Terapia-e-Pets-blog-casule

A contribuição dos pets durante o período de Isolamento

Atualizado em 08/06/2020
Por Renata Giovannini

A contribuição dos pets durante o período de Isolamento

Atualizado em 08/06/2020
Por Renata Giovannini
Junte-se a milhares de pessoas

Entre para nossa lista e receba conteúdos exclusivos e com prioridade

A contribuição dos pets durante o período de Isolamento

Você sabia que um animalzinho de estimação pode ser um grande aliado nessa fase de isolamento social?

Antes desse período atípico, os animais de estimação já eram considerados como importantes auxiliares no tratamento psicológico, e por vezes, classificados como uma ferramenta de trabalho, uma vez que diminuem a solidão e ajudam o tempo a passar mais rápido, pois trazem distração e ocupação para seus donos.

Além disso, já foi comprovado cientificamente, que eles deixam as pessoas mais felizes, pois aumentam os níveis de serotonina, prolactina e ocitocina, que são os hormônios responsáveis pelo bom humor, bem-estar e sensação de felicidade. Dessa forma, melhoram os sintomas de ansiedade e depressão, diminuem o estresse do dia a dia e elevam a qualidade de vida das pessoas.

O convívio com animais desde a infância influencia as crianças nos âmbitos social, emocional e educacional, pois as ensinam sobre convívio social, responsabilidades, alegria em pequenas coisas, desligamento das telas incluindo TVs, Smartphones, Tablets e etc. As crianças que convivem com animais de estimação costumam expressar afetividade mais facilmente e aprendem mais sobre regras de convívio, respeito e a importância em cuidar do outro. Desenvolvem mais rápido as noções de companheirismo e responsabilidades com aqueles que dependem delas. Com o bichinho, elas aprendem a respeitar os horários de alimentação, brincadeiras e até mesmo de necessidades fisiológicas, como sono, urinar e defecar.

Mas se você não teve a oportunidade de ter um animal de estimação durante a sua infância, não tem problema! Ele pode ser um grande companheiro pra você na fase adulta.

terapia-online-casule-banner

Animais de estimação auxiliam no dia a dia e contribuem para saúde cardiovascular de seus donos, uma vez que os estimulam a se exercitar mais durante as brincadeiras, diminuindo a pressão sanguínea, o colesterol e o nível de triglicérides. Ter um animal em casa deixa os donos mais relaxados e menos estressados, melhorando a saúde física e mental.

Cachorro, gato, tartaruga, passarinho, peixes… Todos esses pets são seres vivos que precisam de cuidado, carinho, atenção e amor. Assim como as pessoas precisam do convívio social, os animais também precisam de interação com seus familiares. A relação com um bichinho de estimação é uma via de mão dupla. Quanto mais interação você tiver com seu Pet, mais emoções e benefícios eles podem trazer pra você!

Nesse período de Isolamento, ter um cachorro, por exemplo, pode te obrigar a sair da zona de conforto do sofá, do controle remoto e da TV. Afinal, cachorros precisam gastar energia, e de alguém que os leve para brincar, sendo uma excelente medida contra o sedentarismo, além de ser um ótimo pretexto para os humanos não ficarem o dia todo deitados. Jogar bolinha no corredor, estimular com brinquedinhos, fazer carinho. Tudo isso contribui para a felicidade do seu pet, e principalmente para sua distração.

Também é importante lembrar que os animais de estimação ajudam tanto na prevenção quanto no tratamento de transtornos mentais. Incluindo o enfrentamento de situações repentinas e indesejadas como vivência e superação do luto, perdas materiais, afetivas e financeiras, além de serem grandes companheiros na fase do envelhecimento.

Mas lembre-se: ter um animal de estimação não é apenas alegria. É necessário responsabilidade e comprometimento com a vida e com os cuidados destinados à ele.

Guia com as 15 Técnicas para reduzir a ansiedade
Casule Play

A contribuição dos pets durante o período de Isolamento

Se você quiser saber mais ou conversar com um dos nossos profissionais sobre A contribuição dos pets durante o período de Isolamento, você pode  agendar o seu horário clicando aqui. Ou você pode ver mais sobre Terapia Online, Acompanhamento semanal com nossa Nutricionista ou Como ter mais produtividade com o nosso Coach!
Renata Giovannini, aqui no Blog.
Psicóloga, Terapeuta Cognitivo Comportamental, pós graduada em Avaliação Psicológica. Encantada pela profissão e pelo cuidado com o outro. Conheça o meu Instagram. | Clique para marcar uma consulta comigo

O que você achou deste conteúdo? Conte nos comentários sua opinião sobre: A contribuição dos pets durante o período de Isolamento.

0 comentários

Enviar um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Fome fisiológica versus Fome emocional
Fome fisiológica x Fome emocional

Fome fisiológica x Fome emocional

Não é incomum se deparar com situações e períodos estressantes na vida da maioria das pessoas e uma das primeiras consequências é sair da dieta. Por essa razão a fome fisiológica (homeostática) muitas vezes pode ser confundida com a fome emocional (hedônica). E como diferenciá-las?

Objetivos da Orientação Profissional

A Orientação Profissional é um processo de avaliação que auxilia qualquer pessoa, independente da idade, a escolher uma faculdade ou um curso profissionalizante, e até mesmo mudar de carreira.
Leia mais

Como os super-heróis podem ajudar no desenvolvimento infantil?

Com base nas histórias de super-heróis é possível trabalhar diversos temas e habilidades com as crianças. A maioria das histórias tratam de assuntos como humanidade, emoções, justiça, amizade, confiança, altruísmo, humildade, empatia, virtudes, esperança, responsabilidade, fazer o bem...
Leia mais

Como funciona o atendimento nutricional?

Entender sobre o atendimento nutricional pode encorajar aqueles que buscam alcançar bons resultados. No vídeo, falo os 5 aspectos avaliados no atendimento e dicas para encontrar profissionais que possam atender suas necessidades.
Leia mais
Como-funciona-o-atendimento-nutricional-BLOG

Saiba quais são os 9 indicadores de violência infantil

Antes de qualquer coisa precisamos pensar em uma prática muito comum dos adultos em atribuírem qualquer discurso da criança somente à imaginação e à fantasia, podendo estar negligenciando situações de risco ou de violência consumada. É claro que, em muitos casos, essas situações não são óbvias e nem mesmo fáceis de serem identificadas, por isso é de extrema importância nos atentarmos para os indicadores de violação de direitos e violência.
Leia mais
Saiba quais são os 9 indicadores de violência infantil
Tenha o total controle das suas emoções conte com a Casule para o seu bem-estar.
Share This