perfeccionismo-blog-casule

Perfeccionismo

Atualizado em 28/08/2019
Por Redatora Casule

Perfeccionismo

Atualizado em 28/08/2019
Por Redatora Casule
Junte-se a milhares de pessoas

Entre para nossa lista e receba conteúdos exclusivos e com prioridade

Perfeccionismo

Querer atingir nossos objetivos, aprimorar nosso desempenho, estabelecer metas, revisar e se preparar para as tarefas pelas quais somos responsáveis são boas características, não?

Contudo, quando a busca pelo alcance dos padrões estabelecidos por nós mesmos e a dedicação para realizar as nossas tarefas são acompanhadas de autocrítica, preocupação e frustração excessivas a busca pelo alcance dos padrões estabelecidos pode não estar sendo tão eficaz e nos levar a grande carga de estresse e sofrimento.

Já ouviu falar de perfeccionismo? Ele pode ser definido como uma tendência em manter padrões elevados, associado a sofrimento subjetivo e prejuízos significativos. Ter padrão pode ser importante, mas precisamos analisar nossos padrões de maneira realista.

Há três dimensões no perfeccionismo:

terapia-online-casule-banner
  • Perfeccionismo auto-orientado: ampla motivação interna em ser perfeito, com estabelecimento de padrões irrealistas para si próprio, associados a autocrítica severa, além da inabilidade em aceitar os próprios erros e falhas;
  • Perfeccionismo orientado para os outros: tendência em estabelecer para os outros, padrões exigentes, julgando rigorosamente e criticando o comportamento das outras pessoas;
  • Perfeccionismo socialmente prescrito: acreditam que as outras pessoas possuem grandes expectativas sobre eles, sendo que estas são praticamente impossíveis de serem atingidas na maioria das vezes; os perfeccionistas deste grupo acreditam que os elevados padrões de exigência são impostos pelos outros;

A origem e desenvolvimento do perfeccionismo são temas de diversas pesquisas: há influência dos fatores genéticos, cognitivos, inter-relacionais, culturais, etc. 

Uma das primeiras coisas que aprendemos com a terapia Cognitivo-Comportamental é que não são as situações que vivenciamos que possuem tanta influência no nosso estado de humor mas sim a interpretação que fazemos delas. Essas avaliações por vezes podem ser chamadas de pensamentos distorcidos. Os mais comuns na vida de uma pessoa perfeccionista são:

  • Atenção seletiva: quando um aspecto da situação vira o foco da atenção, enquanto outros são desconsiderados. P. ex.: “Apesar de ter sido aprovado no vestibular, não fiquei entre os melhores”;
  • Tirania dos “deveria”: relacionado a regras e padrões que o individuo estipula para si ou para os outros. P. ex.: “Eu devo sempre ser o melhor”;
  • Catastrofização: está relacionado em imaginar o pior cenário possível frente a uma situação futura. P. ex.: “Se meu relatório não estiver perfeito, poderei perder o meu emprego”;
  • Pensamento “tudo ou nada”: diz respeito a apenas duas formas de interpretação de um evento, geralmente extremas. P. ex.: “Se eu não tirar a nota máxima na prova significa que sou um fracasso”;
  • Rotulação: está ligado à tendência em rotular a si e/ou os outros frente a determinadas situações. P. ex.: “Sou um fracasso”;
  • Personalização: relacionado ao fator autocrítica severa, atribui toda a responsabilidade por resultados negativos a si mesmo, desconsiderando todos os outros fatores que também podem ter contribuído para tal situação. P. ex.: “Se esse projeto não for fechado a culpa é inteiramente minha”;

A terapia Cognitivo-Comportamental auxiliará o paciente na aprendizagem de estratégias que o ajudarão no manejo do perfeccionismo. Algumas delas são:

  • O autoconhecimento e a psicoeducação;
  • Identificação e questionamento dos pensamentos distorcidos;
  • Vivências de novas experiências e comportamentos;
  • Aceitação e autocompaixão.

Sabemos que não é tão simples modificar uma característica que nos acompanha a anos contudo, existem profissionais que podem lhe ajudar a encontrar soluções e novas formas de pensamento e comportamento. Não deixe de procurar por ajuda!

Referências:

Mender, M.A., Talask, G. Perfeccionismo. In: Carvalho, M.R, Malagris, L.E.N., Rangé, B.P. Psicoeducação em Terapia Cognitivo-Comportamental. (2019).

Guia com as 15 Técnicas para reduzir a ansiedade
Casule Play

Perfeccionismo

Se você quiser saber mais ou conversar com um dos nossos profissionais sobre Perfeccionismo, você pode  agendar o seu horário clicando aqui. Ou você pode ver mais sobre Terapia Online, Acompanhamento semanal com nossa Nutricionista ou Como ter mais produtividade com o nosso Coach!
Redatora Casule, aqui no Blog.
Sou focada em achar o melhor conteúdo que já foi publicado na rede e trazer informações que são relevantes e agregam valor para você.

O que você achou deste conteúdo? Conte nos comentários sua opinião sobre: Perfeccionismo.

0 comentários

Saiba quais são os 9 indicadores de violência infantil
Saiba quais são os 9 indicadores de violência infantil

Saiba quais são os 9 indicadores de violência infantil

Antes de qualquer coisa precisamos pensar em uma prática muito comum dos adultos em atribuírem qualquer discurso da criança somente à imaginação e à fantasia, podendo estar negligenciando situações de risco ou de violência consumada. É claro que, em muitos casos, essas situações não são óbvias e nem mesmo fáceis de serem identificadas, por isso é de extrema importância nos atentarmos para os indicadores de violação de direitos e violência.
Como-escolher-minha-futura-profissão-BLOG
Como escolher minha futura profissão?

Como escolher minha futura profissão?

Este momento de decidir em qual curso ingressar optando por uma faculdade, representa uma tomada de decisão importante e significativa na vida de todos nós. Muitas vezes se torna um grande desafio, pois junto com as pressões de notas e prazos para os exames seletivos, surgem também sentimentos de insegurança e incerteza. E o que fazer para tomar uma decisão com coerência e tranquilidade?
Como organizar as finanças do casal
Como organizar as finanças do casal

Como organizar as finanças do casal

A primeira coisa que é importante saber é que não existe o que é o ideal para todas as pessoas, ou seja, não há uma forma adequada que vá se encaixar na vida de todos casais. Por isso, é importante que você e seu parceiro(a) conversem e estabeleçam qual vai ser a forma de organização financeira que vai ser melhor para o caso de vocês. Mas, há quatro formas principais para organizar a vida financeira do casal
voce sabe pedir ajuda
Você sabe pedir ajuda?

Você sabe pedir ajuda?

Você provavelmente passou por alguma situação em que sentia que precisava de ajuda , mas não conseguiu pedir. Parece simples, mas muitas pessoas resistem a isso e para elas, pedir ajuda pode representar não só assumir a própria fragilidade, como a exposição dessa fragilidade para outras pessoas.

Devo comer de 3 em 3 horas?

Quando se inicia um processo de reeducação alimentar e/ou emagrecimento é muito comum associar “dieta” com o ato de comer de 3 em 3 horas, este tipo de analogia na prática clínica é algo recorrente. Entretanto, quando surge este tipo de questionamento a resposta é: depende.
Leia mais
devo comer de 3 em 3 horas

Como se tornar uma pessoa mais interessante?

Não se sentir uma pessoa interessante tem uma relação com o medo do julgamento dos outros, da insegurança e da baixa autoestima. O que você precisa é se tornar interessante primeiro para você, e com isso, tornará mais fácil entender que alguns irão gostar do seu jeito e outras não, e está tudo bem, pois cada um é de um jeito.
Leia mais
como se tornar mais interessante

Você tem vivido como adulto saudável ou como uma criança ferida?

A maneira como vivemos hoje está muito relacionada à nossa história de vida, as nossas experiências passadas, ao que nos foi dado e ao que nos faltou na nossa infância. No entanto, conforme vamos crescendo, precisamos aprender a desenvolver nossa maturidade emocional. Isso significa que precisamos ter controle sobre nossas emoções, comportamentos e olhar para as adversidades de forma mais realista e objetiva. Nesse texto, eu vou explicar as principais características do adulto saudável.
Leia mais
Você tem vivido como adulto saudável ou como uma criança ferida

Você é uma pessoa perfeccionista?

Já ouviu falar sobre o perfeccionismo? Sabia que a longo prazo ele pode causar muitos prejuízos para nossa saúde mental e pode ser fator de risco para transtornos de ansiedade, depressão, burnout e transtornos alimentares?
Leia mais
Você-é-uma-pessoa-perfeccionista

É possível haver relacionamentos abusivos entre pais e filhos?

Sim! É possível sofrer violência na relação entre pais e filhos. Aqui, neste texto, você entenderá mais sobre essa relação tóxica que pode acontecer desde a infância de quem passa por isso. Identificar um relacionamento abusivo na relação entre pai e filho não é nada fácil, considerando que o indivíduo passa por isso desde sempre e pode estar sendo manipulado a enxergar que os castigos e repreensões que sofre são normais devido ao seu mau comportamento.
Leia mais
É possível haver relacionamentos abusivos entre pais e filhos

Fui traído(a) e não consegui superar

É muito comum que pessoas decidam permanecer em um relacionamento mesmo após uma traição. A questão é que muitas vezes, a insegurança, a desconfiança e conflitos por causa disso tomam conta do relacionamento.
Leia mais
Fui-traído-e-não-consegui-superar

Síndrome da Boazinha: Você já ouviu falar sobre ela?

Você conhece alguém que sempre precisa da aprovação do outro, que se colocam em segundo plano, necessitam agradar todos ao redor e sentem dificuldade em dizer não, mesmo que não tenha tempo ou não tenha interesse para atender tais solicitações? Se sim, talvez você sofra com a “Síndrome da Boazinha”
Leia mais
Síndrome da Boazinha- Você já ouviu falar sobre ela
Tenha o total controle das suas emoções conte com a Casule para o seu bem-estar.
Share This