fbpx

O medo de sofrer é pior que o próprio sofrimento

Atualizado em 05/08/2016
Por Redatora Casule

O medo de sofrer é pior que o próprio sofrimento

Atualizado em 05/08/2016
Por Redatora Casule
Junte-se a milhares de pessoas

Entre para nossa lista e receba conteúdos exclusivos e com prioridade

O medo de sofrer é pior que o próprio sofrimento

Emilio Duró em uma de suas conferências mais conhecidas chamada “Otimismo e ilusão” diz que 99% das coisas que nos preocupam são coisas que nunca aconteceram, nem acontecerão. E isso é verdade, visto que grande parte de nosso sofrimento e de suas causas estão dentro de nosso cérebro, e o que realmente ocorre é que temos medo de sofrer.

terapia-online-casule-bannerPowered by Rock Convert

O medo é uma reação muito humana, que faz parte de nosso instinto de sobrevivência natural, mas em algumas ocasiões nos trai porque é ativada em situações em que não há um verdadeiro perigo. Nessas situações temos que aprender a controlar nossos temores.

Tendemos a sofrer mais com a simples ideia do sofrimento do que numa situação que pode dar lugar a um sofrimento real. Muitas pessoas temem amar ou se apaixonar por medo de sofrer depois, e elas se escondem atrás de um escudo sem perceberem que desta forma não podem ser elas mesmas, nem conhecer o amor.

Como funciona o medo no nosso cérebro

Para saber como funciona o medo no cérebro, um experimento foi realizado por cientistas do Centro de Saúde Mental da Universidade do Texas em Dallas (EUA). O estudo contou com a participação de 26 adultos (19 mulheres e 7 homens) com idades entre 19 e 30 anos.

O experimento consistia em mostrar aos participantes 224 imagens aleatórias. Entre elas havia imagens reais (divididas em imagens de perigo e situações agradáveis) e imagens irreais sem nenhum indício que diferenciasse as duas categorias entre si.

Foi solicitado aos participantes que apertassem um botão com o dedo indicador direito quando vissem uma foto real e que pressionassem outro botão com o dedo médio direito quando vissem fotos irreais, e os resultados foram medidos mediante eletroencefalografia.

Os resultados do eletroencefalograma revelaram que as imagens ameaçadoras provocavam um aumento precoce da atividade de ondas theta do lóbulo occipital (a área do cérebro onde se processa a informação visual).

Em seguida, era produzido um aumento da atividade theta no lóbulo frontal (onde se produzem as funções mentais superiores tais como a tomada de decisões e o planejamento). Da mesma forma,também foi identificado  um aumento nas ondas beta relacionadas ao comportamento motor.

Portanto, com base nesses resultados, os cientistas chegaram à conclusão que o cérebro prioriza a informação ameaçadora em relação a outros processos cognitivos, e o experimento realizado nos mostra como esse processo acontece.

Escolha deixar de ter medo em vez de sofrer

Para deixar de ter medo de sofrer não existem fórmulas mágicas, e também não existe uma forma de simplesmente deixar de sofrer e esquecer tudo, mas existem determinadas reflexões que podemos fazer que nos ajudarão a deixar de lado esse temor que as vezes é tão irracional.

Escolher não ter medo significa administrar nossas emoções e conseguir que elas não nos dominem, nos conhecer e escolher estar bem e em paz com nós mesmos. Para isso é importante passar por um processo em que refletimos sobre o que sentimos e por que o sentimos.

Identifique o sofrimento

Para lutar contra o medo de sofrer, é essencial não cair na negação e estar consciente de que sofremos. Nesse sentido, para ter uma visão objetiva, podemos observar a nós mesmos e notar o que pensamos, como pensamos e o que fazemos.

Além dessa observação interna, é necessário fazer uma observação externa, olhe o seu corpo e observe o que você está tentando transmitir. Tente perguntar a você mesmo: o que o seu corpo diz? Escute o seu corpo e identifique esse sofrimento.

Escolha deixar de sofrer

Uma vez realizada essa análise interna e externa de nós mesmos, é hora de escolher deixar de sofrer. Para isso podemos começar por deixar de lado os pensamentos negativos que costumamos ter como: “Não posso superar isso”, “Não mereço”, “Não tenho tempo”, “Não vale a pena”.

Junto com esses pensamentos negativos também é importante superar crenças limitantes que costumamos ter enraizadas, como “sofrer por amor é a maneira mais elevada de mostrar um amor verdadeiro”. Deixar de lado pensamentos negativos e crenças limitantes é um passo essencial para que o sofrimento não nos invada e para que possamos escolher a felicidade.

Expresse o que você sente

É comum que tenhamos medo de sofrer e que, além disso, tenhamos medo de exteriorizar este medo por receio do que as outras pessoas possam pensar, mas expressar nossos medos mais profundos é o que nos faz ser valentes e honestos, com os outros e com nós mesmos.

Dizer o que sentimos, colocar palavras no medo é um ato que requer uma grande coragem, mas que nos fará romper as barreiras que nos limitam e tirar o peso do que nos faz sofrer e nos impede de aproveitar completamente o que há de melhor na vida.

FONTE:http://amenteemaravilhosa.com.br/medo-sofrer-pior-sofrimento/?utm_medium=post&utm_source=website&utm_campaign=popular

banner-paisagem-ebook-manejo-da-ansiedade-v1.1-curtoPowered by Rock Convert

O medo de sofrer é pior que o próprio sofrimento

Se você quiser saber mais ou conversar com um dos nossos profissionais sobre O medo de sofrer é pior que o próprio sofrimento, você pode  agendar o seu horário clicando aqui.


Ou você pode ver mais sobre Terapia Online, Acompanhamento semanal com nossa Nutricionista ou Como ter mais produtividade com o nosso Coach!
Redatora Casule, aqui no Blog.
Sou focada em achar o melhor conteúdo que já foi publicado na rede e trazer informações que são relevantes e agregam valor para você.

O que você achou deste conteúdo?
Conte nos comentários sua opinião sobre: O medo de sofrer é pior que o próprio sofrimento.


0 comentários

Enviar um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Como se posicionar?

Como se posicionar?

Sabe aquela pessoa que sempre se comporta de forma rígida e agressiva? Você tem dificuldade em se posicionar quando isso acontece e acaba se sentindo constrangido ou com algum receio ou trava quando alguém te trata dessa forma? Se você quer aprender a se posicionar, esse vídeo é para você!
Ansiedade

Ansiedade

O medo é um sentimento inato que nasce conosco. Já a ansiedade é um sentimento secundário oriundo do medo. Ela é um sentimento que todos nós temos, não há ninguém que tenha uma ansiedade zero. Assim sendo, a ansiedade basal de todos os seres humanos estão sempre maior que zero.
Como reduzir a celulite
Como reduzir a celulite

Como reduzir a celulite

A celulite é um processo de desestruturação em que a pele perde seu aspecto firme. Atualmente afeta cerca de 98% das mulheres de todo o mundo. Será que a alimentação pode contribuir na diminuição da celulite? A resposta é SIM e pode ser mais fácil do que você imagina! Assista ao vídeo completo e saiba como.
Você-pensa-sobre-seus-medos
Você pensa sobre seus medos?

Você pensa sobre seus medos?

O medo é um estado emocional muito importante, associado ao nosso mecanismo de proteção, sobrevivência e adaptação. Os medos estão relacionados a característica do objeto, contexto ou situação temida, mas também a avaliação subjetiva desses fatores. A forma como pensamos as situações, impacta diretamente em como nos sentimos e lidamos com elas. O que acha de avaliarmos nossos medos?

A importância da rede de apoio no processo de psicoterapia

Muito se fala sobre o acolhimento, alternativas de tratamento, estratégias, dicas e orientações necessárias para os pacientes que estão passando por um momento de sofrimento mental, ou possuem algum tipo de transtorno ou realizam psicoterapia. No entanto, pouco é abordado sobre a importância dos familiares e indivíduos que fazem parte do cotidiano e convívio do paciente, que compõem a rede de apoio, sendo considerados parte importante do processo terapêutico, também poder buscar por ajuda, cuidados e orientação.
Leia mais
A-importância-da-rede-de-apoio-no-processo-de-psicoterapia

Saúde mental e o enfrentamento do câncer

como se manter firme para enfrentar uma doença tão difícil e um tratamento tão delicado, vivendo um turbilhão de emoções? Nesse vídeo você vai encontrar algumas orientações para lidar e ajudar alguém que está convivendo com essa doença!
Leia mais
saúde-mental-e-o-enfrentamento-do-câncer

O que a minha filha me ensina

No aniversário da minha filha Luiza, já estávamos em isolamento social e por conta disso, tivemos que cancelar a festinha de aniversário dela. Confesso que foi bem difícil para mim, pois ela ama o aniversário dela que segundo ela, é o dia mais feliz da vida dela. Mal acaba a festa e ela já está planejando o tema do ano seguinte, ela adora estar com os amigos.
Leia mais
O-que-a-minha-filha-me-ensina

Motivos que levam à obesidade

Você sabia que a obesidade é um quadro multifatorial? Isso mesmo! Não podemos colocar apenas na comida a responsabilidade de um ganho de peso. Por isso é importante não ter preconceito e não julgar o comportamento alimentar de uma pessoa que está nesta situação. O aconselhável é sempre buscar ajuda de profissionais que tenham empatia e que possam oferecer qualidade de vida e bem-estar à pessoa com obesidade. Assista a este vídeo completo e saiba mais!
Leia mais
Motivos-que-levam-à-obesidade

Você já ouviu falar em Pistantrofobia

O termo é complicado mas a explicação é simples. Pistantrofobia é o medo de confiar nas pessoas devido a experiências negativas ou decepções ocorridas no passado. Espero que esse vídeo possa te auxiliar a entender melhor sobre esse assunto.
Leia mais

Você tem medo de falar em público?

O medo de falar em público é muito comum. Ou você mesmo tem esse medo ou conhece alguém que tem, não é? É chamado de glossofobia quando esse medo tem proporções exageradas a ponto de paralisar e não permitir que a pessoa tente vencer este medo por si só.
Leia mais

As 5 Linguagens do Amor

Essas são as 5 formas de expressar e de experimentar o amor nas nossas relações. Vem descobrir qual a linguagem do amor que você fala e qual a linguagem que você mais escuta. Compartilha com uma pessoa querida para que vocês possam melhorar a qualidade do relacionamento!!
Leia mais
Linguagens do amor

6 dicas para se tornar uma pessoa mais resiliente

Você sabia que a resiliência é uma habilidade que conseguimos desenvolver e aprimorar? Não são todas as pessoas que já tem essa habilidade super desenvolvida e é por isso que, nesse vídeo, você vai aprender dicas simples de como se tornar uma pessoa mais resiliente e conseguir enfrentar melhor os obstáculos da vida.
Leia mais
6-dicas-para-se-tornar-uma-pessoa-mais-resiliente-BLOG

Você acha que autoestima é só cuidar da sua aparência?

A autoestima vai muito além da aparência, é a visão que você tem sobre você e quando ela está baixa afeta outras áreas da sua vida, seu relacionamento, vida profissional... No vídeo vou explicar o que é, porque é importante e dar dicas para aumentar sua autoestima.
Leia mais
Você acha que autoestima é só cuidar da sua aparência
Tenha o total controle das suas emoções conte com a Casule para o seu bem-estar.
Share This