fbpx
Como-um-Coach-ou-o-Coaching-Vai-Te-Ajudar-em-Sua-Educação-Alimentar-tiago-curcio

Como um Coach ou o Coaching Vai Te Ajudar em Sua Educação Alimentar

Atualizado em 29/01/2018
Por Tiago Curcio

Como um Coach ou o Coaching Vai Te Ajudar em Sua Educação Alimentar

Atualizado em 29/01/2018
Por Tiago Curcio
Junte-se a milhares de pessoas

Entre para nossa lista e receba conteúdos exclusivos e com prioridade

Como um Coach ou o Coaching Vai Te Ajudar em Sua Educação Alimentar

A busca por uma vida mais saudável tem sido um assunto bastante discutido atualmente e uma das principais questões relacionadas a isso diz respeito à alimentação. Então, aproveito para te perguntar, numa escala de 0 a 10, como está a sua educação alimentar e a sua relação com a comida? Saiba que a metodologia do Coaching, com suas técnicas e ferramentas poderosas, pode te ajudar a reeducar sua mente e conquistar os seus objetivos também relacionados à saúde.

A Importância da Educação Alimentar

Diferente de uma dieta cheia de restrições e sacrifícios, a educação alimentar tem como principal objetivo transformar hábitos e levar os indivíduos a conhecerem melhor os alimentos e, assim,  naturalmente fazer boas escolhas em seu dia a dia. Perceba que a perda de peso não é uma prioridade nesse processo, pois ela é uma consequência das mudanças adotadas no estilo de vida.

A educação ou, como outros preferem chamar, reeducação alimentar é importante porque leva as pessoas a terem uma relação mais positiva com os alimentos e com seu próprio corpo. Nesse sentido, a culpa que muitos sentem ao comer algo mais calórico é substituída pelo equilíbrio de compensar esse momento com uma rotina alimentar mais leve do ponto de vista físico, mental e emocional. Não é sobre comer ou deixar de comer, mas sim sobre criar uma relação mais saudável com aquilo que você come, entende? Ao trabalhar estes aspectos, o sentimento de ansiedade dá espaço para a tranquilidade, algo que é fundamental para estar pleno: antes, durante e depois de comer qualquer coisa.

Nas dietas tradicionais, é seguido um cardápio com alimentos específicos e as quantidades que devem ser consumidas. Ao segui-lo à risca, certamente o peso será perdido, entretanto, a dificuldade maior está em manter esses resultados, pois geralmente existem muitas restrições com as quais a pessoa tem que lidar. Daí, ela fica um tempo sem comer algumas coisas e depois volta ao comportamento compulsivo novamente.

E sabe por que isso acontece com tanta frequência? Porque não basta apenas tirar ou inserir alimentos do seu cardápio por um tempo, é preciso trabalhar, acima de tudo, a mente, os sentimentos, emoções e os comportamentos que sabotam a manutenção de uma relação mais saudável com a comida.

Assim, não será preciso entrar e sair de dietas o tempo todo, pois será possível criar atitudes melhores em relação ao que você come e também melhorar a sensação de como se sente ao fazer isso. Por isso mesmo, no caso da educação alimentar, como são hábitos que vão sendo gradativamente modificados; a chance de você conquistar paz com a balança é muito maior.

O Papel do Coaching na Educação Alimentar

Um coach nutricional, profissional de Coaching com foco na alimentação, pode ser uma pessoa com formação em nutrição ou atuar em conjunto com um nutricionista, auxiliando o coachee, cliente, a mudar hábitos, mentalidade e desenvolver uma relação mais positiva com os alimentos. Veja, a seguir, alguns dos aspectos em que o Coaching Nutricional poderá te ajudar nesse momento de transformação.

Autoconhecimento Para Iniciar o Processo de Transformação

autoconhecimento é um dos pilares do Coaching, pois é através dele que o processo de transformação se inicia. No caso da educação alimentar, esse será o momento em que o coach fará perguntas-chave para o coachee, a fim de entender como está a relação atual dele com os alimentos, com seu corpo e autoimagem e definir os pontos que precisam ser trabalhados.

Muitas pessoas descontam suas dores emocionais na comida. Quando se sentem tristes, ansiosas ou frustradas, acabam ingerindo mais alimentos do que o necessário como uma forma de buscar conforto. Por isso, é muito importante iniciar o processo de mudança com o autoconhecimento, para descobrir a raiz do problema e tratá-lo com assertividade e atenção.

Desenvolvimento da Atenção Plena ao Comer

A ansiedade é um dos principais motivos que leva uma pessoa a comer mais do que o necessário. Nesse sentido, se torna necessário desenvolver a chamada atenção plena, que nada mais é do que aprender a viver o aqui e o agora, sem ficar pensando sempre no momento seguinte. Assim, será possível começar a saborear os alimentos, ingerindo apenas o que o corpo realmente precisa.

terapia-online-casule-bannerPowered by Rock Convert

Desenvolver a atenção plena é possível através de diversas ferramentas, como é o caso dos exercícios de mindfulness, que são um convite a desfrutar do presente com tranquilidade e sem ansiar pelo futuro. Essa é uma das maneiras mais eficientes de combater a gula e aprender a ter uma relação positiva com os alimentos, sentido seu corpo e entendendo os sinais de saciedade com mais clareza.

Motivação Para Mudar

O coach irá entender quais são as mudanças desejadas pelo coachee e, juntos, irão traçar as estratégias necessárias para que as metas sejam alcançadas, o que pode incluir, além da mudança na alimentação, à prática de exercícios físicos. Dessa forma, aqueles desejos que pareciam distantes de começar a se alimentar de forma mais saudável, começarão a se tornar objetivos tangíveis, parte de um propósito real de transformação.

Quando uma pessoa tem algo que a motiva a se levantar da cama todos os dias, optar por alimentos saudáveis e se exercitar, a mudança realmente acontece. Ter alguém que mostre que seus sonhos podem se concretizar porque você tem capacidade para isso, é algo altamente motivador. Esse o papel do coach, ajudar as pessoas a descobrirem o poder que elas têm dentro de si.

Desenvolvimento da Inteligência Emocional

O ato de comer vai além de apenas ingerir alimentos para nutrir o corpo, pois envolve, também, as emoções e a realidade no qual se está inserido. Dessa forma, pessoas que estão com desequilíbrio emocional tendem a descontar na comida suas frustrações. E um indivíduo que está triste, dificilmente irá afogar suas mágoas em um prato de salada, geralmente o foco está em alimentos ricos em gorduras e açúcar, substâncias que, quando em excesso, podem causar danos graves à saúde.

Através do desenvolvimento da inteligência emocional, é possível aprender a controlar melhor os sentimentos e não deixar que emoções negativas sabotem suas escolhas alimentares. Assim, ao se sentir triste ou ansioso, por exemplo, irá recorrer a formas positivas de extravasar esses sentimentos, como através da prática de esportes ou fazendo um exercício de respiração. Ter controle sobre as emoções dá autonomia e evita que se recorra a formas prejudiciais de buscar conforto.

Reprogramação da Mente

Sabe aquela velha história de dizer para si que na segunda-feira irá começar uma dieta e mudar o seu estilo de vida? Todos nós sabemos que são poucas as pessoas que, de fato, a levam isso a sério. Contudo, quem pensa assim realmente acredita nisso, pois o cérebro humano não consegue distinguir aquilo que é real do que é apenas imaginário. Assim, o indivíduo segue em um círculo vicioso, sempre protelando as mudanças e sofrendo com isso.

Através de técnicas de Coaching é possível alterar essas ideias que tanto atrapalham o processo de mudança em relação à alimentação, e adotar um mindset com foco nos objetivos desejados. Dessa forma, o pensamento de “Isso está delicioso, preciso comer mais porque depois não sei quando terei outra oportunidade” será substituído por “Isso está delicioso, então vou saborear ao máximo esse pequeno pedaço, que é o suficiente para mim”.

Se sente que precisa mudar seu comportamento em relação à alimentação, siga em frente, faça isso por você. Liberte-se do pensamento sabotador de que não é capaz de conquistar o que deseja. Assuma o controle da sua relação com os alimentos e veja a transformação acontecer. E caso sinta que precisa de um apoio mais específico e especializado para acelerar seu desenvolvimento mental e os resultados da sua mudança, procure um coach nutricional para auxiliá-lo em seu processo de autodescoberta, autocompaixão, autovalorização, autoconhecimento e de amadurecimento no que tange a questão alimentar. Boa sorte!

Copyright: 687501118 – https://www.shutterstock.com/pt/g/artemevdokimov

Fonte: http://www.jrmcoaching.com.br/blog/coach-coaching-vai-ajudar-educacao-alimentar/

banner-paisagem-ebook-manejo-da-ansiedade-v1.1-curtoPowered by Rock Convert

Como um Coach ou o Coaching Vai Te Ajudar em Sua Educação Alimentar

Se você quiser saber mais ou conversar com um dos nossos profissionais sobre Como um Coach ou o Coaching Vai Te Ajudar em Sua Educação Alimentar, você pode  agendar o seu horário clicando aqui.


Ou você pode ver mais sobre Terapia Online, Acompanhamento semanal com nossa Nutricionista ou Como ter mais produtividade com o nosso Coach!
Tiago Curcio, aqui no Blog.
Life Coach e palestrante, auxilia empresários a usar a internet para desenvolver seus negócios. Admira e vive a área de auto performance, acrescenta em suas sessões de Coaching o melhor da Programação Neurolinguística (PNL). Adora ficar com a família, correr, meditar e trabalhar. Conheça o meu Instagram. | Clique para marcar uma consulta comigo

O que você achou deste conteúdo?
Conte nos comentários sua opinião sobre: Como um Coach ou o Coaching Vai Te Ajudar em Sua Educação Alimentar.


0 comentários

Como se posicionar?

Como se posicionar?

Sabe aquela pessoa que sempre se comporta de forma rígida e agressiva? Você tem dificuldade em se posicionar quando isso acontece e acaba se sentindo constrangido ou com algum receio ou trava quando alguém te trata dessa forma? Se você quer aprender a se posicionar, esse vídeo é para você!
Ansiedade

Ansiedade

O medo é um sentimento inato que nasce conosco. Já a ansiedade é um sentimento secundário oriundo do medo. Ela é um sentimento que todos nós temos, não há ninguém que tenha uma ansiedade zero. Assim sendo, a ansiedade basal de todos os seres humanos estão sempre maior que zero.
Como reduzir a celulite
Como reduzir a celulite

Como reduzir a celulite

A celulite é um processo de desestruturação em que a pele perde seu aspecto firme. Atualmente afeta cerca de 98% das mulheres de todo o mundo. Será que a alimentação pode contribuir na diminuição da celulite? A resposta é SIM e pode ser mais fácil do que você imagina! Assista ao vídeo completo e saiba como.
Você-pensa-sobre-seus-medos
Você pensa sobre seus medos?

Você pensa sobre seus medos?

O medo é um estado emocional muito importante, associado ao nosso mecanismo de proteção, sobrevivência e adaptação. Os medos estão relacionados a característica do objeto, contexto ou situação temida, mas também a avaliação subjetiva desses fatores. A forma como pensamos as situações, impacta diretamente em como nos sentimos e lidamos com elas. O que acha de avaliarmos nossos medos?

A importância da rede de apoio no processo de psicoterapia

Muito se fala sobre o acolhimento, alternativas de tratamento, estratégias, dicas e orientações necessárias para os pacientes que estão passando por um momento de sofrimento mental, ou possuem algum tipo de transtorno ou realizam psicoterapia. No entanto, pouco é abordado sobre a importância dos familiares e indivíduos que fazem parte do cotidiano e convívio do paciente, que compõem a rede de apoio, sendo considerados parte importante do processo terapêutico, também poder buscar por ajuda, cuidados e orientação.
Leia mais
A-importância-da-rede-de-apoio-no-processo-de-psicoterapia

Saúde mental e o enfrentamento do câncer

como se manter firme para enfrentar uma doença tão difícil e um tratamento tão delicado, vivendo um turbilhão de emoções? Nesse vídeo você vai encontrar algumas orientações para lidar e ajudar alguém que está convivendo com essa doença!
Leia mais
saúde-mental-e-o-enfrentamento-do-câncer

O que a minha filha me ensina

No aniversário da minha filha Luiza, já estávamos em isolamento social e por conta disso, tivemos que cancelar a festinha de aniversário dela. Confesso que foi bem difícil para mim, pois ela ama o aniversário dela que segundo ela, é o dia mais feliz da vida dela. Mal acaba a festa e ela já está planejando o tema do ano seguinte, ela adora estar com os amigos.
Leia mais
O-que-a-minha-filha-me-ensina

Motivos que levam à obesidade

Você sabia que a obesidade é um quadro multifatorial? Isso mesmo! Não podemos colocar apenas na comida a responsabilidade de um ganho de peso. Por isso é importante não ter preconceito e não julgar o comportamento alimentar de uma pessoa que está nesta situação. O aconselhável é sempre buscar ajuda de profissionais que tenham empatia e que possam oferecer qualidade de vida e bem-estar à pessoa com obesidade. Assista a este vídeo completo e saiba mais!
Leia mais
Motivos-que-levam-à-obesidade

Você já ouviu falar em Pistantrofobia

O termo é complicado mas a explicação é simples. Pistantrofobia é o medo de confiar nas pessoas devido a experiências negativas ou decepções ocorridas no passado. Espero que esse vídeo possa te auxiliar a entender melhor sobre esse assunto.
Leia mais

Você tem medo de falar em público?

O medo de falar em público é muito comum. Ou você mesmo tem esse medo ou conhece alguém que tem, não é? É chamado de glossofobia quando esse medo tem proporções exageradas a ponto de paralisar e não permitir que a pessoa tente vencer este medo por si só.
Leia mais

As 5 Linguagens do Amor

Essas são as 5 formas de expressar e de experimentar o amor nas nossas relações. Vem descobrir qual a linguagem do amor que você fala e qual a linguagem que você mais escuta. Compartilha com uma pessoa querida para que vocês possam melhorar a qualidade do relacionamento!!
Leia mais
Linguagens do amor

6 dicas para se tornar uma pessoa mais resiliente

Você sabia que a resiliência é uma habilidade que conseguimos desenvolver e aprimorar? Não são todas as pessoas que já tem essa habilidade super desenvolvida e é por isso que, nesse vídeo, você vai aprender dicas simples de como se tornar uma pessoa mais resiliente e conseguir enfrentar melhor os obstáculos da vida.
Leia mais
6-dicas-para-se-tornar-uma-pessoa-mais-resiliente-BLOG

Você acha que autoestima é só cuidar da sua aparência?

A autoestima vai muito além da aparência, é a visão que você tem sobre você e quando ela está baixa afeta outras áreas da sua vida, seu relacionamento, vida profissional... No vídeo vou explicar o que é, porque é importante e dar dicas para aumentar sua autoestima.
Leia mais
Você acha que autoestima é só cuidar da sua aparência
Tenha o total controle das suas emoções conte com a Casule para o seu bem-estar.
Share This