Clique para assistir o vídeo

Codependência emocional: fazer muito pelos outros pode ser um problema?

Atualizado em 10/06/2022
Por Cristina Daret
Clique para assistir o vídeo

Codependência emocional: fazer muito pelos outros pode ser um problema?

Atualizado em 10/06/2022
Por Cristina Daret
Junte-se a milhares de pessoas

Entre para nossa lista e receba conteúdos exclusivos e com prioridade

Codependência emocional: fazer muito pelos outros pode ser um problema?

Você já ouviu falar em codependência emocional? Conhece pessoas que tem a necessidade de ajudar e tomar frente dos problemas para se sentir necessário em uma relação?

A relação de codependência emocional é bastante complexa. O indivíduo codependente anula a sua própria vida, deixando-se de lado para prestar auxílio e suporte apenas para o outro. Assim, o seu parceiro, familiar ou mesmo um amigo se torna o centro da sua vida.

A partir disso, o codependente simplesmente abre mão de tudo que lhe faz bem, para tentar “suprir as necessidades alheias”.

Ele costuma agir como o salvador, mas também como aquele que faz você se sentir incapaz em determinadas situações. Por isso, é preciso ficar atento quando a relação com o codependente se torna tóxica.

O problema pode ficar ainda mais intenso quando ele quer mandar ou manipular a vida do indivíduo pelo qual ele desenvolveu a dependência.

Os sintomas da codependência podem ser os mais diversos. O problema aparece quando esses sintomas são muito silenciosos ou, muitas vezes, entendidos como “amor e preocupação”. Por isso, fique atento aos sinais abaixo:

Um codependente abre mão de si mesmo para cuidar do outro – sempre.
A autoestima do codependente costuma ser baixa.
O foco do codependente é o outro – o que ele faz, deixa de fazer, etc.
Há a tentativa constante de controlar o que o outro faz, ou seja, o codependente quer ter o controle sobre a vida do outro.
O autocuidado do codependente também é deixado de lado, afinal, para ele o que importa é o outro no qual ele está “preso” emocionalmente.

terapia-online-casule-banner

O tratamento mais efetivo para a codependência é a psicoterapia. Isso porque é no processo terapêutico que o sujeito consegue resgatar o seu equilíbrio emocional, além de restabelecer a autoestima e o foco de sua vida. Em outras palavras, retoma o foco para si, tirando a atenção total que estava sendo depositada no outro.

Neste vídeo você poderá entender um pouco mais sobre este conceito e descobrir formas de melhorar a relação com um codependente emocional.

Confira com Christina Daret psicóloga da Casule!

Venha conhecer a Casule ou marque um atendimento online aqui (Realizamos atendimento no Brasil e Internacional)

Você pode falar direto com nossa central de atendimento pelo WhatsApp: https://casule.com/zap-atendimento

Guia com as 15 Técnicas para reduzir a ansiedade
Casule Play

Codependência emocional: fazer muito pelos outros pode ser um problema?

Se você quiser saber mais ou conversar com um dos nossos profissionais sobre Codependência emocional: fazer muito pelos outros pode ser um problema?, você pode  agendar o seu horário clicando aqui. Ou você pode ver mais sobre Terapia Online, Acompanhamento semanal com nossa Nutricionista ou Como ter mais produtividade com o nosso Coach!
Cristina Daret, aqui no Blog.
Psicóloga, pós-graduada em Terapia Cognitivo Comportamental. Conheça o meu Instagram. | Clique para marcar uma consulta comigo

O que você achou deste conteúdo? Conte nos comentários sua opinião sobre: Codependência emocional: fazer muito pelos outros pode ser um problema?.

0 comentários

Enviar um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Quando a rede social deixa de ser um prazer e impacta sua saúde emocional

Atualmente, as redes sociais são uma grande forma de interação social, nos conectando a amigos, familiares e pessoas do mundo todo. Auxiliam também na compra e venda de produtos, e contribuem para a disseminação de informações. Mas, mesmo com todas essas vantagens, as redes sociais também podem ser um ambiente bem tóxico.
Leia mais

AVALIAÇÃO PARA CIRURGIA BARIÁTRICA: entenda porque não pode ser realizada em uma única sessão

A avaliação para cirurgia bariátrica é um processo que consiste na utilização de diversas ferramentas para avaliar o paciente e possibilitar a elaboração do laudo. E como todo processo, não é viável ser realizado em uma única sessão, pois uma série de requisitos precisa ser cumprida para zelar pelo cuidado e segurança do paciente, além da fidedignidade do resultado.
Leia mais

Você já parou para pensar no seu propósito de vida?

A autocobrança excessiva é entendida como uma super exigência que fazemos para nos disciplinar a alcançar um determinado objetivo. Porém, como o próprio nome já diz, a autocobrança é uma pressão interna, uma “voz” interna que é extremamente exigente com você e que não minimiza a cobrança apesar de qualquer situação.
Leia mais
Tenha o total controle das suas emoções conte com a Casule para o seu bem-estar.
Share This