Casamento versus Trabalho.
10 de junho de 2016
Filhos que não se sentem amados
16 de junho de 2016

mark for Vetta pse jane

Seus pensamentos não param nem por um instante. Você não consegue ficar parado por muito tempo em um só lugar. Isso tem atrapalhado sua rotina no trabalho, no convívio com a família e até mesmo na hora de dormir? Você pode estar sofrendo de uma crise de ansiedade, um distúrbio psíquico ou somente tem muita energia para gastar.

As cobranças e as responsabilidades do dia-a-dia estão deixando cada vez mais pessoas inquietas. Como saber quando a inquietação está atrapalhando a sua vida? Leia este artigo até o final, saiba alguns motivos que podem estar causando este incômodo e descubra como a psicologia pode corrigir este comportamento.

Identificando um problema

Como saber se a sua inquietação é apenas passageira, devida a uma preocupação momentânea, ou se ela já é considerada um distúrbio psíquico? Preste bem atenção à sua rotina. Veja se você consegue se concentrar no seu trabalho, em uma conversa longa, ou até mesmo em tarefas básicas, como dirigir.

Se a sua inquietação está atrapalhando estas atividades ou até mesmo outras mais simples, de forma a causar prejuízos, como falta de rendimento no trabalho ou insônia por muitos dias, você precisa procurar o quanto antes a ajuda de um psicólogo, pois a situação pode se agravar, prejudicando ainda mais o seu bem-estar.

Causas da inquietação

São diversos os fatores que podem causar a inquietação, desde transtornos psíquicos, como ansiedade, bipolaridade, TDAH (Transtorno de Déficit de Atenção e Hiperatividade), Alzheimer, depressão, esquizofrenia até alguma mudança de hábito ou ingestão de alguma substância no organismo, como o ato de parar de fumar, alcoolismo, excesso de cafeína, uso de alguns medicamentos, drogas, energia acumulada devido à alimentação, dentre muitos outros fatores.

Cuidados

É necessário descobrir o mais cedo possível as causas da inquietação, pois este comportamento pode desencadear complicações mais graves, que possam afetar sua vida de muitas formas negativas, como perda de emprego, por exemplo.

Enquanto você não dá inicio ao tratamento, pode fazer algumas coisas para diminuir a sua inquietação de noite, por exemplo, como deixar o seu ambiente mais calmo, com iluminação adequada e até mesmo com um som ambiente. Procure se acalmar antes de dormir, para que tenha uma boa noite de sono.

Como um psicólogo pode ajudar?

Através de um questionário, o psicólogo vai avaliar os seus hábitos cotidianos e, com as suas respostas e do seu comportamento, ele vai identificar se você possui um transtorno ou é somente uma má fase.

A partir desta avaliação, o psicólogo vai dar para você ferramentas que vão ajudar a ter controle sobre esta inquietação sempre que ela estiver te prejudicando de alguma maneira, o que vai gerar muito mais produtividade e um melhor relacionamento com as pessoas ao seu redor.

Após a causa de sua inquietação ser descoberta, é imprescindível que o tratamento seja seguido à risca, para que você tenha uma melhor qualidade de vida.

O acompanhamento psicológico pode trazer muitos resultados positivos no tratamento de pessoas inquietas, dando para elas um maior autocontrole e deixando-as mais calmas e produtivas.

FONTE:www.psicologoeterapia.com.br/ansiedade/voce-e-uma-pessoa-inquieta/

Comentários

comentários

Redatora Casule
Redatora Casule
Sou focada em achar o melhor conteúdo que já foi publicado na rede e trazer informações que são relevantes e agregam valor para você.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Marcar Consulta