Emoções-na-infância---site-Casule---psicóloga-Pedrita

Emoções na infância: comunicação e mobilização

Atualizado em 14/01/2019
Por Redatora Casule

Emoções na infância: comunicação e mobilização

Atualizado em 14/01/2019
Por Redatora Casule
Junte-se a milhares de pessoas

Entre para nossa lista e receba conteúdos exclusivos e com prioridade

Emoções na infância: comunicação e mobilização

A emoção tem tanta importância no início da vida que, por meio dela, o corpo toma forma e consistência. A emoção é visível, através das modificações que ocorrem na mímica e na expressão facial. Elas estão sempre acompanhadas de reações como aceleração do batimento cardíaco, mudança na respiração, secura na boca, perturbações digestivas, além das reações que chamamos de expressivas (alterações na postura, na mímica facial, na forma de expressar os gestos). 

Por serem acompanhadas de modificações exteriores, as reações expressivas são altamente contagiosas e mobilizadoras do comportamento do outro, pois “em todo arrebatamento emotivo, o indivíduo extravasa de certa forma a sua sensibilidade. Suas reações emotivas estabelecem entre eu e o outro uma espécie de ressonância e de participação afetivas” (WALLON, 1995, p. 164). Por isso, elas predominam no primeiro ano de vida do bebê, e as atitudes modeladas pelo outro se constituem nas primeiras maneiras de expressão.

Como consequência de a emoção ter componentes orgânicos acentuados, sua função principal é mobilizar o outro, isto é, ela é essencialmente social. “As reações que as emoções suscitam no ambiente funcionam como uma espécie de combustível para sua manifestação” (GALVÃO, 1996, p. 64).

Assim, devido ao seu poder de contágio, as emoções podem provocar a diluição dos contornos da personalidade de cada um e, através das relações interindividuais, um vai contaminando o outro, com o apagamento da individualidade. Isto acontece com o bebê que se encontra num estado de fusão com o meio em que vive.

Assim, o papel das emoções é fundamental na constituição da identidade do sujeito e na construção do real, pois “… a emoção esboça o pensamento, a representação que lhe é contraditória e não contrária; esboça a distinção entre o eu e o outro e preludia as afirmações da personalidade” (ZAZZO, 1968).

O ser humano permanece por muito tempo dependente dos outros que o cercam. Estabelece-se entre o cuidador e a criança uma linguagem de caráter emocional e, pouco-a-pouco, a consciência de si e do mundo vai sendo construída nesta relação. Nesse sentido, por meio da linguagem, são construídas a consciência e a cognição. 




Referências
GALVÃO, I. Henri Wallon- uma concepção dialética do desenvolvimento infantil. Petrópolis, Rio de Janeiro: Vozes, 1995.


WALLON, H.As origens do caráter na criança. São Paulo: Nova Alexandria, 1995.


ZAZZO, R. Wallon, psicólogo da infância. In: WALLON, H. – A evolução psicológica da criança. Lisboa. Edições 70, 1968.

Casule Play

Emoções na infância: comunicação e mobilização

Se você quiser saber mais ou conversar com um dos nossos profissionais sobre Emoções na infância: comunicação e mobilização, você pode  agendar o seu horário clicando aqui. Ou você pode ver mais sobre Terapia Online, Acompanhamento semanal com nossa Nutricionista ou Como ter mais produtividade com o nosso Coach!
Redatora Casule, aqui no Blog.
Sou focada em achar o melhor conteúdo que já foi publicado na rede e trazer informações que são relevantes e agregam valor para você.

O que você achou deste conteúdo? Conte nos comentários sua opinião sobre: Emoções na infância: comunicação e mobilização.

0 comentários

Dicas para melhorar a concentração

A técnica de autoinstrução é utilizada na psicoterapia para ampliar a atenção em certos eventos, diminuir a impulsividade e aumentar o controle verbal para pessoas que possuem TDAH ou outras demandas.
Leia mais

Como desenvolver o autoconhecimento

O autoconhecimento é muito importante em todos os aspectos da nossa vida. Por isso, nesse vídeo eu trouxe alguns pontos que podem te ajudar a desenvolver o autoconhecimento.
Leia mais
Como desenvolver o autoconhecimento

Sinais de um relacionamento abusivo

Quando conhecemos alguém no início tudo são flores e amores, porém, com a convivência vem as brigas, os desentendimentos, as discordâncias... Mais até aí tudo bem, afinal, todo relacionamento tem dessas coisas, não é mesmo?
Leia mais
Aprenda a identificar um relacionamento abusivo

4 dicas para criar mais intimidade no seu Relacionamento

A intimidade nos relacionamentos é o resultado de uma série de interações entre duas pessoas onde são reveladas informações pessoais sobre aspectos centrais de suas vidas, ao mesmo tempo que ocorre uma atitude de validação e acolhimento por parte de quem recebe essas informações.
Leia mais
intimidade no relacionamento

Família tóxica: será que você vive em uma?

Viver com familiares tóxicos trazem diversos problemas a nossa saúde, muitas vezes são pessoas negativas que agem "sem perceber" e que acabam com nossa saúde mental. Neste vídeo, trouxe estratégias para te ajudar a conviver com uma família toxica.
Leia mais
Familia tóxica BLOG

Hipocondria

Você sabia que existe um Transtorno de Ansiedade apenas pelo medo de adoecer? É o que chamamos de Hipocondria!
Leia mais
hipocondria
Tenha o total controle das suas emoções conte com a Casule para o seu bem-estar.
Share This