Por que o psicólogo não atende mais de uma pessoa da mesma família

Por que o psicólogo não atende mais de uma pessoa da mesma família?

Atualizado em 22/07/2015
Por Nayara Benevenuto

Por que o psicólogo não atende mais de uma pessoa da mesma família?

Atualizado em 22/07/2015
Por Nayara Benevenuto
Junte-se a milhares de pessoas

Entre para nossa lista e receba conteúdos exclusivos e com prioridade

Por que o psicólogo não atende mais de uma pessoa da mesma família?

A relação terapêutica entre psicólogo e o paciente envolve a necessidade de um bom vínculo, envolvendo alguns elementos por parte do terapeuta, como: empatia, expressão emocional, neutralidade, confiança, sigilo das informações, colaboração e acolhimento. Atender outra pessoa de uma mesma família ao mesmo tempo pode afetar essa relação, na medida que a neutralidade não seria mais possível.

A neutralidade é importante para que o terapeuta possa escutar seu paciente sem julgamentos, de uma forma mais ética e colaborativa. Dessa forma, a experiência de vida do psicólogo predominará em relação ao seu saber teórico. Além disso, não seria eticamente recomendável.

terapia-online-casule-banner

O que diz o conselho regional de psicologia?

o que diz o conselho

O Conselho Regional de Psicologia diz: “A decisão pelo atendimento é do(a) psicólogo(a), que considerará se o atendimento interferirá negativamente nos objetivos do serviço prestado, uma vez que não há nada na regulamentação que proíba especificamente o atendimento de familiares e/ou conhecidos(as)”.

Sendo assim, cabe ao psicólogo julgar a efetividade do seu trabalho. Assim como atender pessoas de uma mesma família, também não é indicado atender familiares e amigos do terapeuta, pelos mesmos motivos.

Guia com as 15 Técnicas para reduzir a ansiedade
Casule Play

Por que o psicólogo não atende mais de uma pessoa da mesma família?

Se você quiser saber mais ou conversar com um dos nossos profissionais sobre Por que o psicólogo não atende mais de uma pessoa da mesma família?, você pode  agendar o seu horário clicando aqui. Ou você pode ver mais sobre Terapia Online, Acompanhamento semanal com nossa Nutricionista ou Como ter mais produtividade com o nosso Coach!
Nayara Benevenuto, aqui no Blog.
Especialista em terapia cognitiva-comportamental com adultos e tem formação em terapia cognitiva sexual além de atuar na avaliação bariátrica. Conheça o meu Instagram. | Clique para marcar uma consulta comigo

O que você achou deste conteúdo? Conte nos comentários sua opinião sobre: Por que o psicólogo não atende mais de uma pessoa da mesma família?.

0 comentários

Enviar um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Fome fisiológica versus Fome emocional
Fome fisiológica x Fome emocional

Fome fisiológica x Fome emocional

Não é incomum se deparar com situações e períodos estressantes na vida da maioria das pessoas e uma das primeiras consequências é sair da dieta. Por essa razão a fome fisiológica (homeostática) muitas vezes pode ser confundida com a fome emocional (hedônica). E como diferenciá-las?

Objetivos da Orientação Profissional

A Orientação Profissional é um processo de avaliação que auxilia qualquer pessoa, independente da idade, a escolher uma faculdade ou um curso profissionalizante, e até mesmo mudar de carreira.
Leia mais

Como os super-heróis podem ajudar no desenvolvimento infantil?

Com base nas histórias de super-heróis é possível trabalhar diversos temas e habilidades com as crianças. A maioria das histórias tratam de assuntos como humanidade, emoções, justiça, amizade, confiança, altruísmo, humildade, empatia, virtudes, esperança, responsabilidade, fazer o bem...
Leia mais

Como funciona o atendimento nutricional?

Entender sobre o atendimento nutricional pode encorajar aqueles que buscam alcançar bons resultados. No vídeo, falo os 5 aspectos avaliados no atendimento e dicas para encontrar profissionais que possam atender suas necessidades.
Leia mais
Como-funciona-o-atendimento-nutricional-BLOG

Saiba quais são os 9 indicadores de violência infantil

Antes de qualquer coisa precisamos pensar em uma prática muito comum dos adultos em atribuírem qualquer discurso da criança somente à imaginação e à fantasia, podendo estar negligenciando situações de risco ou de violência consumada. É claro que, em muitos casos, essas situações não são óbvias e nem mesmo fáceis de serem identificadas, por isso é de extrema importância nos atentarmos para os indicadores de violação de direitos e violência.
Leia mais
Saiba quais são os 9 indicadores de violência infantil
Tenha o total controle das suas emoções conte com a Casule para o seu bem-estar.
Share This