mudar-e-um-processo-blog-casule

Mudar é um processo

Atualizado em 21/06/2019
Por Redatora Casule

Mudar é um processo

Atualizado em 21/06/2019
Por Redatora Casule
Junte-se a milhares de pessoas

Entre para nossa lista e receba conteúdos exclusivos e com prioridade

Mudar é um processo

Algumas pessoas adotam frases como, “mas eu sou assim, o que posso fazer?” para justificar comportamentos ou até mesmo como consequência de desesperança a respeito de mudanças. Mas será que é bem assim? É possível mudar de fato? 

Segundo o modelo cognitivista, os padrões comportamentais, cognitivos e emocionais de uma pessoa sofrem influência de vários fatores: genética, cultura, cognição, relações interpessoais, entre outros. Tais aspectos interagem, organizando informações sobre a própria pessoa, sobre o mundo e o futuro, e nesse processo o ser humano é ativo na interação com o ambiente, podendo alterar essa organização. Dessa forma, o ser humano é predisposto a mudanças, pois faz parte da sua forma de adaptação ao meio, contudo, algumas características podem dificultar esse mecanismo, enrijecendo determinados padrões comportamentais. 

Sendo assim, essas estruturas de processamento de informação responsáveis pelos padrões de respostas podem sofrer alterações e gerar novos comportamentos, sempre na busca por adaptação a novos contextos. Porém, a reorganização e reestruturação dos esquemas responsáveis pela nossa leitura do mundo ocorre de forma processual, requerendo maior estado de consciência sobre esse dinamismo, alterações nos focos atencionais, bem como maior flexibilidade cognitiva para ampliar a forma como a pessoa percebe e responde aos eventos. Muitas vezes a ajuda profissional se faz necessária nesse momento.

terapia-online-casule-banner

O processo de psicoterapia auxilia na tomada de consciência dos padrões de organização, na diminuição de distorções geradas pela percepção estabelecida, na consideração de novos fatores, mudanças nos processos atencionais e estimulação da metacognição. Assim, novos arranjos cognitivos são formados e novos padrões comportamentais estabelecidos. Outro ponto relevante é a observação de reforços e comportamentos de grupos envolvidos na manutenção do comportamento anterior, o que pode dificultar a motivação e disponibilidade para mudança. 

Os passos necessários para mudanças nos padrões cognitivos e comportamentais ocorrem aos poucos, e os avanços se dão em um processo, que deve ser respeitado e vivenciado em cada etapa pelo paciente. Cada pessoa terá seu tempo, seu ritmo e sua forma particular de experimentar mudanças, o que também deve ser observado e considerado. É importante considerar ainda que os processos de mudanças são contínuos, uma vez que as experiências vivenciais não são estáticas e o organismo precisa se adaptar a cada mudança. 

Assim, pode-se entender que quando os padrões adotados geram sofrimento, seja para a pessoa ou para outros, e trazem prejuízos em diferentes áreas, é hora de mudar. Muitas vezes a terapia é fundamental nessa etapa, auxiliando, potencializando e facilitando a reestruturação dos mecanismos de cognição e adaptação ao contexto. As mudanças não só são possíveis, quanto muitas vezes necessárias, e é importante entender essa atividade, bem como as formas de vivenciá-la.  

Guia com as 15 Técnicas para reduzir a ansiedade
Casule Play

Mudar é um processo

Se você quiser saber mais ou conversar com um dos nossos profissionais sobre Mudar é um processo, você pode  agendar o seu horário clicando aqui. Ou você pode ver mais sobre Terapia Online, Acompanhamento semanal com nossa Nutricionista ou Como ter mais produtividade com o nosso Coach!
Redatora Casule, aqui no Blog.
Sou focada em achar o melhor conteúdo que já foi publicado na rede e trazer informações que são relevantes e agregam valor para você.

O que você achou deste conteúdo? Conte nos comentários sua opinião sobre: Mudar é um processo.

0 comentários

Como tratar a Fobia Social
Como tratar a Fobia Social

Como tratar a Fobia Social

A ansiedade ou fobia social é quando a pessoa no contato social, no contato com o outro tem o seu objeto fóbico de medo, de ansiedade. Assim, qualquer circunstância que ela precise se expor a uma situação social desde as mais simples, como por exemplo, cumprimentar alguém, fazer ou receber um elogio, ela já sente uma ansiedade extrema e com sintomas físicos.
Fome fisiológica versus Fome emocional
Fome fisiológica x Fome emocional

Fome fisiológica x Fome emocional

Não é incomum se deparar com situações e períodos estressantes na vida da maioria das pessoas e uma das primeiras consequências é sair da dieta. Por essa razão a fome fisiológica (homeostática) muitas vezes pode ser confundida com a fome emocional (hedônica). E como diferenciá-las?

O tripé da Autoestima?

Autoestima é um dos assuntos mais falados no momento. E, apesar de aparecer sempre muito atrelado à autoimagem (forma como o indivíduo se enxerga), ela é muito mais que isso.
Leia mais
O tripé da Autoestima

Dicas para lidar com a insônia

Você sabia que os nossos comportamentos e atitudes durante o dia estão totalmente ligados com o nosso sono? Por isso, nesse vídeo, abordei quais são os tipos de insônia, e sugeri algumas mudanças para que você pode adaptar a sua rotina, e como consequência, melhorar a qualidade do seu sono.
Leia mais
Dicas-para-lidar-com-a-Insônia

Objetivos da Orientação Profissional

A Orientação Profissional é um processo de avaliação que auxilia qualquer pessoa, independente da idade, a escolher uma faculdade ou um curso profissionalizante, e até mesmo mudar de carreira.
Leia mais
Tenha o total controle das suas emoções conte com a Casule para o seu bem-estar.
Share This