fbpx
Os-Movimentos-da-Alma-Humana-coaching-casule

Os Movimentos da Alma Humana

Atualizado em 19/02/2018
Por Tiago Curcio

Os Movimentos da Alma Humana

Atualizado em 19/02/2018
Por Tiago Curcio
Junte-se a milhares de pessoas

Entre para nossa lista e receba conteúdos exclusivos e com prioridade

Os Movimentos da Alma Humana

Você já percebeu como muitas vezes nos abrimos ou nos retraímos para certas pessoas naturalmente? Às vezes, alguém se aproxima e nos sentimos tão confortáveis com a sua presença que, em questão de minutos, estamos interagindo como se nos conhecêssemos há anos, alcançando um completo rapportde almas. Noutras vezes, porém, quando o “santo não bate” sentimos uma rejeição tamanha àquela energia que não conseguimos, de forma nenhuma, nos sintonizar com o outro e criar um vínculo com ele.

O mesmo acontece quando outra pessoa sente simpatia ou repulsa por nós. De alguma forma captamos esta frequência positiva ou negativa e entendemos quando as portas estão abertas ou fechadas para nós. Neste sentido, podemos chamar esta conexão ou falta dela de “movimentos da alma”, uma expressão humana que se manifesta espontaneamente em nossas relações interpessoais. Esta energia também pode ser sentida na integração com as plantas, animais, da gente com a gente mesmo e com o universo.

Tenho certeza de que já viveu muitas situações assim, pois o fato é que algo em nós sempre acende ou apaga quando uma pessoa se aproxima. Em alguns casos, tenho certeza que você esteve completamente aberto a receber e a se conectar com o outro. Noutras vezes, não encontrou espaço para se abrir ou ainda não teve sintonia suficiente, escolhendo assim se fechar em seu mundo. Até aí tudo bem, afinal, não podemos nos forçar ou forçar os outros a terem uma relação sem conexão. Para dar certo é sempre importante deixar fluir naturalmente.

Entretanto, quando este processo de fechamento acontece de forma constante e a pessoa se tranca em seu mundo não por conta da falta de afinidades, mas de traumas e acontecimentos negativos não ressignificados, é fundamental trabalhar sua dor para que seu medo de se relacionar não a leve ao isolamento total de tudo e de todos. O papel do terapeuta neste processo é o de auxiliar a pessoa a compreender as fontes deste problema e encontrar mecanismos efetivos para eliminar seus bloqueios, dores e dificuldades, de modo a permitir que ela viva os movimentos da alma de forma natural, espontânea e positiva.

 

Movimente a Alma

Segundo o autor alemão, Johann Wolfgang Von Goethe – “Quando uma criatura humana desperta para um grande sonho e sobre ele lança toda a força de sua alma, todo o universo conspira a seu favor.”.Portanto, despertar a alma é essencial para conquistarmos o nosso melhor e vencer os nossos fantasmas. Quando nossa alma se expande, se expandem também as nossas possibilidades e podemos, então, ocupar novos espaços e construir novas histórias. Assim, quando por algum motivo, consciente ou inconsciente, aprisionamos o nosso espírito, tudo em nós e ao nosso redor se aprisiona também. É preciso libertar-se!

Esta libertação permite que nos conectemos verdadeiramente com pessoas, animais ou coisas, e é uma forma poderosa de ampliarmos nossa percepção fenomenológica da realidade. Na prática, esta é uma oportunidade de compreendemos que tanto o indivíduo é formado pelo mundo como o mundo é formado pelo indivíduo. Ou seja, somos parte um do outro e nos complementamos mutuamente.

Quando, por exemplo, estamos em contato com a natureza, ao mesmo tempo em que a observamos, somos parte dela. Neste momento, nos abrimos para a nossa alma viver aquela experiência de apreciação, para encontrar assim, um espaço na própria dimensão da alma e se conectar com o todo. Esta não é uma experiência meramente individual, pois amplifica a sintonia em todas as direções. Não é sobre ter uma alma, mas sobre pertencer a uma!

Isto é exatamente o que o mestre Bert Hellinger nos ensina. Segundo o psicoterapeuta alemão – “A alma não está dentro de nós, mas à nossa volta.” Para entendermos o poder dos Movimentos da Alma temos, então, que compreender isso, uma vez que é deste modo que esta energia que vive em nós pode se expandir e se ampliar verdadeiramente em todos os sentidos.  Em outras palavras, o que Bert quer dizer é que – pertencemos à alma, mas a alma não pertence a nós.

Por isso mesmo, a alma deve ser compreendida como uma dimensão única do ser humano, um campo onde ele tanto habita como transita, onde ela existe tanto dentro como fora de nós, contemplando tudo ao nosso redor. Portanto, a alma não pode ser encontrada num determinado lugar, uma vez que ela é a energia em movimento que nos sintoniza e conecta com o outro, conosco e com o mundo em que vivemos. Deste modo, quanto mais você estiver aberto a viver todas as suas dimensões, mais a sua alma se expandirá e se vinculará.

Neste sentido, podemos afirmar, sem erro, que o nosso crescimento espiritual está diretamente relacionado ao movimento de expansão da nossa alma. Quando nos permitimos experienciar este processo de evolução, nós conseguimos, então, compreender nossa verdadeira identidade, aquilo que somos, pensamos e sentimos; decifrar o nosso papel no mundo e enxergar, com mais clareza, o nosso propósito de vida.

 

Para Onde nos Levam Estes Movimentos?

Como aprendemos, a alma está em constante movimento, e nem de longe pode ser considerada algo estático, que está parada no tempo à espera que algo ou alguém faça sua roda girar. Por isso mesmo, pode tanto abrir-se como fechar-se de acordo com a energia emanada num determinado momento. Na prática, isso se mostra de forma clara quando conhecemos uma pessoa nova e, quando naturalmente algo em nós ou simpatiza ou antipatiza com esta. Tenho certeza que já viveu isso. Todos nós já passamos, aliás.

Mas como, sem nem ao menos conhecermos este indivíduo, podemos gostar ou não dele à primeira vista? O movimento de sentir conexão com a alma explica muito isso, pois num espaço de atração ou repulsão, dificilmente se abrirá uma janela nova que não tenha este mesmo significado.  Ou seja, quando está aberta, a porta está aberta. Quando está fechada, está fechada!

Os movimentos da alma nos ensinam que esta relação com as pessoas, animais ou plantas, por exemplo, se faz aqui e agora, no tempo presente. É algo constante e natural que não pode ser manipulado. Por isso mesmo, a Constelação Familiar usa em seu contexto diferentes ferramentas de trabalho para encontrar este espaço da alma, de modo a apoiar o cliente a acessá-lo e, com isso, a se conectar com novas experiências de vida.

Para isso, segundo Bert Hellinger, o processo de autoconhecimento e de não julgamento deve começar pelo próprio terapeuta, que além de buscar conectar-se com o mundo e as pessoas ao seu redor, deve buscar nos seus próprios movimentos da alma o espaço para integrar aqueles que foram abandonados, injustiçados, excluídos, humilhados e apartados ao longo do caminho.

Isso quer dizer que, para interceder por meio de um processo de Constelação Familiar, por exemplo, é essencial dirimirmos as diferenças e integrar os movimentos da alma, de modo a incluir todos, amigos e até inimigos, que mesmo não sendo da família do cliente, têm relação direta com seu estado emocional e os seus resultados.

Bert Hellinger chama isso de saber conectar o “espírito-mente”, no sentido de obter as respostas necessárias para transcender os obstáculos da alma, conhecer e ocupar seus espaços e para que ela, enfim, se movimente de forma livre e positiva.

terapia-online-casule-bannerPowered by Rock Convert

 

Constelação Familiar de Bert Hellinger e Movimentos da Alma

Os Movimentos da Alma nos trazem uma consciência integral sobre quem somos e sobre a nossa relação com o mundo e as pessoas ao nosso redor. A Constelação Familiar, desenvolvida por Bert Hellinger, por sua vez, nos ajuda a entender as origens dos nossos comportamentos e os efeitos disso em nossa vida em todos os sentidos. Neste contexto da psicoterapia, os movimentos da alma nos ajudam a assumir diferentes papéis e a nos colocarmos também na posição de nossos parentes, sejam eles conhecidos ou de gerações anteriores as nossas.

Por meio deste processo de Constelação podemos compreender, de fato, como determinados acontecimentos do passado influenciam a relação atual com os nossos pais, irmãos, filhos, nosso relacionamento amoroso, amigos e também sua ligação com nosso trabalho e finanças, por exemplo. Mesmo que de forma inconsciente, despercebida aos nossos olhos, é inegável que os sistemas familiares seguem ordens naturais. Por isso, quando estes esquemas estão desequilibrados, este desalinhamento acaba influenciando negativamente todo o conjunto da família. Ou seja, sem saber podemos estar repetindo comportamentos herdados de nossos antepassados e, consequentemente, os seus erros também.

Estas influências podem durar três ou mais gerações de um mesmo clã. Imagine então quantas pessoas podem acabar sendo prejudicadas por estas energias e interferências inconscientes! Muitas, com certeza! Exatamente para evitar que estas forças conflituosas se perpetuem, o foco da Constelação Familiar é o de tornar visíveis estas incongruências e trabalhar para que elas possam ser finalmente identificadas, dirimidas e sanadas.

Na prática, este processo faz com que os membros da família além de entenderem melhor a sua história, consigam alcançar um amor mais consciente de suas possibilidades e limites.  A intenção é que, com isso, a família possa enfim seguir em frente sem repetir os erros dos seus antepassados e tenha a liberdade que precisa para fazer suas próprias escolhas e viver sua própria experiência de vida.

Assim, podemos dizer também que a Constelação Familiar apoia a que os familiares atinjam um comportamento mais assertivo e mais correto em relação aos seus sentimentos, relacionamentos, amores e dores, sempre buscando fazer isso respeitando aos outros e os seus próprios limites. Em outras palavras, é um movimento que ajuda a conferir maior estabilidade às relações familiares, ao identificar seus focos de desequilíbrios e buscar, também por meio dos movimentos da alma, reequilibrá-los.

Neste sentido, o trabalho de Constelação Familiar, em muitos casos, consiste em agir não apenas visando melhorar determinados aspectos da vida dos familiares aqui, no tempo presente, mas fazendo movimentos importantes que deviam ter sido feitos antes, porém que não foram devidamente realizados no passado.  Exemplos disso são: inclusão de parentes excluídos ou esquecidos, perdão aos erros dos familiares, responsabilização das pessoas certas, homenagens aos mortos e reconhecimento àqueles que morreram precocemente ou tiveram uma jornada difícil, dando a eles seu espaço de direito na história da família.

Quando nossa alma se movimenta nesta direção, abrimos o espaço necessário ao desenvolvimento de uma nova consciência sobre nós mesmos e sobre nossa família. Muitas respostas vêm à tona e o que parecia obscuro, começa a fazer sentido. De posse deste entendimento, podemos discernir melhor os sentimentos, emoções e atitudes que são nossos de verdade daqueles que são produtos de comportamentos e mentalidades herdadas dos antepassados, de geração em geração, até chegarem a nós. Estas influências negativas, se não forem quebradas, serão também repassadas aos nossos filhos, netos e aos seus descendentes. É importante quebrar este ciclo e mudar ações!

Nossa família é a nossa raiz, aquilo que dá base a quem somos e nossa primeira razão de existir, afinal, para virmos ao mundo, antes, nosso pai e nossa mãe tiveram que nascer; assim com seus pais e avós e assim sucessivamente. Por isso mesmo, quando nossa relação com nossos genitores é positiva, nos sentimos mais empoderados, confiantes, importantes e capazes de caminhar nosso caminho, realizar nossas ideias e sonhos.

Por outro lado, quando existe na família uma energia quebrada, que não flui como deveria ou não segue sua ordem natural, algo acaba se perdendo e fazendo com que as ligações entre pais e filhos sejam conflituosas e demasiadamente difíceis e dolorosas para todos.

Contudo, a resposta para isso pode estar, não nos comportamentos de ambos, mas na influência das atitudes dos que vieram antes. Por isso, para que cada um possa verdadeiramente construir e viver sua história, a Constelação Familiar é uma ferramenta essencial, uma vez que sua intervenção orientada auxilia os parentes a entenderem, de fato, quais são as fontes dos seus problemas e a trabalhar no sentido de superar estas dores e dificuldades.

Com isso, tanto coletiva como individualmente cada membro da família pode se beneficiar de diversas maneiras. Alguns bons exemplos disso são: melhorando a conexão com a própria família, organizando melhor seus sentimentos e ideias, melhorando seu desempenho no trabalho, aumentando seu otimismo e autoconfiança, gerindo melhor suas finanças, construindo uma sintonia melhor com seu cônjuge e, principalmente sendo melhor para si mesmo, pois o autoamor e a autocompaixão: também são importantes para se compreender, perdoar os erros e seguir em frente sem os fantasmas do passado.

Estas sim são atitudes positivas e compatíveis com a felicidade, plenitude e sucesso que cada pessoa deseja e merece conquistar em sua vida.

Bert Hellinger, também chama este poderoso trabalho de Constelação Familiar de “Amor do Espírito”, se referindo a um tipo de amor que transcende julgamentos, os limites e barreiras que criamos dentro de nós, a ideia de bem e de mal, e que nos aproxima dos movimentos da alma de forma profunda. Por isso, mais do que identificar as fontes do problema, a Constelação Familiar trabalha no sentido de curar os sistemas familiares que, de forma oculta, foram por anos e anos prejudicados por emoções e comportamentos negativos.

Assim, quando cada membro entende seu papel, as famílias podem, então, se reestruturar, modificar suas atitudes e viver de forma mais natural, equilibrada, flexível, amorosa, sintonizada, respeitando a ordem do sistema e fazendo-se parte dele de modo mais confiante e positivo.  Este movimento de cura de almas é, portanto, um movimento de amor que ajuda as famílias a reencontrarem seu eixo e construir relações infinitamente mais positivas e saudáveis para todos, quebrando assim ciclos negativos, e trazendo mais amor, entendimento, respeito e empatia para dentro dos lares.

Copyright: 262023860 – https://www.shutterstock.com/pt/g/crystaleyemedia

 

Fonte: http://www.jrmcoaching.com.br/blog/os-movimentos-da-alma-humana/

 

banner-paisagem-ebook-manejo-da-ansiedade-v1.1-curtoPowered by Rock Convert

Os Movimentos da Alma Humana

Se você quiser saber mais ou conversar com um dos nossos profissionais sobre Os Movimentos da Alma Humana, você pode  agendar o seu horário clicando aqui.


Ou você pode ver mais sobre Terapia Online, Acompanhamento semanal com nossa Nutricionista ou Como ter mais produtividade com o nosso Coach!
Tiago Curcio, aqui no Blog.
Life Coach e palestrante, auxilia empresários a usar a internet para desenvolver seus negócios. Admira e vive a área de auto performance, acrescenta em suas sessões de Coaching o melhor da Programação Neurolinguística (PNL). Adora ficar com a família, correr, meditar e trabalhar. Conheça o meu Instagram. | Clique para marcar uma consulta comigo

O que você achou deste conteúdo?
Conte nos comentários sua opinião sobre: Os Movimentos da Alma Humana.


0 comentários

Como se posicionar?

Como se posicionar?

Sabe aquela pessoa que sempre se comporta de forma rígida e agressiva? Você tem dificuldade em se posicionar quando isso acontece e acaba se sentindo constrangido ou com algum receio ou trava quando alguém te trata dessa forma? Se você quer aprender a se posicionar, esse vídeo é para você!
Ansiedade

Ansiedade

O medo é um sentimento inato que nasce conosco. Já a ansiedade é um sentimento secundário oriundo do medo. Ela é um sentimento que todos nós temos, não há ninguém que tenha uma ansiedade zero. Assim sendo, a ansiedade basal de todos os seres humanos estão sempre maior que zero.
Como reduzir a celulite
Como reduzir a celulite

Como reduzir a celulite

A celulite é um processo de desestruturação em que a pele perde seu aspecto firme. Atualmente afeta cerca de 98% das mulheres de todo o mundo. Será que a alimentação pode contribuir na diminuição da celulite? A resposta é SIM e pode ser mais fácil do que você imagina! Assista ao vídeo completo e saiba como.
Você-pensa-sobre-seus-medos
Você pensa sobre seus medos?

Você pensa sobre seus medos?

O medo é um estado emocional muito importante, associado ao nosso mecanismo de proteção, sobrevivência e adaptação. Os medos estão relacionados a característica do objeto, contexto ou situação temida, mas também a avaliação subjetiva desses fatores. A forma como pensamos as situações, impacta diretamente em como nos sentimos e lidamos com elas. O que acha de avaliarmos nossos medos?

A importância da rede de apoio no processo de psicoterapia

Muito se fala sobre o acolhimento, alternativas de tratamento, estratégias, dicas e orientações necessárias para os pacientes que estão passando por um momento de sofrimento mental, ou possuem algum tipo de transtorno ou realizam psicoterapia. No entanto, pouco é abordado sobre a importância dos familiares e indivíduos que fazem parte do cotidiano e convívio do paciente, que compõem a rede de apoio, sendo considerados parte importante do processo terapêutico, também poder buscar por ajuda, cuidados e orientação.
Leia mais
A-importância-da-rede-de-apoio-no-processo-de-psicoterapia

Saúde mental e o enfrentamento do câncer

como se manter firme para enfrentar uma doença tão difícil e um tratamento tão delicado, vivendo um turbilhão de emoções? Nesse vídeo você vai encontrar algumas orientações para lidar e ajudar alguém que está convivendo com essa doença!
Leia mais
saúde-mental-e-o-enfrentamento-do-câncer

O que a minha filha me ensina

No aniversário da minha filha Luiza, já estávamos em isolamento social e por conta disso, tivemos que cancelar a festinha de aniversário dela. Confesso que foi bem difícil para mim, pois ela ama o aniversário dela que segundo ela, é o dia mais feliz da vida dela. Mal acaba a festa e ela já está planejando o tema do ano seguinte, ela adora estar com os amigos.
Leia mais
O-que-a-minha-filha-me-ensina

Motivos que levam à obesidade

Você sabia que a obesidade é um quadro multifatorial? Isso mesmo! Não podemos colocar apenas na comida a responsabilidade de um ganho de peso. Por isso é importante não ter preconceito e não julgar o comportamento alimentar de uma pessoa que está nesta situação. O aconselhável é sempre buscar ajuda de profissionais que tenham empatia e que possam oferecer qualidade de vida e bem-estar à pessoa com obesidade. Assista a este vídeo completo e saiba mais!
Leia mais
Motivos-que-levam-à-obesidade

Você já ouviu falar em Pistantrofobia

O termo é complicado mas a explicação é simples. Pistantrofobia é o medo de confiar nas pessoas devido a experiências negativas ou decepções ocorridas no passado. Espero que esse vídeo possa te auxiliar a entender melhor sobre esse assunto.
Leia mais

Você tem medo de falar em público?

O medo de falar em público é muito comum. Ou você mesmo tem esse medo ou conhece alguém que tem, não é? É chamado de glossofobia quando esse medo tem proporções exageradas a ponto de paralisar e não permitir que a pessoa tente vencer este medo por si só.
Leia mais

As 5 Linguagens do Amor

Essas são as 5 formas de expressar e de experimentar o amor nas nossas relações. Vem descobrir qual a linguagem do amor que você fala e qual a linguagem que você mais escuta. Compartilha com uma pessoa querida para que vocês possam melhorar a qualidade do relacionamento!!
Leia mais
Linguagens do amor

6 dicas para se tornar uma pessoa mais resiliente

Você sabia que a resiliência é uma habilidade que conseguimos desenvolver e aprimorar? Não são todas as pessoas que já tem essa habilidade super desenvolvida e é por isso que, nesse vídeo, você vai aprender dicas simples de como se tornar uma pessoa mais resiliente e conseguir enfrentar melhor os obstáculos da vida.
Leia mais
6-dicas-para-se-tornar-uma-pessoa-mais-resiliente-BLOG

Você acha que autoestima é só cuidar da sua aparência?

A autoestima vai muito além da aparência, é a visão que você tem sobre você e quando ela está baixa afeta outras áreas da sua vida, seu relacionamento, vida profissional... No vídeo vou explicar o que é, porque é importante e dar dicas para aumentar sua autoestima.
Leia mais
Você acha que autoestima é só cuidar da sua aparência
Tenha o total controle das suas emoções conte com a Casule para o seu bem-estar.
Share This