Recaída: encarar, enfrentar e evitar!

Atualizado em 07/10/2017
Por Redatora Casule

Recaída: encarar, enfrentar e evitar!

Atualizado em 07/10/2017
Por Redatora Casule
Junte-se a milhares de pessoas

Entre para nossa lista e receba conteúdos exclusivos e com prioridade

Recaída: encarar, enfrentar e evitar!

A recaída faz parte do processo de mudança! É muito importante que isso fique bem claro, não para que se permita acontecer, mas para que se permita tentar novamente.

A prevenção de recaída é o conjunto de técnicas que tem como objetivo principal a manutenção da mudança de hábitos, esta é uma abodagem considerada efetiva no tratamento da dependência química.

Essa abordagem acredita que a mudança se faz por meio de um processo que envolve diferentes estágios:

  • Pré-contemplação: entrada para o processo de mudança, a pessoa nesse estágionem sequer encara seu comportamento como um problema, podendo ser vista como “resistente” ou “em negação”;
  • Contemplação: fase ambivalente do processo, quando o contemplador considera a mudança, mas, ao mesmo tempo a rejeita. Muito importante trabalhar essa fase em seu àpice para movimentar a decisão de mudar;
  • Preparação: trabalhada a ambivalência, com êxito, há disponibilidade e comprometimento com a mudança. Aumenta-se a responsabilidade e a elaboração de um plano específico de ação;
  • Ação: nessa fase a terapia auxilia assegurando o plano, trabalhando a autoeficácia e criando condições externas para mudança;
  • Manutenção: estabilidade do novo comportamento ao longo dos anos.

Recaída: encarar, enfrentar e evitar!

 

Atingir alguma mudança não significa manter-se em tal estágio, visto que muitas pessoas acabam recaindo e tendo de recomeçar o processo. Não necessariamente retornam à primeira fase, mas muitos passam inúmeras vezes pelas diferentes etapas para chegar ao término, isto é, uma mudança mais duradoura.

terapia-online-casule-banner

Alguns fatores intrapessoais que podem influenciar a recaída são:

  • Autoeficácia: confiança e capacidade que o indivíduo sente de ter um determinado comportamento em uma situação específica. Uma boa autoeficácia é fator preditivo de sucesso de tratamento;
  • Expectativas de resultado: antecipação que o indivíduo faz dos efeitos de uma experiência futura;
  • Fissura: desejo subjetivo de consumir a substância;
  • Motivação: fator principal de mudança;
  • Habilidades de enfrentamento: reconhecimento e enfrentamento/evitação de situações de alto risco;
  • Estados emocionais: relação entre afeto negativo e recaída;
  • Relações interpessoais: suporte/apoio social funcional ou níel de suporte emocional é altamente preditivo de manutenção de abstinência – tanto qualidade como a quantidade do apoio são importantes;

 

Os alicerces da prevenção de recaída são:

  • Conscientização do problema: reconhecimento docomportamento dependente como um problema;
  • Treinamento de habilidades sociais: lidar de forma efetiva em situações que se colocam;
  • Mudanças no estilo de vida: reestruturação da rotina, das atividades e da sua rede social.

A prevenção de recaída vem se mostrando uma abordagem muito útil no manejo de casos de dependência química. Identificar situações de risco, aprender a enfrentá-las e mudar o estilo de vida são atitudes que podem contribuir para a manutneção da mudança de comportamento.

É importante destacar que o acompanhamento profissional é fortemente indicado durante todo processo: cosncientização, aquisição/treino de habilidades, auxílio na reestruturação do estilo de vida. É fundamental entender, também, que na construção de sua rede de apoio o dependente precisa contar com ajuda profissional.

Se você precisa, ou conhece alguém que precise, saiba que na Casule você conta com profissionais qualificados para atender à esta demanda. Dúvidas? Fale conosco.

Guia com as 15 Técnicas para reduzir a ansiedade
Sou focada em achar o melhor conteúdo que já foi publicado na rede e trazer informações que são relevantes e agregam valor para você.
Casule Play

Recaída: encarar, enfrentar e evitar!

Se você quiser saber mais ou conversar com um dos nossos profissionais sobre Recaída: encarar, enfrentar e evitar!, você pode  agendar o seu horário clicando aqui. Ou você pode ver mais sobre Terapia Online, Acompanhamento semanal com nossa Nutricionista ou Como ter mais produtividade com o nosso Coach!
Redatora Casule, aqui no Blog.
Sou focada em achar o melhor conteúdo que já foi publicado na rede e trazer informações que são relevantes e agregam valor para você.

O que você achou deste conteúdo? Conte nos comentários sua opinião sobre: Recaída: encarar, enfrentar e evitar!.

0 comentários

8 Dicas para melhorar a sua autoestima

8 Dicas para melhorar a sua autoestima

Tem dias que você acorda e não se sente satisfeito com o que é? Não consegue sentir orgulho do que faz e das suas conquistas? Tem dificuldade de enxergar seus pontos fortes e suas qualidades? Pois é, você pode estar com baixa autoestima e isso é muito comum de acontecer. Buscar meios para melhorar a autoestima é um grande passo. Seja através da leitura de um livro sobre o assunto, pesquisas, assistindo vídeos ou mesmo através da ajuda profissional.
5 sinais clássicos que você se cobra demais

5 sinais clássicos que você se cobra demais

Como lidar com a sensação incômoda de autocobrança excessiva? Como lidar com aquela voz que fica na nossa cabeça falando “você deveria ter feito isso”, “eu deveria dar conta… “você não podia ter feito aquilo”, “você podia ter feito diferente”, “porque eu sou assim?”, dentre outras tantas frases de cobrança que nós mesmos fazemos conosco.

6 dicas para lidar com a traição

A descoberta de uma traição é capaz de transformar qualquer relacionamento amoroso, seja namoro ou casamento. A vida do casal pode mudar para melhor ou piorar consideravelmente, mas, com certeza, nunca mais será a mesma.
Leia mais

3 estratégias para controlar seu dinheiro

Ser positivo é algo muito bom, porém quando falamos de dinheiro, devemos ser realistas e conhecer bem a nossa própria condição financeira. Por isso, ter inteligência emocional nas finanças se torna algo tão importante.
Leia mais

5 sinais clássicos que você se cobra demais

Como lidar com a sensação incômoda de autocobrança excessiva? Como lidar com aquela voz que fica na nossa cabeça falando “você deveria ter feito isso”, “eu deveria dar conta… “você não podia ter feito aquilo”, “você podia ter feito diferente”, “porque eu sou assim?”, dentre outras tantas frases de cobrança que nós mesmos fazemos conosco.
Leia mais

Geração Tik Tok: 3 vícios do momento

Uma tela de celular, um vídeo vertical e um minuto da sua vida. Esses três elementos são a essência do Tik Tok, a rede social de vídeos curtos que está viciando os jovens e já mudou os hábitos de consumo de vídeos de milhares de usuários. Você abre às 19h, e quando olha para o relógio novamente, já se passou uma hora.
Leia mais
Tenha o total controle das suas emoções conte com a Casule para o seu bem-estar.
Share This