emoções---Pedrita---psicóloga---Casule

Emoções

Atualizado em 16/11/2018
Por Redatora Casule

Emoções

Atualizado em 16/11/2018
Por Redatora Casule
Junte-se a milhares de pessoas

Entre para nossa lista e receba conteúdos exclusivos e com prioridade

Emoções

Todos nós vivenciamos emoções de vários tipos em nosso dia-a-dia. Tentamos lidar com elas de maneiras tanto eficazes quanto ineficazes. Não há problemas em sentir emoções. Sem emoções, nossas vidas não teriam significado, textura, riqueza, contentamento e conexão com outras pessoas.

As emoções nos lembram de nossas necessidades, nossas frustrações e nossos direitos – nos levam a fazer mudanças, fugir de situações difíceis ou saber quando estamos satisfeitos. Ainda assim, há muitas pessoas que se sentem sobrecarregadas por suas emoções, temerosas dos sentimentos e incapazes de lidar com eles por acreditar que a tristeza e a ansiedade impedem um comportamento efetivo. É necessário entender que as emoções, mesmo quando negativas, possuem funções importantes em nossas vidas.

Quando em uma situação de perigo de vida reagimos com entorpecimento emocional, não lidamos bem com a situação. Deveríamos temer e fugir ou enfrentar.

A capacidade de identificar, reconhecer e nomear, bem como a capacidade de diferencias as próprias emoções é importante para a compreensão do nosso funcionamento. A psicoeducação sobre as emoções incluir orientar o paciente no sentido de que:

  1. Os homens nascem com a capacidade de experimentar emoções universais como medo, raiva, tristeza, nojo, alegria e surpresa;
    • Estas emoções não requerem aprendizagem, embora sua expressão ou inibição dependa do desenvolvimento cognitivo e do contexto cultural;
    • Estas emoções possuem um valor adaptativo;
  1. Outas emoções surgem posteriormente, como a vergonha e a culpa;
  2. As emoções não duram indefinidamente, mas apenas segundo sou minutos, tendendo a diminuir de intensidade após atingirem o pico;
  3. As emoções podem se autoperpetuar e talvez se tornem um estado de humor.

As emoções compreendem um conjunto de processos, dos quais nenhum é por si só suficiente para denominar uma experiência como “emoção”. Elas envolvem avaliação, sensação, intencionalidade (um objeto), “sentimento” (ou qualia), comportamento motor e, na maioria dos casos, um componente interpessoal.

Assim, ao ter a emoção “ansiedade”, você reconhece que está preocupado com o fato de que não conseguirá concluir o trabalho a tempo (avaliação), o ritmo cardíaco acelera (sensação), você se concentra em sua competência (intencionalidade), tem sentimentos terríveis em relação à vida (sentimento), torna-se fisicamente agitado e inquieto (comportamento motor) e pode muito bem dizer a seu parceiro que está em um dia ruim (interpessoal).

terapia-online-casule-banner

A desregulação emocional, que causa prejuízo ao nosso funcionamento, pode se manifestar tanto como intensificação excessiva quanto como desativação excessiva das emoções.

  • A intensificação excessiva inclui qualquer aumento de intensidade de uma emoção que seja sentida pelo indivíduo como indesejada, intrusiva, opressora ou problemática.
  • A desativação excessiva de emoções inclui experiências dissociativas, como despersonalização e desrealização, cisão ou entorpecimento emocional em situações nas quais normalmente se esperaria que as emoções fossem sentidas em alguma intensidade ou magnitude.

Quando a TCC trabalha regulação emocional, estamos auxiliando nossos pacientes a:

  1. perceber e classificar emoções,
  2. usar as emoções para tomar decisões e esclarecer valores e metas,
  3. compreender a natureza das emoções, descartando interpretações negativas acerca delas, e
  4. entender como as emoções podem ser manejadas e controladas.

Em virtude da natureza multidimensional das emoções, os clínicos podem considerar qual dimensão deve ser o foco primordial, escolhendo entre várias abordagens: técnicas de manejo do estresse (p. ex., relaxamento, exercícios respiratórios), intervenções baseadas na aceitação (p. ex. ampliar a capacidade de suportar estímulos desagradáveis, vivendo os mesmo sem julgá-los), estratégias focadas nos esquemas emocionais ou atenção plena (mindfulness).

Referência:

Leahy et. al. Regulação Emocional em Psicoterapia. Artmed, 2013.

Melo et. al. Estratégias psicoterápicas e a terceira onda em terapia cognitiva. 2014.

Guia com as 15 Técnicas para reduzir a ansiedade
Casule Play

Emoções

Se você quiser saber mais ou conversar com um dos nossos profissionais sobre Emoções, você pode  agendar o seu horário clicando aqui.


Ou você pode ver mais sobre Terapia Online, Acompanhamento semanal com nossa Nutricionista ou Como ter mais produtividade com o nosso Coach!
Redatora Casule, aqui no Blog.
Sou focada em achar o melhor conteúdo que já foi publicado na rede e trazer informações que são relevantes e agregam valor para você.

O que você achou deste conteúdo?
Conte nos comentários sua opinião sobre: Emoções.


0 comentários

Mães-Narcisistas
Mães Narcisistas

Mães Narcisistas

O termo “narcisismo” já faz parte da cultura ocidental há mais de século. Tem origem no mito grego de Narciso, rapaz jovem e orgulhoso cuja beleza era admirada por todos. Em uma caminhada ao lado de um rio, Narciso vê seu reflexo na água pela primeira vez. Apaixonado pela própria imagem, ele se mantém junto ao rio para melhor apreciá-la. Por recusar-se a abandoná-la, Narciso morre no local, admirando a si mesmo.
Insonia
Insônia

Insônia

Algumas pessoas enfrentam dificuldades na hora de dormir, seja para iniciar ou manter o sono, como por exemplo, acordam muito mais cedo do que estão habituadas e não conseguem voltar a dormir, acordam no meio da noite ou dormem durante toda a noite e acordam com a sensação de cansaço. Assim, a insônia é caracterizada como a incapacidade de conciliar o sono, seja para adormecer ou permanecer dormindo. “É possível identificar suas causas?” Sim, em sua maioria são consideradas psicofisiológicas.

Compulsão por trair existe?

O que é traição para você? Será que quem trai uma vez, vai trair sempre? Isso é uma doença? Você perdoaria uma traição? E mais de uma?
Leia mais
Compulsão-por-trair-existe-BLOG

Os Efeitos Psicológicos da Pandemia

Muito se fala sobre os impactos físicos que o Covid-19 pode trazer ao corpo. Mas ainda é pouco falado sobre o agravamento dos quadros de transtornos mentais que a Pandemia gerou.
Leia mais

Metáfora do alarme desregulado e a ansiedade

Pra que serve um alarme em casa? Para dar segurança e avisar quando a casa é invadida, por exemplo. Imagina se esse alarme está desregulado e ele começa a disparar quando não tem invasão ou até mesmo quando um amigo seu vem te visitar.
Leia mais
Metáfora do alarme desregulado e a ansiedade blog casule

O que é a terapia de Aceitação e Compromisso (ACT) e como ela pode te ajudar

A Terapia de Aceitação e Compromisso ou ACT (Acceptance and Commitment Therapy) foi desenvolvida nos Estados Unidos pelo psicólogo Steven Hayes e por seus colegas Kelly Wilson e Kirk Strosahl. Ela tem se mostrado altamente eficaz na solução de uma série de problemas, desde depressão, ansiedade, dor crônica e até mesmo vício em drogas.
Leia mais

Por que não dá para fugir do que te causa ansiedade?

Um comportamento muito comum em quem sofre de ansiedade é fugir do que a causou. Para uma pessoa que tem medo de falar em público – que tem crises de ansiedade só de pensar que vai estar na frente de uma plateia falando sobre algum assunto – recusar um convite para dar a palestra vai trazer um alívio imediato dos sintomas. Mas será que o problema foi resolvido?
Leia mais

Quando eu devo perdoar meu parceiro?

A reposta para esta pergunta é SEMPRE! Sempre Cris? Mas ele não merece!!! O perdão não é para ele… porque ele merece… é para você! Porque você merece PAZ! Te explico melhor aqui neste vídeo. Vem Comigo!!!
Leia mais

Como ter inteligência emocional?

Quanto maior a inteligência emocional, maior a qualidade das relações e interações sociais. Você já parou para pensar como podemos ter mais inteligência emocional?
Leia mais

Rede Social x Saúde Mental

Existem muitas pesquisas que relacionam problemas de saúde mental, principalmente depressão e ansiedade, com o uso excessivo das redes sociais. Mas o que acontece para que um número cada vez maior de pessoas se sinta atraída como se estivessem hipnotizadas, mesmo sabendo o quanto esse hábito em excesso pode ser prejudicial à saúde mental?
Leia mais

Como lidar com a Ansiedade diante da chegada de um Novo Ano?

A chegada do Ano Novo traz consigo a ideia de Recomeço! Para muitas pessoas, representa esperança, prosperidade e expectativas positivas para ”uma nova vida”. Nessa época, também é comum nos sentirmos ansiosos pela vontade de renovação e mudança. Mas, não podemos nos esquecer que a Ansiedade é uma sensação normal e nem sempre ruim. Ela faz parte do nosso instinto de proteção e nos prepara para lidar com as situações de perigo ou estresse.
Leia mais
Como lidar com a Ansiedade diante da chegada de um Novo Ano
Tenha o total controle das suas emoções conte com a Casule para o seu bem-estar.
Share This