensine seu filho(a) a lidar com as emoções

Ensine seu filho(a) a lidar com as emoções

As crenças dos pais e cuidadores influenciam diretamente em como as crianças irão enxergar o mundo, o outro e principalmente a si mesmas. Todos nós temos nossos medos, ansiedades, sentimos raiva, tristeza e para cada um de nós as emoções têm uma intensidade, um significado e um motivo para que elas se expressem. Ensinar os pequenos a reconhecer as emoções, é muito importante para que tenhamos pessoas mais inteligentes emocionalmente.
O que é a terapia de Aceitação e Compromisso (ACT) e como ela pode te ajudar

O que é a terapia de Aceitação e Compromisso (ACT) e como ela pode te ajudar

A Terapia de Aceitação e Compromisso ou ACT (Acceptance and Commitment Therapy) foi desenvolvida nos Estados Unidos pelo psicólogo Steven Hayes e por seus colegas Kelly Wilson e Kirk Strosahl. Ela tem se mostrado altamente eficaz na solução de uma série de problemas, desde depressão, ansiedade, dor crônica e até mesmo vício em drogas.

Quando eu devo perdoar meu parceiro?

A reposta para esta pergunta é SEMPRE! Sempre Cris? Mas ele não merece!!! O perdão não é para ele… porque ele merece… é para você! Porque você merece PAZ! Te explico melhor aqui neste vídeo. Vem Comigo!!!
Leia mais

Como ter inteligência emocional?

Quanto maior a inteligência emocional, maior a qualidade das relações e interações sociais. Você já parou para pensar como podemos ter mais inteligência emocional?
Leia mais

Rede Social x Saúde Mental

Existem muitas pesquisas que relacionam problemas de saúde mental, principalmente depressão e ansiedade, com o uso excessivo das redes sociais. Mas o que acontece para que um número cada vez maior de pessoas se sinta atraída como se estivessem hipnotizadas, mesmo sabendo o quanto esse hábito em excesso pode ser prejudicial à saúde mental?
Leia mais

Como lidar com a Ansiedade diante da chegada de um Novo Ano?

A chegada do Ano Novo traz consigo a ideia de Recomeço! Para muitas pessoas, representa esperança, prosperidade e expectativas positivas para ”uma nova vida”. Nessa época, também é comum nos sentirmos ansiosos pela vontade de renovação e mudança. Mas, não podemos nos esquecer que a Ansiedade é uma sensação normal e nem sempre ruim. Ela faz parte do nosso instinto de proteção e nos prepara para lidar com as situações de perigo ou estresse.
Leia mais
Como lidar com a Ansiedade diante da chegada de um Novo Ano

Você reclama demais?

Você já parou para reparar quantas vezes você reclamou hoje? O nosso dia a dia está cada vez mais cheio de obrigações e afazeres. Muitas vezes o cansaço e as preocupações fazem com que façamos das reclamações um hábito. Se você se identificou com esse conteúdo, assista ao vídeo.
Leia mais
Voce Reclama Demais blog casule

Como sair do efeito platô?

Você já percebeu que, no processo de emagrecimento, a perda de peso costuma ser ótima nos primeiros meses, mas depois estaciona? Por que será que isso acontece? E como evitar tal efeito platô e continuar a ter resultados? É isso que a nutricionista Isa Polastri explica no vídeo de hoje.
Leia mais
Como-sair-do-efeito-plato-BLOG

Por que ele não me dá valor?

Você já ouviu a frase “a gente só da valor quando perde? Sabia que de certa forma, é uma frase que faz sentido? Neste vídeo, a psicóloga Cristiane Schumann explica o porquê de não darmos tanto valor àquilo que está disponível para nós. Depois de entender a teoria da disponibilidade, certamente muita coisa irá mudar na sua vida!
Leia mais
por-que-ele-não-me-dá-valor

Como ajudar uma pessoa com Depressão?

A Depressão não precisa necessariamente vir acompanhada de perdas marcantes ou evidentes. E nem deve ser confundida com aquela tristeza que veio por uma situação que normalmente nos deixaria triste, ou chateado.
Leia mais
como-ajudar-uma-pessoa-com-depressão-

Dicas para diminuir a Procrastinação e organizar melhor sua Rotina

A Procrastinação é uma Distorção Cognitiva – pensamentos automáticos disfuncionais que distorcem a realidade para que esta se torne condizente com nossas crenças e interpretações anteriores. Mascarada pelo pensamento de ”depois eu faço”, a pessoa tende a adiar tarefas e acumular várias atividades. Geralmente isso acontece por insegurança e promove muita culpa e sintomas de Ansiedade.
Leia mais
dicas para diminuir a procrastinação
Tenha o total controle das suas emoções conte com a Casule para o seu bem-estar.
Share This