déficit de atenção

Sintomas do Transtorno do Déficit de Atenção/Hiperatividade no adulto

Atualizado em 07/05/2018
Por Nayara Benevenuto

Sintomas do Transtorno do Déficit de Atenção/Hiperatividade no adulto

Atualizado em 07/05/2018
Por Nayara Benevenuto
Junte-se a milhares de pessoas

Entre para nossa lista e receba conteúdos exclusivos e com prioridade

Sintomas do Transtorno do Déficit de Atenção/Hiperatividade no adulto

Muitas pesquisas científicas se debruçam sobre o TDAH na infância devido ao início precoce do aparecimento da doença, mas pouco se fala como as crianças com TDAH ficam quando se tornam adultas. Segundo a Associação Brasileira de Déficit de Atenção, cerca de 2/3 das crianças com o diagnóstico continuam com os sintomas da doença, apesar da manifestação clínica ser um pouco diferente.

Os sintomas estão relacionados à desatenção e hiperatividade/impulsividade.

 

Desatenção

A desatenção em adultos pode ser observada em conversas com outras pessoas, em tarefas que exijam organização e sustentação da atenção ao longo do tempo e nas dificuldades com os estudos e/ou trabalho, bem como na memorização. É importante ressaltar que diante de situações estimulantes, os adultos conseguem manter a concentração, assim como as crianças. A dificuldade está nas tarefas que eles julgam como “chatas”, “trabalhosas”, ou quando se encontram entediados ou distraídos por estímulos internos (emoções) ou externos. Nesses casos, a dificuldade de concentração se manifesta em níveis significativamente maiores dos que os observados pelas outras pessoas, comprometendo o desempenho nas tarefas.

 

O hiperfoco é um sintoma de TDAH que se manifesta como uma pergunta muito frequente dos pacientes: “como eu consigo ter concentração demais em algumas coisas e quase nada em outras?”. O hiperfoco é a atenção excessiva a detalhes ou atividades específicas, geralmente pouco relevantes (como séries, redes sociais), e ocorre em pessoas com e sem TDAH. No entanto, como no TDAH há uma alteração na capacidade de controlar voluntariamente a atenção, o paciente tem dificuldade no autocontrole dos estímulos, isto é, o que é mais estimulante, o que não é, o que vai focar e o que não vai focar. O hiperfoco tem uma duração limitada, chegando a certo ponto que a pessoa começa a ficar cansada ou até mesmo, exausta, de modo que, após certo tempo, acaba se dispersando.

terapia-online-casule-banner

 

Hiperatividade/impulsividade

A hiperatividade/impulsividade é observada quando o adulto apresenta dificuldade em permanecer parado, comumente em situações específicas. Esta dificuldade em geral está acompanhada por agitação, maior intensidade emocional, impulsividade, falta de autocontrole, alteração no sono e nas atividades que exijam que fiquem parados por longos períodos. Pode-se citar alguns exemplos de impulsividade, como interromper alguém, fazer comentários pouco assertivos de forma não intencional e se comportar de modo inconveniente em algum contexto social.

 

Disfunção executiva

O grande problema do TDAH é o comprometimento das chamadas “funções executivas”, isto é, a capacidade de planejamento, execução de tarefas, organização, persistência, manejo do tempo, regulação emocional, controle de impulsos, estabelecimento de prioridades, tomada de decisão e integração de diferentes atividades mentais de momento a momento, entre outras. As funções executivas capacitam o indivíduo para o desempenho de ações, e um déficit nessas funções compromete as relações pessoais e acadêmicas/profissionais, na medida que gera problemas na estimativa e uso do tempo, no cumprimento de obrigações, além de dificuldades de colocar em prática o que foi acordado no plano teórico. Infelizmente, muitas vezes, os pacientes apresentam autoestima rebaixada e crença de desvalor geradas a partir de experiências negativas que podem ocorrer no âmbito acadêmico/profissional.

 

Nayara Benevenuto Peron

Psicóloga e Terapeuta Cognitivo-Comportamental

Guia com as 15 Técnicas para reduzir a ansiedade
PSICÓLOGA Especialista em terapia cognitiva-comportamental com adultos e tem formação em terapia cognitiva sexual além de atuar na avaliação bariátrica. Clique para marcar uma consulta comigo
Casule Play

Sintomas do Transtorno do Déficit de Atenção/Hiperatividade no adulto

Se você quiser saber mais ou conversar com um dos nossos profissionais sobre Sintomas do Transtorno do Déficit de Atenção/Hiperatividade no adulto, você pode  agendar o seu horário clicando aqui. Ou você pode ver mais sobre Terapia Online, Acompanhamento semanal com nossa Nutricionista ou Como ter mais produtividade com o nosso Coach!
Nayara Benevenuto, aqui no Blog.
PSICÓLOGA Especialista em terapia cognitiva-comportamental com adultos e tem formação em terapia cognitiva sexual além de atuar na avaliação bariátrica. Clique para marcar uma consulta comigo

O que você achou deste conteúdo? Conte nos comentários sua opinião sobre: Sintomas do Transtorno do Déficit de Atenção/Hiperatividade no adulto.

0 comentários

8 Dicas para melhorar a sua autoestima

8 Dicas para melhorar a sua autoestima

Tem dias que você acorda e não se sente satisfeito com o que é? Não consegue sentir orgulho do que faz e das suas conquistas? Tem dificuldade de enxergar seus pontos fortes e suas qualidades? Pois é, você pode estar com baixa autoestima e isso é muito comum de acontecer. Buscar meios para melhorar a autoestima é um grande passo. Seja através da leitura de um livro sobre o assunto, pesquisas, assistindo vídeos ou mesmo através da ajuda profissional.
5 sinais clássicos que você se cobra demais

5 sinais clássicos que você se cobra demais

Como lidar com a sensação incômoda de autocobrança excessiva? Como lidar com aquela voz que fica na nossa cabeça falando “você deveria ter feito isso”, “eu deveria dar conta… “você não podia ter feito aquilo”, “você podia ter feito diferente”, “porque eu sou assim?”, dentre outras tantas frases de cobrança que nós mesmos fazemos conosco.

6 dicas para lidar com a traição

A descoberta de uma traição é capaz de transformar qualquer relacionamento amoroso, seja namoro ou casamento. A vida do casal pode mudar para melhor ou piorar consideravelmente, mas, com certeza, nunca mais será a mesma.
Leia mais

3 estratégias para controlar seu dinheiro

Ser positivo é algo muito bom, porém quando falamos de dinheiro, devemos ser realistas e conhecer bem a nossa própria condição financeira. Por isso, ter inteligência emocional nas finanças se torna algo tão importante.
Leia mais

5 sinais clássicos que você se cobra demais

Como lidar com a sensação incômoda de autocobrança excessiva? Como lidar com aquela voz que fica na nossa cabeça falando “você deveria ter feito isso”, “eu deveria dar conta… “você não podia ter feito aquilo”, “você podia ter feito diferente”, “porque eu sou assim?”, dentre outras tantas frases de cobrança que nós mesmos fazemos conosco.
Leia mais

Geração Tik Tok: 3 vícios do momento

Uma tela de celular, um vídeo vertical e um minuto da sua vida. Esses três elementos são a essência do Tik Tok, a rede social de vídeos curtos que está viciando os jovens e já mudou os hábitos de consumo de vídeos de milhares de usuários. Você abre às 19h, e quando olha para o relógio novamente, já se passou uma hora.
Leia mais
Tenha o total controle das suas emoções conte com a Casule para o seu bem-estar.
Share This