Nosso pior erro ortográfico: não saber colocar um ponto final

Atualizado em 06/09/2016
Por Redatora Casule

Nosso pior erro ortográfico: não saber colocar um ponto final

Atualizado em 06/09/2016
Por Redatora Casule
Junte-se a milhares de pessoas

Entre para nossa lista e receba conteúdos exclusivos e com prioridade

Nosso pior erro ortográfico: não saber colocar um ponto final

O pior erro ortográfico não se faz escrevendo, mas sim quando na vida não sabemos colocar um ponto final. O ensinamento que envolve esta frase é muito valioso para nós, pois guarda com ele o ponto básico de crescer.

Saber encerrar etapas, ciclos e relacionamentos pode ser difícil principalmente porque é complicado ter segurança na hora de deixar para trás aquelas pessoas, momentos ou lugares que nos fizeram sentir tão bem.

Isso de “lutar pelo que queremos até o fim” muitas vezes é uma forma de insinuar nossa inquietude e dar voltas com o afã de deslanchar a máquina da determinação emocional que nos ajuda a tomar a decisão tão difícil de ser tomada.

Nosso erro: colocar três pontos onde deveria haver um ponto final

 

O velho costume de colocar três pontos nos impede de crescer. Se não abrirmos as janelas, não veremos o brilho da vida; se não deixarmos as portas abertas nos afogaremos na impossibilidade de “deixar ir embora” o pó que nos impede de respirar.

A tenacidade e a resistência diante do que está acabado se transforma em um revólver metafórico que nos aponta a testa de forma constante, tornando-nos incapazes de aproveitar a própria vida afetiva.

Nestes casos a negação tem um papel fundamental, pois é o reflexo da própria falta de coragem e da escassez de recursos para atribuir a isto uma realidade emocional negativa. Então, nos empenhamos em afirmar que é uma “etapa temporária” e nos recusamos dar atenção aos próprios sentimentos e pensamentos.

O fato é que sendo a ruptura um assunto tão sério, é normal sentir um certo receio de tomar partido.Contudo, quando não o fazemos, acabamos nos transformando em pessoas ásperas, infelizes, irritáveis, preconceituosas e condenatórias, o que nos lança em um buraco negro cheio de contradições.

Como costuma-se dizer, meio pão é melhor do que nada, mas meia fatia ou migalhas realmente darão sustentação à própria vida afetiva? Se uma coisa não nos faz feliz ou um relacionamento não faz bem, que tipo de união e sustentação pensamos que teremos?

terapia-online-casule-banner

Sejamos realistas: se quisermos que as coisas boas entrem, é preciso deixar ir embora

“Deixar ir embora”, “soltar”, “dizer adeus“. Poucas palavras que simbolizam grandes ações. Mais do que mantras caseiros, são mensagens claras que nos relembram que não vale a pena permanecer em um lugar onde nos transformamos em meros observadores, em pessoas sofridas ou em figuras compadecidas.

Não vá onde você não é querido e não fique onde você não é amado, essa é uma premissa fundamental que precisa ser trabalhada desde a infância para que, chegado o momento necessário, façamos valer as nossas necessidades emocionais e possamos ouvir nossos corações quando for preciso.

Faríamos o que fosse possível para ter motivos para manter as portas e as janelas abertas mas, contudo,não nos resta outro remédio que colocar um ponto final onde antes colocávamos reticências. Essa é uma conduta que precisamos ter para cuidar da nossa saúde emocional, para dar-nos o devido valor, proteger o coração e nos adiantarmos na vida colocando-nos como a primeira pessoa na hora de pensar em sentimentos.

Não perca a esperança e a alegria, e que a preguiça e o sofrimento não sejam seus condutores. É verdade que é complicado (e triste) colocar um ponto final nas nossas histórias, mas quando isso não acontece, não permitimos que novas e belas histórias entrem. Não se esqueça:

Ir embora de certos lugares também é se cuidar.

Afastar-se de algumas pessoas também é se proteger.

Fechar algumas portas também é gostar de si mesmo.

FONTE:http://amenteemaravilhosa.com.br/pior-erro-nao-saber-colocar-ponto-final/

Guia com as 15 Técnicas para reduzir a ansiedade
Sou focada em achar o melhor conteúdo que já foi publicado na rede e trazer informações que são relevantes e agregam valor para você.
Casule Play

Nosso pior erro ortográfico: não saber colocar um ponto final

Se você quiser saber mais ou conversar com um dos nossos profissionais sobre Nosso pior erro ortográfico: não saber colocar um ponto final, você pode  agendar o seu horário clicando aqui. Ou você pode ver mais sobre Terapia Online, Acompanhamento semanal com nossa Nutricionista ou Como ter mais produtividade com o nosso Coach!
Redatora Casule, aqui no Blog.
Sou focada em achar o melhor conteúdo que já foi publicado na rede e trazer informações que são relevantes e agregam valor para você.

O que você achou deste conteúdo? Conte nos comentários sua opinião sobre: Nosso pior erro ortográfico: não saber colocar um ponto final.

0 comentários

Enviar um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

8 Dicas para melhorar a sua autoestima

8 Dicas para melhorar a sua autoestima

Tem dias que você acorda e não se sente satisfeito com o que é? Não consegue sentir orgulho do que faz e das suas conquistas? Tem dificuldade de enxergar seus pontos fortes e suas qualidades? Pois é, você pode estar com baixa autoestima e isso é muito comum de acontecer. Buscar meios para melhorar a autoestima é um grande passo. Seja através da leitura de um livro sobre o assunto, pesquisas, assistindo vídeos ou mesmo através da ajuda profissional.

6 dicas para lidar com a traição

A descoberta de uma traição é capaz de transformar qualquer relacionamento amoroso, seja namoro ou casamento. A vida do casal pode mudar para melhor ou piorar consideravelmente, mas, com certeza, nunca mais será a mesma.
Leia mais

3 estratégias para controlar seu dinheiro

Ser positivo é algo muito bom, porém quando falamos de dinheiro, devemos ser realistas e conhecer bem a nossa própria condição financeira. Por isso, ter inteligência emocional nas finanças se torna algo tão importante.
Leia mais

5 sinais clássicos que você se cobra demais

Como lidar com a sensação incômoda de autocobrança excessiva? Como lidar com aquela voz que fica na nossa cabeça falando “você deveria ter feito isso”, “eu deveria dar conta… “você não podia ter feito aquilo”, “você podia ter feito diferente”, “porque eu sou assim?”, dentre outras tantas frases de cobrança que nós mesmos fazemos conosco.
Leia mais

Geração Tik Tok: 3 vícios do momento

Uma tela de celular, um vídeo vertical e um minuto da sua vida. Esses três elementos são a essência do Tik Tok, a rede social de vídeos curtos que está viciando os jovens e já mudou os hábitos de consumo de vídeos de milhares de usuários. Você abre às 19h, e quando olha para o relógio novamente, já se passou uma hora.
Leia mais
Tenha o total controle das suas emoções conte com a Casule para o seu bem-estar.
Share This