mudar-e-um-processo-blog-casule

Mudar é um processo

Atualizado em 21/06/2019
Por Redatora Casule

Mudar é um processo

Atualizado em 21/06/2019
Por Redatora Casule
Junte-se a milhares de pessoas

Entre para nossa lista e receba conteúdos exclusivos e com prioridade

Mudar é um processo

Algumas pessoas adotam frases como, “mas eu sou assim, o que posso fazer?” para justificar comportamentos ou até mesmo como consequência de desesperança a respeito de mudanças. Mas será que é bem assim? É possível mudar de fato? 

Segundo o modelo cognitivista, os padrões comportamentais, cognitivos e emocionais de uma pessoa sofrem influência de vários fatores: genética, cultura, cognição, relações interpessoais, entre outros. Tais aspectos interagem, organizando informações sobre a própria pessoa, sobre o mundo e o futuro, e nesse processo o ser humano é ativo na interação com o ambiente, podendo alterar essa organização. Dessa forma, o ser humano é predisposto a mudanças, pois faz parte da sua forma de adaptação ao meio, contudo, algumas características podem dificultar esse mecanismo, enrijecendo determinados padrões comportamentais. 

Sendo assim, essas estruturas de processamento de informação responsáveis pelos padrões de respostas podem sofrer alterações e gerar novos comportamentos, sempre na busca por adaptação a novos contextos. Porém, a reorganização e reestruturação dos esquemas responsáveis pela nossa leitura do mundo ocorre de forma processual, requerendo maior estado de consciência sobre esse dinamismo, alterações nos focos atencionais, bem como maior flexibilidade cognitiva para ampliar a forma como a pessoa percebe e responde aos eventos. Muitas vezes a ajuda profissional se faz necessária nesse momento.

terapia-online-casule-banner

O processo de psicoterapia auxilia na tomada de consciência dos padrões de organização, na diminuição de distorções geradas pela percepção estabelecida, na consideração de novos fatores, mudanças nos processos atencionais e estimulação da metacognição. Assim, novos arranjos cognitivos são formados e novos padrões comportamentais estabelecidos. Outro ponto relevante é a observação de reforços e comportamentos de grupos envolvidos na manutenção do comportamento anterior, o que pode dificultar a motivação e disponibilidade para mudança. 

Os passos necessários para mudanças nos padrões cognitivos e comportamentais ocorrem aos poucos, e os avanços se dão em um processo, que deve ser respeitado e vivenciado em cada etapa pelo paciente. Cada pessoa terá seu tempo, seu ritmo e sua forma particular de experimentar mudanças, o que também deve ser observado e considerado. É importante considerar ainda que os processos de mudanças são contínuos, uma vez que as experiências vivenciais não são estáticas e o organismo precisa se adaptar a cada mudança. 

Assim, pode-se entender que quando os padrões adotados geram sofrimento, seja para a pessoa ou para outros, e trazem prejuízos em diferentes áreas, é hora de mudar. Muitas vezes a terapia é fundamental nessa etapa, auxiliando, potencializando e facilitando a reestruturação dos mecanismos de cognição e adaptação ao contexto. As mudanças não só são possíveis, quanto muitas vezes necessárias, e é importante entender essa atividade, bem como as formas de vivenciá-la.  

Guia com as 15 Técnicas para reduzir a ansiedade
Sou focada em achar o melhor conteúdo que já foi publicado na rede e trazer informações que são relevantes e agregam valor para você.
Casule Play

Mudar é um processo

Se você quiser saber mais ou conversar com um dos nossos profissionais sobre Mudar é um processo, você pode  agendar o seu horário clicando aqui. Ou você pode ver mais sobre Terapia Online, Acompanhamento semanal com nossa Nutricionista ou Como ter mais produtividade com o nosso Coach!
Redatora Casule, aqui no Blog.
Sou focada em achar o melhor conteúdo que já foi publicado na rede e trazer informações que são relevantes e agregam valor para você.

O que você achou deste conteúdo? Conte nos comentários sua opinião sobre: Mudar é um processo.

0 comentários

8 Dicas para melhorar a sua autoestima

8 Dicas para melhorar a sua autoestima

Tem dias que você acorda e não se sente satisfeito com o que é? Não consegue sentir orgulho do que faz e das suas conquistas? Tem dificuldade de enxergar seus pontos fortes e suas qualidades? Pois é, você pode estar com baixa autoestima e isso é muito comum de acontecer. Buscar meios para melhorar a autoestima é um grande passo. Seja através da leitura de um livro sobre o assunto, pesquisas, assistindo vídeos ou mesmo através da ajuda profissional.

6 dicas para lidar com a traição

A descoberta de uma traição é capaz de transformar qualquer relacionamento amoroso, seja namoro ou casamento. A vida do casal pode mudar para melhor ou piorar consideravelmente, mas, com certeza, nunca mais será a mesma.
Leia mais

3 estratégias para controlar seu dinheiro

Ser positivo é algo muito bom, porém quando falamos de dinheiro, devemos ser realistas e conhecer bem a nossa própria condição financeira. Por isso, ter inteligência emocional nas finanças se torna algo tão importante.
Leia mais

5 sinais clássicos que você se cobra demais

Como lidar com a sensação incômoda de autocobrança excessiva? Como lidar com aquela voz que fica na nossa cabeça falando “você deveria ter feito isso”, “eu deveria dar conta… “você não podia ter feito aquilo”, “você podia ter feito diferente”, “porque eu sou assim?”, dentre outras tantas frases de cobrança que nós mesmos fazemos conosco.
Leia mais

Geração Tik Tok: 3 vícios do momento

Uma tela de celular, um vídeo vertical e um minuto da sua vida. Esses três elementos são a essência do Tik Tok, a rede social de vídeos curtos que está viciando os jovens e já mudou os hábitos de consumo de vídeos de milhares de usuários. Você abre às 19h, e quando olha para o relógio novamente, já se passou uma hora.
Leia mais
Tenha o total controle das suas emoções conte com a Casule para o seu bem-estar.
Share This