Aprenda a construir sua autoestima

Atualizado em 12/07/2016
Por Redatora Casule

Aprenda a construir sua autoestima

Atualizado em 12/07/2016
Por Redatora Casule
Junte-se a milhares de pessoas

Entre para nossa lista e receba conteúdos exclusivos e com prioridade

Aprenda a construir sua autoestima

Quando a gente gosta de alguém, como costuma tratar essa pessoa? No mínimo, com delicadeza, carinho e atenção, não é verdade? Se essa pessoa precisar de cuidados, ofereceremos. Se ela precisar ser ouvida, nos esforçaremos para ouvi-la. Buscaremos compreendê-la, tentaremos entender o que ela está comunicando. Não a encheremos de julgamentos, rótulos e cobranças. Ao menos isso é o que se espera quando verdadeiramente gostamos de alguém…

Se alguém que estimamos adoece, nos preocuparemos e faremos o que estiver ao nosso alcance para auxiliar. Se porventura notarmos que seus hábitos estão prejudicando sua saúde física ou mental com certeza iremos alertar, ajudar, sentar junto e pensar alternativas. Porque é natural observar quem a gente ama. Porque é normal que se cuide de quem a gente gosta.

Levaremos essa pessoa a lugares agradáveis, nos importaremos em reconhecer seus gostos e ficaremos satisfeitos em vê-la contente. Se um dia a magoarmos nos importaremos com seus sentimentos, pediremos desculpas sinceras e com certeza buscaremos não repetir o que a magoou.

Tudo isso é o que se espera de uma relação de respeito e de amor, não é mesmo? Repense agora essas situações colocando você mesmo no lugar dessa pessoa querida que imaginamos até aqui:

  • Você se importa com seus próprios sentimentos e necessidades?
  • De vez em quando se convida para passear e viver situações que lhe deixam feliz?
  • Importa-se com sua saúde física e mental, mobilizando meios para que ela esteja sempre em dia?
  • Pede-se perdão? Perdoa-se e busca não mais repetir o que lhe magoa?

Isso é autoestima: gostar de si mesmo e agir como tal. Quem gosta de si mesmo faz tudo isso que se espera que façamos ao outro quando o estimamos. Não se trata de egoísmo, nem de se achar melhor que o outro. É apenas oferecer a si mesmo aquilo que é bom, que faz bem, que faz crescer e ser mais feliz.

terapia-online-casule-banner

Para desenvolvermos a autoestima precisamos nos conhecer, caminhar enfrentando o medo do novo e partir rumo à descoberta desse ser cheio de possibilidades que somos nós, humanos. Muitas vezes somos treinados ou nos treinamos a não reconhecer que somos capazes ou merecedores de amor.Muitas vezes somos treinados ou nos treinamos a não reconhecer que somos capazes ou merecedores de amor.

Precisamos olhar para isso e tratar, com muito carinho. Às vezes até estamos nos esforçando, porém volta e meia nos pegamos repetindo as mesmas crenças limitadoras. O que faríamos a alguém querido se o encontrássemos nessa situação? Provavelmente lhe daríamos a mão e caminharíamos um pouco ao seu lado, demonstrando que ele não estaria mais sozinho. Você está com você mesmo? Ou se abandona ao menor deslize? Ou atira pedras ao menor sinal de erro?

Mesmo que de início não flua naturalmente (afinal fomos muito bem treinados para atirar pedras, mas pouco treinados a dar um afago e estender a mão para nós mesmos), tente observar no cotidiano o que pode oferecer a si mesmo com amor. Nas pequenas coisas podemos demonstrar tanto! Reflita: o que você pode fazer hoje, agora mesmo, para demonstrar estima a si mesmo? Talvez marcar aquela consulta sempre adiada ou telefonar para uma pessoa com quem se sinta à vontade para conversar. Talvez possa retomar um projeto ou cuidar melhor da alimentação. Quem sabe anotar as suas qualidades para não perdê-las de vista ou tomar uma atitude diante de situações que estejam lhe fazendo mal. A cada dia você pode ampliar o leque de práticas. Sempre tendo em mente que você pode tropeçar ainda assim, de vez em quando vai se pegar se boicotando, mas que isso não lhe retira todo o mérito da caminhada.

Estima se constrói. Com a autoestima não é diferente. Usufrua de sua companhia e inicie essa relação de amor que pode ser muito, muito frutífera!

FONTE:http://www.personare.com.br/aprenda-a-construir-sua-autoestima-m224

Guia com as 15 Técnicas para reduzir a ansiedade
Casule Play

Aprenda a construir sua autoestima

Se você quiser saber mais ou conversar com um dos nossos profissionais sobre Aprenda a construir sua autoestima, você pode  agendar o seu horário clicando aqui.


Ou você pode ver mais sobre Terapia Online, Acompanhamento semanal com nossa Nutricionista ou Como ter mais produtividade com o nosso Coach!
Redatora Casule, aqui no Blog.
Sou focada em achar o melhor conteúdo que já foi publicado na rede e trazer informações que são relevantes e agregam valor para você.

O que você achou deste conteúdo?
Conte nos comentários sua opinião sobre: Aprenda a construir sua autoestima.


0 comentários

Enviar um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Relacionamento-à-distância-dá-certo-BLOG
Relacionamento a distância dá certo?

Relacionamento a distância dá certo?

Neste vídeo, nossa psicóloga Cristiane Schumann fala sobre as principais dificuldades enfrentadas por casais de se relacionam à distância. Dra. Cristiane explica, por exemplo o aumento das desconfianças, ciúmes e conflitos que o casal passa a ter. E dá dicas espetaculares para amenizar os afeitos da distância, da insegurança e da saudade.
Mitos e verdades sobre a psicoterapia
Mitos e verdades sobre a psicoterapia

Mitos e verdades sobre a psicoterapia

Apesar de a psicoterapia estar ganhando seu merecido espaço na atualidade, ainda existem pessoas que resistem a procurar ajuda de um profissional quando têm algum tipo de sofrimento psíquico, seja ele no âmbito pessoal, seja nos relacionamentos. Atualmente, estamos falando mais sobre a importância da saúde mental e de cuidar das emoções, mas é importante desmitificar alguns pontos que ainda persistem.

Orientação Profissional

Escolher uma profissão nem sempre é um caminho fácil. E em muitos momentos pode desencadear sofrimentos emocionais, ansiedade, angústias, medos... para isso existe a Orientação Profissional!
Leia mais
Orientaçã-profissional-BLOG

Como o viés da negatividade pode afetar sua vida

O viés é a tendência a prestar mais atenção em determinadas coisas do que em outras. Segundo a neurociência, os seres humanos desenvolveram ao longo da evolução da espécie uma tendência a se sentirem mais afetados por aspectos negativos do que por outros positivos. É como se fosse uma “programação” que auxiliou o homem primitivo a garantir a sua sobrevivência nos primórdios da nossa existência.
Leia mais
Como o viés da negatividade pode afetar sua vida

As 4 formas mais comuns de violência infantil

Embora a violência infantil seja um assunto difícil de ser abordado, seu debate é de extrema importância. Em primeiro lugar porque ela está presente no cotidiano de muitas crianças e adolescentes brasileiros, se mostrando como um grande problema de saúde pública, além disso, ela pode afetar profundamente a vida das vítimas.
Leia mais
4-formas-mais-comuns-de-violencia-infantil-BLOG

Adoecimento Psicológico causado pela Pandemia

Desde o início da pandemia, ouvimos falar muito sobre os efeitos do vírus no corpo e suas possíveis consequências físicas. Pouco se fala sobre o aumento de pessoas com adoecimento emocional, manifestados exatamente por esse período de isolamento, medo, angústias e dúvidas.
Leia mais
Adoecimento Psicológico causado pela Pandemia

Quando a ansiedade se torna um problema?

Você tem sofrido com ansiedade? Sabe quando ela se torna um problema? Nesse vídeo te explico o que é a ansiedade e te ajudo a identificar quando ela se torna prejudicial em nossas vidas.
Leia mais
Quando-a-ansiedade-se-torna-um-problema-BLOG

O que fazer diante de uma escolha difícil?

Alguma vez na vida já tivemos que lidar com um dilema ou uma decisão difícil. Quando estamos nessas situações, nossa mente facilmente entra em ação, tentando descobrir o que fazer, para "fazer a decisão correta".
Leia mais
O-que-fazer-diante-de-uma-escolha-dificil

Você sabe o que é fibromialgia?

A fibromialgia é uma síndrome que tem afetado muitas pessoas, principalmente mulheres entre os 30 e 50 anos. Ela é caracterizada pelo aumento da sensibilidade dolorosa em diversos pontos do corpo e acompanha também alguns outros sintomas como: distúrbio do sono, fadiga, ansiedade e depressão.⁣
Leia mais
Você sabe o que é fibromialgia
Tenha o total controle das suas emoções conte com a Casule para o seu bem-estar.
Share This