Amor-Próprio-você-tem-ou-acha-que-tem-blog-casule

Amor Próprio: você tem ou acha que tem?

Atualizado em 08/05/2020
Por Renata Giovannini

Amor Próprio: você tem ou acha que tem?

Atualizado em 08/05/2020
Por Renata Giovannini
Junte-se a milhares de pessoas

Entre para nossa lista e receba conteúdos exclusivos e com prioridade

Amor Próprio: você tem ou acha que tem?

O que é o AMOR PRÓPRIO?

Seria o amor em mim, ou o amor que eu sinto por mim?

Segundo os religiosos, o amor não é algo que nasce em nós, e sim algo que nos foi dado por Deus. E pensando como cientistas humanistas, podemos afirmar que o amor é algo que nos foi ensinado ao longo da vida. Não nascemos sabendo amar ou sabendo nos amar, mas aprendemos ao longo dos anos o que é ser amado pelas pessoas, e é a beleza desse amor que recebemos que contribui para que possamos nos amar. 

Ao reconhecer o amor em mim, espontaneamente eu transfiro amor para o que tem a minha volta, e intuitivamente, por mim mesmo. O amor é como um ciclo. Eu ofereço ao outro aquilo que foi oferecido a mim, e consequentemente ofereço a mim mesmo!

Amor é cuidado! Quando eu me amo, eu me cuido. É uma relação íntima de transferência do amor que está em mim e do amor que eu sinto por mim, e que é expresso no autocuidado.

Quem se ama, tem mais facilidade para se reconhecer e para se cuidar. O reconhecimento dos meus pŕoprios sentimentos são essenciais para que eu me fortaleça naquilo que está representado em mim como uma fraqueza.

Mas como fazer para estimular esse amor próprio?

Uma receita de bolo possui etapas. Desde a separação dos ingredientes com suas quantidades, o modo de preparo com alguns passos que não podem passar despercebidos, até a temperatura do forno e o tempo de cozimento. 

O amor próprio também possui etapas. E assim como a receita de bolo, você precisa ter atenção e carinho naquilo que faz pra você. Quanto mais bolos você fizer ao longo da sua vida, melhores ficarão as suas receitas e com menos dificuldade você irá realizá-las. E a cada dia, quanto mais carinho e atenção você coloca nas coisas que faz por você, se torna muito mais fácil se amar. E gostar de se amar!

Amor próprio é algo que precisa ser praticado todos os dias e a todo momento.

terapia-online-casule-banner

A nossa autoestima está relacionada com o autoamor. Então tente falar com você da forma que você falaria com alguém que você gosta muito. Eu tenho certeza que você vai medir as palavras ao dizer algo para alguém que você gosta e tomará os devidos cuidados para que essa pessoa não se sinta mal. Que tal ser essa sua amiga? Que tal ser um amigo querido pra você mesmo?

Um outro ponto muito importante nessa construção do amor próprio é se conhecer. Não se engane achando que amor próprio é apenas não voltar com ex. O que te impede de voltar ou não com um antigo parceiro, ou reatar uma amizade que por algum motivo foi afetada não é o seu amor próprio, mas sim o conhecimento que você tem daquilo que te faz bem ou não. Isso é se amar.

Por isso, se conheça! Faça um exercício de conhecimento com você mesmo.

O que, ou do que você gosta?

O que é importante pra você?

Por que algumas coisas, ou situações, ou pessoas, são importantes pra você?

Qual sentimento isso te provoca?

O que é esse sentimento que está em você agora?

Você não precisa que os outros gostem daquilo que está em você. Mas para se amar, você precisa conhecer aquilo que está em você e reconhecer aquilo que traz amor. Sejam pessoas, situações, coisas, ou atitudes.

É muito importante se rodear de pessoas que também se importam com o amor. Quando estamos perto de quem nos ama, e de quem mostra o seu próprio amor, fica muito mais fácil da gente se sentir amado e de ver esse amor em todas as coisas. Inclusive em nós mesmos.

Guia com as 15 Técnicas para reduzir a ansiedade
Psicóloga, Terapeuta Cognitivo Comportamental, pós graduada em Avaliação Psicológica. Encantada pela profissão e pelo cuidado com o outro. Conheça o meu Instagram. | Clique para marcar uma consulta comigo
Casule Play

Amor Próprio: você tem ou acha que tem?

Se você quiser saber mais ou conversar com um dos nossos profissionais sobre Amor Próprio: você tem ou acha que tem?, você pode  agendar o seu horário clicando aqui. Ou você pode ver mais sobre Terapia Online, Acompanhamento semanal com nossa Nutricionista ou Como ter mais produtividade com o nosso Coach!
Renata Giovannini, aqui no Blog.
Psicóloga, Terapeuta Cognitivo Comportamental, pós graduada em Avaliação Psicológica. Encantada pela profissão e pelo cuidado com o outro. Conheça o meu Instagram. | Clique para marcar uma consulta comigo

O que você achou deste conteúdo? Conte nos comentários sua opinião sobre: Amor Próprio: você tem ou acha que tem?.

0 comentários

Enviar um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Dicas para melhorar a concentração

A técnica de autoinstrução é utilizada na psicoterapia para ampliar a atenção em certos eventos, diminuir a impulsividade e aumentar o controle verbal para pessoas que possuem TDAH ou outras demandas.
Leia mais

Como desenvolver o autoconhecimento

O autoconhecimento é muito importante em todos os aspectos da nossa vida. Por isso, nesse vídeo eu trouxe alguns pontos que podem te ajudar a desenvolver o autoconhecimento.
Leia mais
Como desenvolver o autoconhecimento

Sinais de um relacionamento abusivo

Quando conhecemos alguém no início tudo são flores e amores, porém, com a convivência vem as brigas, os desentendimentos, as discordâncias... Mais até aí tudo bem, afinal, todo relacionamento tem dessas coisas, não é mesmo?
Leia mais
Aprenda a identificar um relacionamento abusivo

4 dicas para criar mais intimidade no seu Relacionamento

A intimidade nos relacionamentos é o resultado de uma série de interações entre duas pessoas onde são reveladas informações pessoais sobre aspectos centrais de suas vidas, ao mesmo tempo que ocorre uma atitude de validação e acolhimento por parte de quem recebe essas informações.
Leia mais
intimidade no relacionamento

Família tóxica: será que você vive em uma?

Viver com familiares tóxicos trazem diversos problemas a nossa saúde, muitas vezes são pessoas negativas que agem "sem perceber" e que acabam com nossa saúde mental. Neste vídeo, trouxe estratégias para te ajudar a conviver com uma família toxica.
Leia mais
Familia tóxica BLOG
Tenha o total controle das suas emoções conte com a Casule para o seu bem-estar.
Share This