Compulsão por trair existe?

Atualizado em 19/10/2020
Por Suelen Tebaldi

Compulsão por trair existe?

Atualizado em 19/10/2020
Por Suelen Tebaldi
Junte-se a milhares de pessoas

Entre para nossa lista e receba conteúdos exclusivos e com prioridade

Compulsão por trair existe?

Aperte o play para escutar este conteúdo.

Muitos casais estabelecem um acordo em que se comprometem a permanecer fiéis ao amor que professam um pelo outro. Quando um dos dois rompe esse acordo, falamos de infidelidade. A pessoa que comete a infidelidade geralmente a oculta porque sabe o que significa, e intui algumas das consequências que pode ter, embora mais tarde possa confessar ou ser descoberta. Seja como for, a pessoa que é vítima da infidelidade sofre uma dupla sensação de traição: uma traição a ela e ao relacionamento.

Embora o senso comum siga um conceito básico do que é traição – se relacionar com outra pessoa mesmo sendo comprometido com alguém -, a infidelidade depende muito do que é acordado entre um casal. Há homens e mulheres que consideram o acesso à pornografia online sinônimo de trair, enquanto outros, adeptos de relações abertas, não se incomodam com as aventuras sexuais do parceiro, no entanto, jamais aceitariam que a pessoa mantivesse um envolvimento íntimo que extrapolasse os limites da cama. Em qualquer caso, implica uma perda de confiança, que é a base de um relacionamento saudável.

No amor, a faísca que acende o estopim da infidelidade pode começar de diferentes níveis. Do ponto de vista individual, algumas das causas que podem levar uma pessoa a romper o pacto de exclusividade são: atração sexual; gratificação de necessidades sexuais, emocionais e/ou sociais; fuga de um relacionamento insatisfatório; necessidade de dominar ou conquistar; compulsão ou vício sexual; e vingança.

Quais os padrões da infidelidade?

São vários os padrões de infidelidade e um deles é o padrão de ser infiel na maioria das relações amorosas. Isso também depende de múltiplos fatores como idade, ideologias, aspectos religiosos, particularidades da libido, desejos sexuais, fases do ciclo de vida das relações amorosas, crenças e valores sobre traição, entre tantos outros. 

Algumas pessoas, independentemente do status de compromisso ou do acordo feito com o par, não conseguem ser fiéis de jeito nenhum. Padecem de uma espécie de infidelidade crônica que as leva a colecionar casos repetidamente, sem jamais se apegarem. Há diversas justificativas por trás desse comportamento e uma delas pode ser a busca por autoafirmação. Essas pessoas tendem a procurar no outro o reconhecimento de que são desejáveis e à medida que conseguem isso, pulam para o próximo parceiro. Carregam em si uma necessidade constante de sentirem que têm o poder da sedução. São pessoas de personalidade narcísica, egocêntrica, de sexualidade aflorada.

Já uma outra justificativa é entender que essa infidelidade crônica também pode ser encarada como uma compulsão. Nesse caso, a razão para viver é a obsessão pelo sexo, pela infidelidade. É uma busca pelo prazer sem limites. Nessas circunstâncias, a pessoa pode não ter clareza de que é doente. A compulsão ou vício em sexo é um TOC (transtorno obsessivo-compulsivo) que requer ajuda profissional e tratamento com um psicoterapeuta para se conhecer melhor e identificar os mecanismos inconscientes que levam à mania de trair. Nos casos mais extremos, medicamentos são prescritos para amenizar a ansiedade.

casule-psicologia-juiz-de-fora-traicao

Por amor, algumas pessoas tentam controlar os parceiros infiéis ou fazê-los mudar, mas ninguém muda se não quiser. Cada um só muda a si mesmo. O controle externo pode dificultar, mas não transformará o outro. 

terapia-online-casule-banner

A infidelidade é uma encruzilhada que abre diferentes caminhos, e em muitos deles, o perdão está presente. Existe uma necessidade de perdoar e ser perdoado como um ato de restauração, não só do relacionamento, mas também da própria imagem, uma vez que ninguém gosta de se ver como uma pessoa infiel, não confiável, governada por paixões e instintos. Porém, quando o comportamento infiel é constante, perdoar pode sugerir uma dependência emocional da pessoa traída, indicando uma relação tóxica.

Terapia Casule

A Casule é uma clínica que pensa na sua saúde e no seu bem-estar que atende de forma presencial e online. Isso faz que possamos cuidar de pessoas em qualquer parte do Brasil e do Mundo!

Venha nos conhecer! Marque uma conversa com nossos terapeutas clicando aqui!

Curtiu o texto? Fica a vontade para relaxar com a gente, conheça nossos áudios de relaxamento, é GRÁTIS!

Compartilhe também a Casule em suas redes sociais, InstagramFacebook e Youtube

Mesmo sabendo que trair não é correto, pelo menos sob o ponto de vista moral, e que essa atitude machuca o outro, quem comete uma infidelidade atrás da outra nem sempre costuma sentir culpa, principalmente os que apresentam um comportamento sedutor compulsivo. Para quebrar esse padrão, é necessário reconhecer que o comportamento prejudica o outro e, consequentemente, a relação, mas apenas dará certo se houver o verdadeiro reconhecimento da necessidade de mudança. Se essa necessidade ocorrer apenas por causa de um pedido do traído, ela não será efetiva.

Fontes:

https://www.uol.com.br/universa/noticias/redacao/2019/08/04/infidelidade-cronica-isso-existe.htm
https://amenteemaravilhosa.com.br/infidelidade-amor-deixa-de-ser-exclusivo/
https://womenshealthbrasil.com.br/traicao-afinal-o-que-e/

Guia com as 15 Técnicas para reduzir a ansiedade
Casule Play

Compulsão por trair existe?

Se você quiser saber mais ou conversar com um dos nossos profissionais sobre Compulsão por trair existe?, você pode  agendar o seu horário clicando aqui.


Ou você pode ver mais sobre Terapia Online, Acompanhamento semanal com nossa Nutricionista ou Como ter mais produtividade com o nosso Coach!
Suelen Tebaldi, aqui no Blog.
Psicóloga, terapeuta cognitiva comportamental, apaixonada pela escuta e pelo relacionamento com as pessoas. "Psicóloga da família" desde pequena, vive e ama essa profissão e todos os seus desafios. Conheça o meu Instagram. | Clique para marcar uma consulta comigo

O que você achou deste conteúdo?
Conte nos comentários sua opinião sobre: Compulsão por trair existe?.


0 comentários

Enviar um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Relacionamento-à-distância-dá-certo-BLOG
Relacionamento a distância dá certo?

Relacionamento a distância dá certo?

Neste vídeo, nossa psicóloga Cristiane Schumann fala sobre as principais dificuldades enfrentadas por casais de se relacionam à distância. Dra. Cristiane explica, por exemplo o aumento das desconfianças, ciúmes e conflitos que o casal passa a ter. E dá dicas espetaculares para amenizar os afeitos da distância, da insegurança e da saudade.
Mitos e verdades sobre a psicoterapia
Mitos e verdades sobre a psicoterapia

Mitos e verdades sobre a psicoterapia

Apesar de a psicoterapia estar ganhando seu merecido espaço na atualidade, ainda existem pessoas que resistem a procurar ajuda de um profissional quando têm algum tipo de sofrimento psíquico, seja ele no âmbito pessoal, seja nos relacionamentos. Atualmente, estamos falando mais sobre a importância da saúde mental e de cuidar das emoções, mas é importante desmitificar alguns pontos que ainda persistem.
ativação mental da depressão
Ativação comportamental na depressão

Ativação comportamental na depressão

A depressão é um tipo de transtorno mental que pode se tornar incapacitante dependendo do nível de adoecimento psíquico que o indivíduo se encontra. É caracterizado pela alteração de humor, sendo presente sentimentos de tristeza, apatia, vazio ou irritabilidade, acompanhado de alterações somáticas e cognitivas que afetam de forma significativa a capacidade de funcionamento do indivíduo, podendo estar associada a pensamentos suicidas.

As 4 formas mais comuns de violência infantil

Embora a violência infantil seja um assunto difícil de ser abordado, seu debate é de extrema importância. Em primeiro lugar porque ela está presente no cotidiano de muitas crianças e adolescentes brasileiros, se mostrando como um grande problema de saúde pública, além disso, ela pode afetar profundamente a vida das vítimas.
Leia mais
4-formas-mais-comuns-de-violencia-infantil-BLOG

Adoecimento Psicológico causado pela Pandemia

Desde o início da pandemia, ouvimos falar muito sobre os efeitos do vírus no corpo e suas possíveis consequências físicas. Pouco se fala sobre o aumento de pessoas com adoecimento emocional, manifestados exatamente por esse período de isolamento, medo, angústias e dúvidas.
Leia mais
Adoecimento Psicológico causado pela Pandemia

Quando a ansiedade se torna um problema?

Você tem sofrido com ansiedade? Sabe quando ela se torna um problema? Nesse vídeo te explico o que é a ansiedade e te ajudo a identificar quando ela se torna prejudicial em nossas vidas.
Leia mais
Quando-a-ansiedade-se-torna-um-problema-BLOG

O que fazer diante de uma escolha difícil?

Alguma vez na vida já tivemos que lidar com um dilema ou uma decisão difícil. Quando estamos nessas situações, nossa mente facilmente entra em ação, tentando descobrir o que fazer, para "fazer a decisão correta".
Leia mais
O-que-fazer-diante-de-uma-escolha-dificil

Você sabe o que é fibromialgia?

A fibromialgia é uma síndrome que tem afetado muitas pessoas, principalmente mulheres entre os 30 e 50 anos. Ela é caracterizada pelo aumento da sensibilidade dolorosa em diversos pontos do corpo e acompanha também alguns outros sintomas como: distúrbio do sono, fadiga, ansiedade e depressão.⁣
Leia mais
Você sabe o que é fibromialgia

Sempre antecipo que algo ruim vai acontecer

Você é daquelas pessoas que sempre fica ansiosa e antecipa que algo ruim, catastrófico vai acontecer... que ao criar expectativas, associa a elas um tom de negatividade, de que possivelmente não dará certo?
Leia mais
Antecipação-negativa-BLOG
Tenha o total controle das suas emoções conte com a Casule para o seu bem-estar.
Share This