Qual o problema do prazer-casule
Qual o problema do prazer?
26 de setembro de 2017
O quanto você está preparado para as Fases do Luto-casule
O quanto você está preparado para as Fases do Luto?
30 de setembro de 2017

O que é afasia?

A afasia é um distúrbio adquirido de linguagem, ou seja, é uma alteração na capacidade comunicativa do indivíduo decorrente de algum dano cerebral. Ela ocorre quando há lesões nas áreas do cérebro responsáveis pela linguagem, podendo causar perda ou redução da capacidade de expressão e/ou compreensão da linguagem. Além disso, a afasia é considerada multimodal, pois pode ocorrer no campo da leitura, escrita e/ou fala. O grau de comprometimento da linguagem em pacientes afásicos varia de acordo com o local e a extensão da lesão cerebral, sendo que quanto maior for a área cerebral afetada, maiores serão os riscos de sequelas.

É comum a ocorrência de alguns distúrbios neurológicos associados ao quadro de afasia em pacientes afásicos, como, por exemplo, apraxia, agnosia, alexia e agrafia. A apraxia corresponde à uma desordem do movimento, na qual o paciente é incapaz de realizar um movimento complexo e preciso que anteriormente conseguia; a agnosia refere-se à uma inabilidade em reconhecer objetos familiares através da percepção sensorial (podendo ser visual, auditiva ou tátil); a alexia é um distúrbio de leitura; já a agrafia é a incapacidade de escrever.

 

TIPOS

Há quatro tipos de Afasias Centrais:

  • Afasia de Broca: a área de Broca é a região do cérebro responsável pela expressão da linguagem. Dessa forma, pacientes com alterações nessa área apresentam boa compreensão, porém apresentam dificuldades na produção da fala, que é vagarosa e com esforço.
  • Afasia de Wernicke: a região cerebral conhecida como Wernicke é a responsável pela interpretação da linguagem. Assim, indivíduos com lesão nessa área apresentam dificuldade de compreensão e, embora tenham uma fala fluente, geralmente é uma fala sem sentido, com nenhum significado lógico.
  • Afasia de condução: nesse tipo de alteração a compreensão está relativamente preservada, porém ocorre uma dificuldade na escolha e sequência dos fonemas durante a produção da fala, além da dificuldade de nomeação.
  • Afasia global: nesse caso, todas as funções importantes da linguagem estão seriamente deficientes. O paciente perde a capacidade de se comunicar e compreender, seja na fala, leitura ou escrita.

CAUSAS

As principais lesões cerebrais que originam as afasias são:

  • AVC/AVE;
  • Neoplasmas (tumores);
  • Traumatismo cranioencefálico;
  • Doenças infecciosas (como por exemplo, meningites);
  • Doenças degenerativas;
  • Tensão metabólica;

TRATAMENTO

Os pacientes afásicos podem se encontrar em situação de baixa auto-estima ou intensa irritabilidade, afinal a comunicação é fundamental para a vida em sociedade e até mesmo para a satisfação das necessidades básicas. O fonoaudiólogo é o profissional que irá atuar com a estimulação da linguagem em um tratamento que consiste na ligação entre as habilidades linguísticas preservadas e aquelas que foram perdidas.

É importante que o planejamento da fonoterapia seja construído de acordo com as necessidades individuais do paciente, levando sempre em conta sua idade, grau de instrução e interesses. O tratamento costuma ser longo e deve iniciar o mais rápido possível. A fonoaterapia é baseada em exercícios que estimulam a linguagem oral e/ou escrita, além de exercícios de Motricidade Orofacial específicos para os casos que apresentarem Disfagia e Paralisia Facial associados ao quadro de afasia.

Comentários

comentários

Flávia Henriques
Flávia Henriques
Fonoaudióloga do riso fácil e com um pé (e formação!) na Psicologia. Gosto de estudar, ver filmes e passar o tempo na internet.

Os comentários estão encerrados.

Marcar Consulta