Sinais da dependência de álcool

Sinais da dependência de álcool

Atualizado em 02/07/2021
Por Denislaine Honorato

Sinais da dependência de álcool

Atualizado em 02/07/2021
Por Denislaine Honorato
Junte-se a milhares de pessoas

Entre para nossa lista e receba conteúdos exclusivos e com prioridade

Sinais da dependência de álcool

Aperte o play para escutar este conteúdo.

O uso de álcool é socialmente aceitável, porém, ele começa a oferecer riscos à saúde quando passa a ser feito descontroladamente. Nesse texto você vai saber identificar os sinais da dependência de álcool e como lidar com a dependência. 

É comum ouvir as pessoas dizendo “bebo socialmente”, afinal, o álcool é uma bebida muito consumida pelo mundo todo. Quem numa festa ou comemoração não bebe pelo menos uma cervejinha não é mesmo?

O problema é quando esse consumo começa a dominar a pessoa e mesmo sem perceber ela passa a ser escrava dele. Para compreender melhor esse domínio, precisamos entender que existe o uso de álcool de baixo risco,  que se refere a ingestão de álcool que geralmente não resulta em danos à saúde.

Já o abuso de álcool, se refere a qualquer uso que possa gerar riscos à saúde, incluindo a dependência. Esse abuso, mesmo na ausência da dependência, pode gerar danos físicos e mentais.  

A dependência é uma síndrome, está relacionada com o uso abusivo de álcool mais vai além, pois mexe com o funcionamento mental, comportamental e psicológico da pessoa. Ou seja, você sente necessidade de beber, e quando isso não ocorre você se vê perdido e desorientado, e a falta da bebida causa vários sintomas que chamamos de abstinência.

Por exemplo, você conhece alguém que quando vai em festas “bebe todas”? Ou que não passa um final de semana sem beber? Essa pessoa pode fazer o uso abusivo de álcool, porém pode ainda não ser dependente.

Mas, quais são os sinais da dependência de álcool?

Você pode identificar se está se tornando dependente de álcool, se apresentar três ou mais dos seguintes sintomas durante um período de 12 meses:

  • Forte desejo ou compulsão para beber, ou seja, você sente que já não tem mais controle sobre si, e mesmo que não queira, não consegue não beber;
  • Alterações no comportamento quando não bebe, por exemplo, fica irritado, inquieto, não consegue se concentrar;
  • Percebe que precisa beber cada vez mais para causar o efeito que era anteriormente atingido com doses menores;
  • Não tem mais prazer em atividades que antes realizava, por exemplo, não consegue mais ver a novela que gostava tanto, não sai para passear com a família, não vai mais ao cinema;
  • Continua consumindo o álcool mesmo percebendo os danos causados à saúde. 

Vários outros fatores podem levar uma pessoa a desenvolver a dependência alcoólica, na maioria das vezes, as pessoas estão com algum problema em suas vidas, e por não saber lidar com os mesmos, vê uma saída na bebida para “fugir” daquela realidade.

Problemas como no casamento, problemas financeiros, problemas psicológicos como ansiedade e depressão, são exemplos de alguns fatores que podem levar a pessoa a desenvolver a dependência alcoólica. 

terapia-online-casule-banner

E o que acontece se eu perceber os sinais da dependência de álcool e não buscar ajuda?

A dependência de álcool pode trazer vários efeitos negativos para vida, como alteração de comportamento, agressividade, perda de memória, tremor nas mãos.

A pessoa dependente passa a viver somente para seu vício, não consegue mais ter um bom convívio com a família, começa a ter um rendimento ruim no serviço, falta muitas vezes e pode até perder o emprego. 

Se você identificou que está se tornando um dependente de alcool ou alguém muito próximo a você  está com esse problema e deseja sair dessa, sugiro que siga os passos listados a seguir:

  • Mudança de hábito – evite locais onde você sabe que estarão consumindo álcool, se você costumava beber em algum bar, evite passar por ele;
  • Volte a fazer o que fazia antes: busque na memória as atividades que fazia antes e retorne com elas;
  • Estreite os laços com as pessoas ao seu redor: retorne a convivência com os que querem o seu bem, deixe-os se aproximar e te auxiliarem nesse momento;
  • Encare os problemas de frente;
  • Supere a abstinência – quando você ficar sem beber por um tempo virá uma grande vontade quase incontrolável de ingerir álcool, esse processo chamamos de abstinência. Mas, não perca a batalha, ela vai passar e quanto mais tempo você ficar sem beber, mais ela vai perdendo a força.

Esses passos são importantíssimos para quem quer se livrar da dependência de álcool.

Sabemos que é um caminho longo e difícil a ser percorrido, mudar o comportamento, mudar os hábitos, encarar os problemas, admitir que é um dependente não é uma tarefa fácil, mas depende de você querer mudar e buscar uma melhor qualidade de vida.

Lembre de como era quando você não bebia, quando o álcool não tinha te dominado e busque forças para vencer. E caso precise de ajuda, conte conosco 😉

Terapia Casule

A Casule é uma clínica que pensa na sua saúde e no seu bem-estar que atende de forma presencial e online. Isso faz que possamos cuidar de pessoas em qualquer parte do Brasil e do Mundo!

Venha nos conhecer! Marque uma conversa com nossos terapeutas clicando aqui!

Curtiu o texto? Fica a vontade para relaxar com a gente, conheça nossos áudios de relaxamento, é GRÁTIS!

Compartilhe também a Casule em suas redes sociais, InstagramFacebook e Youtube.

Guia com as 15 Técnicas para reduzir a ansiedade
Casule Play

Sinais da dependência de álcool

Se você quiser saber mais ou conversar com um dos nossos profissionais sobre Sinais da dependência de álcool, você pode  agendar o seu horário clicando aqui. Ou você pode ver mais sobre Terapia Online, Acompanhamento semanal com nossa Nutricionista ou Como ter mais produtividade com o nosso Coach!
Denislaine Honorato, aqui no Blog.
Psicóloga formada pela. UFJF, graduanda em Terapia Cognitiva Comportamental. Atendo adultos e adolescentes. Atuo em transtorno de ansiedade, dependência química, relações interpessoais e fobias. Amo pessoas e ajuda-las em suas relações e em qualidade de vida. Adoro viajar com a família e amigos. Conheça o meu Instagram. | Clique para marcar uma consulta comigo

O que você achou deste conteúdo? Conte nos comentários sua opinião sobre: Sinais da dependência de álcool.

0 comentários

Enviar um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Meu medo me faz fugir
Meu medo me faz fugir

Meu medo me faz fugir

Evitar se expor a situações que causam medo e ansiedade é algo extremamente normal. Porém, quando a "evitação" e a fuga se tornam um repertório comum para várias situações... é importante ligar o sinal de alerta.

Controlando sua Ansiedade

Ansiedade é uma reação emocional desencadeada pela percepção de uma ameaça – real ou imaginária. Nosso corpo pode responder a esse estado de diversas maneiras e cada uma delas é única e exclusiva de cada pessoa!
Leia mais
Controlando sua Ansiedade

Saiba quais alimentos evitam a acne

Certos hábitos alimentares inadequados quando associados a outros fatores, podem provocar um aumento da oleosidade da pele que desencadeiam processos inflamatórios.
Leia mais
alimentos-que-evitam-a-acne-BLOG

Dicas para uma vida mais leve

Diferente do que muitos acreditam, ter uma vida leve não significa não ter problemas ou adversidades, mas sim, aceitar que vão haver obstáculos no meio do caminho e tentar lidar com eles dá melhor forma possível. Confira algumas dicas para levar uma vida mais leve nesse texto.
Leia mais
dicas para uma vida mais leve

5 dicas para manter uma boa saúde mental

Diante de um cenário cada vez mais competitivo, manter uma boa saúde mental no dia a dia do trabalho não é fácil, o estresse, o esgotamento mental e a pressão psicológica podem trazer várias consequências ruim para sua saúde mental e física. Neste vídeo vamos aprender 5 dicas fáceis de como aliviar o estresse do dia a dia e manter uma boa saúde mental diante da pressão do trabalho.
Leia mais

A ruminação mental é prejudicial?

Na psicologia, chamamos de ruminação o ato de ficar revivendo mentalmente pensamentos negativos de maneira recorrente. Esse comportamento está presente em todos nós, afinal, em alguns momentos precisamos pensar muito sobre um determinado assunto, problema ou situação para resolvê-lo, fazendo com que o ato de ruminar não seja prejudicial. No entanto, em alguns casos ele merece atenção, pois pode se tornar disfuncional, prejudicial e ter prevalência.
Leia mais
Tenha o total controle das suas emoções conte com a Casule para o seu bem-estar.
Share This