Habilidades Sociais na infância

Habilidades Sociais na infância

Atualizado em 20/06/2017
Por Redatora Casule

Habilidades Sociais na infância

Atualizado em 20/06/2017
Por Redatora Casule
Junte-se a milhares de pessoas

Entre para nossa lista e receba conteúdos exclusivos e com prioridade

Habilidades Sociais na infância

Desde seu nascimento, a criança está inserida no mundo social dos adultos e desde então, tenta compreender o ambiente o qual pertence. Na infância, a criança experimenta o mundo a partir do olhar, do tocar, do agir e do sentir.

Os principais contextos para o desenvolvimento das habilidades sociais são a família, a escola e os grupos de amigos. Como a infância é um período decisivo para o aprendizado de habilidades sociais, o desempenho interpessoal dos pais e/ou responsáveis vai contribuir muito para o desenvolvimento de tais habilidades nas crianças.

O termo “habilidade” indica a qualidade de ser uma pessoa habilidosa e a capacidade de fazer alguma coisa. O termo “social” diz respeito à sociedade, à ordem social.

terapia-online-casule-banner

Na literatura, existem duas suposições para os conceitos de habilidades sociais: A primeira percebe o comportamento habilidoso como um traço ou característica da personalidade, ou seja, algo herdado; a segunda, o comportamento socialmente habilidoso é tido como uma característica adquirida em determinada situação social, resultado da relação entre o indivíduo e uma situação específica.

Tipos de habilidades sociais:

  • O autocontrole e expressividade emocional nada mais é que o reconhecimento das próprias emoções, ou seja, expressá-las, lidar com o próprio humor, tolerar frustrações e desenvolver o “espírito esportivo”. Uma alternativa importante para pais e/ou responsáveis que desejam ajudar suas crianças, é conversar sobre o assunto e não menosprezar o que elas sentem ou dizem sentir.
  • A habilidade de civilidade aborda um conjunto de regras mínimas de interação social. Estes comportamentos se caracterizam pelas expressões de “boas maneiras”, tais como cumprimentar, aceitar e fazer elogios, auxiliando as crianças a manterem um bom contato social com as pessoas de sua convivência.
  • A assertividade é um tipo de habilidade social mais sofisticada. Esta oferece às crianças a habilidade de se adequar a um contexto. Podemos citar como exemplo, a criança que questiona sua nota junto à professora e espera o momento oportuno para fazer suas observações adequadamente, sem ansiedade ou maus modos. Dessa forma, cabe aos pais e/ou responsáveis ajudar a criança ensinando o conceito da reciprocidade até que ela compreenda a questão entre direito e deveres.
  • A habilidade que engloba o conhecimento das emoções é a empatia. Essa habilidade que começa a se desenvolver nos primeiros dias de vida, faz com que as crianças identifiquem emoções sentidas por outras pessoas. A empatia é apresentada como a habilidade de colocar-se no lugar do outro e pode desenvolver-se durante todo período da vida.
  • Outra habilidade que atua como facilitadora das competências sociais é a capacidade de fazer amizades, que é vista como fonte de aprendizagem e autoconhecimento. Este desenvolvimento social depende de algumas condições para ocorrer, como as possibilidades do contato social, que para as crianças se concentra na aparência relacionada à semelhança em relação a pensamentos e preferências.
  • Muito ligada a todas as outras habilidades, a solução de problemas interpessoais também é uma dessas capacidades sociais. Na infância, por exemplo, solucionar problemas como decidir um jogo, o que fazer para evitar uma briga, saber lidar com brincadeiras inoportunas se torna uma aptidão para aquele que a possui.
  • E por último, as habilidades acadêmicas, que se destacam por influenciar de maneira positiva o desempenho escolar. Pesquisas demonstram a relação entre os déficits de habilidades sociais e os problemas de aprendizagem, assim como a contribuição de habilidades bem desenvolvidas para um bom rendimento escolar.

Portanto, fica claro que a criança ao socializar-se, passa a obter novas informações sobre o ambiente e sobre as pessoas ao seu redor. O aprendizado das habilidades sociais ocorre como consequência dessa interação, ou seja, a forma de se relacionar será aprendida dependendo dos exemplos sociais, assim como da qualidade dos estímulos oferecidos.

Tais ações podem favorecer o desenvolvimento da criança em seu aspecto social. Além disso, as habilidades sociais visam à promoção da saúde emocional e melhora da qualidade de vida do indivíduo.

Guia com as 15 Técnicas para reduzir a ansiedade
Sou focada em achar o melhor conteúdo que já foi publicado na rede e trazer informações que são relevantes e agregam valor para você.
Casule Play

Habilidades Sociais na infância

Se você quiser saber mais ou conversar com um dos nossos profissionais sobre Habilidades Sociais na infância, você pode  agendar o seu horário clicando aqui. Ou você pode ver mais sobre Terapia Online, Acompanhamento semanal com nossa Nutricionista ou Como ter mais produtividade com o nosso Coach!
Redatora Casule, aqui no Blog.
Sou focada em achar o melhor conteúdo que já foi publicado na rede e trazer informações que são relevantes e agregam valor para você.

O que você achou deste conteúdo? Conte nos comentários sua opinião sobre: Habilidades Sociais na infância.

0 comentários

8 Dicas para melhorar a sua autoestima

8 Dicas para melhorar a sua autoestima

Tem dias que você acorda e não se sente satisfeito com o que é? Não consegue sentir orgulho do que faz e das suas conquistas? Tem dificuldade de enxergar seus pontos fortes e suas qualidades? Pois é, você pode estar com baixa autoestima e isso é muito comum de acontecer. Buscar meios para melhorar a autoestima é um grande passo. Seja através da leitura de um livro sobre o assunto, pesquisas, assistindo vídeos ou mesmo através da ajuda profissional.
5 sinais clássicos que você se cobra demais

5 sinais clássicos que você se cobra demais

Como lidar com a sensação incômoda de autocobrança excessiva? Como lidar com aquela voz que fica na nossa cabeça falando “você deveria ter feito isso”, “eu deveria dar conta… “você não podia ter feito aquilo”, “você podia ter feito diferente”, “porque eu sou assim?”, dentre outras tantas frases de cobrança que nós mesmos fazemos conosco.

6 dicas para lidar com a traição

A descoberta de uma traição é capaz de transformar qualquer relacionamento amoroso, seja namoro ou casamento. A vida do casal pode mudar para melhor ou piorar consideravelmente, mas, com certeza, nunca mais será a mesma.
Leia mais

3 estratégias para controlar seu dinheiro

Ser positivo é algo muito bom, porém quando falamos de dinheiro, devemos ser realistas e conhecer bem a nossa própria condição financeira. Por isso, ter inteligência emocional nas finanças se torna algo tão importante.
Leia mais

5 sinais clássicos que você se cobra demais

Como lidar com a sensação incômoda de autocobrança excessiva? Como lidar com aquela voz que fica na nossa cabeça falando “você deveria ter feito isso”, “eu deveria dar conta… “você não podia ter feito aquilo”, “você podia ter feito diferente”, “porque eu sou assim?”, dentre outras tantas frases de cobrança que nós mesmos fazemos conosco.
Leia mais

Geração Tik Tok: 3 vícios do momento

Uma tela de celular, um vídeo vertical e um minuto da sua vida. Esses três elementos são a essência do Tik Tok, a rede social de vídeos curtos que está viciando os jovens e já mudou os hábitos de consumo de vídeos de milhares de usuários. Você abre às 19h, e quando olha para o relógio novamente, já se passou uma hora.
Leia mais
Tenha o total controle das suas emoções conte com a Casule para o seu bem-estar.
Share This