Como exercitar o desapego

Atualizado em 15/02/2017
Por Redatora Casule

Como exercitar o desapego

Atualizado em 15/02/2017
Por Redatora Casule
Junte-se a milhares de pessoas

Entre para nossa lista e receba conteúdos exclusivos e com prioridade

Como exercitar o desapego

  • O ser humano tem em sua ordem natural o “sempre querer mais”, e por isso faz todos os esforços possíveis para ter, ter e ter. Fica fácil apegar-se aos bens que se possui: carro, casa, celular, joias, roupas, sapatos, ou a sentimentos que são destrutivos. O apego às vezes torna-se tão grande que surgem problemas na saúde, na vida familiar e no equilíbrio emocional. Então já que trata-se de um assunto tão fundamental e comum, vamos abordar alguns pontos de como exercitar o desapego para benefício próprio.
  • O que é o apego?

    Apego é você não conseguir esquecer daquele objeto ou bem, mesmo em momentos que não necessite fazer uso dele; é você querer estar com o bem a todo instante, é ter dificuldades para conviver sem ele, é valorizar tanto esse bem que adoece quando ele quebra e tem que passar um tempo sem ele. É quando passar um tempo com este bem material, exige a sua ausência nos momentos mais importantes em família.

    terapia-online-casule-banner

    Exemplos:

    • Mesmo estando em atividades em família, não consegue desgrudar do celular.
    • Não presta atenção no que seu cônjuge ou filho está falando, porque sua mente está presa no objeto, bem material ou acontecimento ocorrido (apego a sentimentos, como raiva ou ódio).
    • O desejo de fazer a atividade com o bem material é maior do que a vontade de estar ao lado das pessoas que ama e que se importam com você.
  • Por que é tão comum se apegar?

    Às vezes o apego pode ser um modo que a pessoa encontre para fugir. Não são todos os casos, mas às vezes para tentar compensar uma dor, a perda de alguém por exemplo, ou por definir em sua vida que os bens materiais tem prioridade para seu desenvolvimento financeiro e aquisitivo; às vezes o apego está ligado à depressão, ansiedade, traumas, culpas, compulsões ou distúrbios.

  • Quando buscar ajuda?

    A pessoa que tem dificuldade de desapegar-se em primeiro lugar tem que refletir sobre sua conduta e modo de vida. Avaliar em que isso tem lhe afetado e se conscientizar da necessidade de mudar esse hábito que traz prejuízos.

  • Prejuízos

    . Esse apego pode sim, trazer alguns prejuízos, como:

    • Afastar familiares.
    • Ampliar os níveis de ansiedade e nervosismo.
    • Afetar sua vida familiar e financeira.
    • Acúmulo de dívidas.
    • Desenvolver distúrbios e compulsões.
  • Por onde começar?

    Comece percebendo o problema, depois converse com alguém próximo sobre o problema do apego e procure agir, mudando hábitos e atitudes; se realmente o problema for muito extremo, procure ajuda.

  • Desapegar-se rapidamente

    . Esses hábitos de apego crescem rapidamente e é alimentado por você mesmo, pelo que você mais valoriza, então se policie. Rapidamente você pode mudar seus pensamentos se o condicionar a isso, trabalhando o desapego, por exemplo:

    Quando sentir o desejo de estar com o objeto ou bem material, amplie a mente, não se concentre na necessidade que você tem do objeto, pense em como se sente feliz quando recebe um abraço de seus filhos, quando recebe um beijo deles; e se tiver próximo chame-os para perto, e dê você mesmo esse carinho. Sinta o amor que envolve a todos quando estão juntos, ou ouça uma música e cante, repita a letra várias vezes, ou cozinhe, faça outra atividade que possa ocupar sua mente. Isso é direcionar a sua mente e através de atos assim, simples, conseguir desapegar-se.

  • Desapegar-se do ódio

    . Às vezes as pessoas pensam que só existe o apego material, mas também podemos apegar-nos a sentimentos que nos ferem e machucam como o ódio, o rancor, a raiva, e todos os sentimentos negativos que não nos fazem bem. Então a melhor saída é retirar do coração e mente sentimentos assim, e o modo mais correto é praticando o perdão. Perdoe-se e perdoe a alguém que lhe feriu, não alimente esse tipo de sentimento, nem fique recordando o mal que lhe fizerem, isso não lhe fará bem. Os médicos e psicólogos afirmam que apegar-se a esses sentimentos pode comprometer a saúde desenvolvendo doenças físicas ou doenças psicológicas.

  • Desapegar-se da tristeza

    . Faça atividades que lhe elevem espiritualmente, que lhe façam sentir-se bem e querer compartilhar com os outros de bons momentos. Você pode fazer algumas atividades que lhe ajudarão como:

    • Aula de música.
    • Aula de dança.
    • Aula de pintura ou artesanato.
    • Aula de corte e costura.
    • Ajudar instituições não governamentais.
    • Participar de eventos comunitários.
    • Conhecer a realidade de comunidades carentes ou orfanatos.
    • Participar de alguns grupos de autoajuda.
    • Estude bons livros, que sejam do seu interesse, biologia, geografia, matemática, entre outros.

    Tudo isso ajudará a ampliar seu campo de visão. Às vezes só pensamos em nós, em adquirir coisas que só nos satisfaçam, às vezes nem percebemos que nossas atitudes estão machucando alguém, um pai, um filho, um irmão, o marido ou a esposa. Temos que buscar soluções que nos ajudem a tornar nossa vida melhor, não com a mentalidade de que só seremos felizes se tivermos dinheiro ou aquele carro importado, ou aquelas joias lindas; mas temos que, antes de tudo, valorizarmos o que possuímos como bens espirituais, como a família, os amigos, o conhecimento que adquirimos ao longo das experiências e nos motivar a sermos felizes por podermos possuir esses bens que dinheiro nenhum no mundo pode comprar, e que é conquistado com esforço, empenho e fé.

FONTE:https://familia.com.br/5530/como-exercitar-o-desapego

Guia com as 15 Técnicas para reduzir a ansiedade
Sou focada em achar o melhor conteúdo que já foi publicado na rede e trazer informações que são relevantes e agregam valor para você.
Casule Play

Como exercitar o desapego

Se você quiser saber mais ou conversar com um dos nossos profissionais sobre Como exercitar o desapego, você pode  agendar o seu horário clicando aqui. Ou você pode ver mais sobre Terapia Online, Acompanhamento semanal com nossa Nutricionista ou Como ter mais produtividade com o nosso Coach!
Redatora Casule, aqui no Blog.
Sou focada em achar o melhor conteúdo que já foi publicado na rede e trazer informações que são relevantes e agregam valor para você.

O que você achou deste conteúdo? Conte nos comentários sua opinião sobre: Como exercitar o desapego.

0 comentários

Enviar um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

A mulher em cada fase do ciclo menstrual

Mulher, você sente que seu humor muda muito em cada momento do mês? Isso pode estar relacionado a cada fase do ciclo menstrual. Venha ver esse vídeo, se conhecer e entender como agir em cada momento desta fase.
Leia mais

Vivendo no piloto automático

Você sabia que você pode estar vivendo no piloto automático? No vídeo de hoje vamos falar sobre como podemos ter pensamentos, sentimentos e comportamentos sem mesmo nos darmos conta que eles estão lá!
Leia mais

As 5 linguagens do autoamor

Neste vídeo, Cris Schumann fala sobre as 5 linguagens do autoamor e a como desenvolver uma admiração e valorização maior sobre si mesmo.
Leia mais
Tenha o total controle das suas emoções conte com a Casule para o seu bem-estar.
Share This