É difícil ter êxito nos estudos sem planejamento e organização. Em relação ao ambiente, é importante prepara-lo e adapta-lo para que o estudo tenha mais qualidade. Procure um ambiente bem iluminado, quanto mais claro melhor, se tiver luz solar é melhor ainda. Elimine todos os barulhos e ruídos possíveis, procure um local totalmente isolado, se não for possível, coloque protetores auriculares nos ouvidos (vendidos nas farmácias) ou até mesmo um fone de ouvido pode te ajudar. Procure estudar em um local limpo e organizado, coisas fora do lugar e local sujo e desorganizado tiram a sua concentração sem que você se dê conta. O local de estudo deve ser apropriado, como uma mesa ou escrivaninha. Você passou boa parte da sua vida estudando desta forma, o seu cérebro está acostumado com isso, fazendo você ficar mais concentrado quando fica nessa postura. Já quando senta no sofá ou deita na cama, seu corpo entende que é hora de relaxar.

Em relação à rotina, você dever criar uma rotina de estudos para “programar” seu corpo que naquele determinado dia e horário ele necessitará de concentração. Um plano de estudos é uma das melhores ferramentas para organizar e disciplinar os estudos. Além disso, um plano de estudos permitirá que seu corpo se acostume com os horários e esteja sempre mais alerta nesses momentos. 

Procure desligar o celular e o mantenha longe de você, assim como todas as outras coisas que possam te distrair, como computadores, TV, tablet.

Assim como o nosso cérebro, nosso corpo pode ser nosso aliado ou vilão dependendo das ações que tomamos. Procure se manter saudável, dando a devida atenção à sua saúde, praticar exercícios físicos, corrigir a postura, fazer alongamentos nos intervalos de estudo, manter uma alimentação balanceada e dormir bem. 

Existem diversas técnicas de estudo que são formas de se estudar, na prática. São elas: 

1 – Resumos

Fazer resumos é uma maneira de gravar o conteúdo, pois a informação é processada para elaborar uma simplificação dessa informação. Dessa forma você compreende primeiro, gera o conhecimento sobre o assunto e repassa isso para outro meio.

Mas para ser realmente eficiente, os resumos devem ser bem resumidos mesmo, não adianta copiar e transcrever alguns trechos inteiros, o que deve ser feito é dar o seu entendimento sobre o assunto. Além disso, os resumos devem ser consultados periodicamente (isso dá pra ser feito tranquilamente com um plano de estudos bem elaborado) para garantirem a fixação dos conceitos, por isso devem ser bem curtos mesmo, o ideal é de no máximo uma página para serem revistos em um simples passar de olhos, coisa de segundos ou poucos minutos.

2- Mapas mentais:

Participe e aprenda mais sobre bem-estarPowered by Rock Convert

São, basicamente, resumos em formato de diagramas com desenhos e informações ligadas em tópicos. Você pode usar cores diferentes para categorizar informações e, o mais importante, destacar o tema central, o subtema e subtipos, caso houver. Abaixo segue um exemplo de mapa mental:

mapamental-como-estudar-melhor-blog-casule-nayara

3 – Fazer Simulados

Não há nada melhor para avaliar o seu desempenho quanto ao aprendizado como o simulado. Procure intercalar exercícios sempre que estiver estudando e seu cérebro entenderá que vai precisar acessar essas informações que estão sendo adquiridas. Então ele vai deixá-las em um lugar fácil de serem acessadas, ou seja, você vai se lembrar do que estudou com mais facilidade. Você pode simular o dia da prova, ou seja, acordar no mesmo horário, fazer uma prova antiga no mesmo tempo permitido pela banca examinadora, como se estivesse fazendo em si no dia.

4 – Auto Explicação

Consiste em explicar pra você mesmo em voz alta aquilo que você acabou de entender, não é ler em voz alta, é explicar o que acabou de entender, como se tivesse explicando para outra pessoa. É semelhante a “dar uma aula”. 

5 – Acrônimos

Acrônimos são siglas que você inventa para gravar assuntos que não exigem apenas entendimento do assunto, mas também uma decoreba básica. Exemplo de um acrônimo da área de Tecnologia da Informação:

como-estudar-melhor-scamper-blog-casule-nayara
Método SCAMPER:

6 – Associações e Vínculos

Fazer associações e vínculos também é útil para decorar listas, números e assuntos com muitos detalhes que são necessários serem decorados. E tanto os acrônimos como as associações devem constar nos resumos para facilitar a memorização. Essas são as melhores técnicas para fixar o conteúdo na memória, utilize-as e tenha muito sucesso, mas não esqueça das regras básicas de concentração que são fundamentais para que essas técnicas tenham efeito.

Share This